sexta-feira, 26 de maio de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Primeiro festival de arte autoral de Penedo será realizado neste sábado

Primeiro festival de arte autoral de Penedo será realizado neste sábado

Matéria publicada em 19 de maio de 2017, 08:10 horas

 


Evento reunirá artistas e expositores de Volta Redonda, Barra Mansa, Resende e Itatiaia

Sul Fluminense – Um dia inteiro de música, teatro, circo, dança e performances, além de vivências com representantes Puri, os índios que habitavam a Mantiqueira. Esse é Uchô Kandú, primeiro festival de arte autoral de Penedo que reunirá mais de 100 artistas e expositores de Volta Redonda, Barra Mansa, Resende e Itatiaia. O festival será realizado neste sábado, dia 20, na Associação Beneficente Arcanjo Gabriel, na Rua Peruggino, 650, bairro Jardim Martinelli, em Penedo. As atividades começam às 9h e seguem até às 23h.

Na programação do festival, além de atrações artísticas, estão inclusas vivências indígenas com dois representantes da etnia Puri. Dauá Puri, que irá oferecer uma roda de cura e conhecimento indígena Puri; e Zélia Puri, que oferecerá a oficina “Poesia em Movimento”, dedicada às crianças. Também está incluído na programação uma roda de xamanismo, com Lu Wakanmahni, oficina na horta da Associação Arcanjo Gabriel, e exibição do filme “Xeker Jetí – Casa dos Ancestrais”, do coletivo de cinema itinerante Tekó Porã.

Representando a rede de artistas regionais estão o Coletivo Teatral Sala Preta e a performance musical, “Sabe Quando Que”, de Barra Mansa; a banda Amplexos e a rapper Ju Dorotea, de Volta Redonda; Pedra Sonora e os músicos Gabriel Lopes e Fernando Farias, além da banda Cassius Caly, de Itatiaia.

Na linguagem Puri, Ushô Kandú significa Terra Acesa. E, partir da perspectiva de que é necessário a integração e comunicação das comunidades e culturas locais, agitadores culturais e instituições artísticas se unem com o propósito de abrir espaço e integrar os diversos cenários artísticos e culturais da região da Mantiqueira valorizando e integrando os artistas regionais, além de fortalecer a economia local.

– O festival através da sua proposta de valor atende demandas locais e nacionais em relação a metas direcionadas pelo sistema nacional de cultura. Por meio de ações culturais, o festival propõe a reflexão sobre a identidade dinâmica da cultura local e a democratização do acesso através de economia criativa e colaborativa – disse um dos produtores do festival, Rodrigo Câmara.

Leandro Tolentino, da banda Amplexos, de Volta Redonda, fala sobre participar dessa rede.

– Primeiro quero dizer que é muito bonito ver o movimento todo por si só. O festival vai ser um dia, mas a construção já vem sendo desde que cada um fez sua primeira apresentação ou teve seu primeiro contato com arte. Todos aqui estão envolvidos com arte de alguma maneira e sabe o valor e a importância dela na vida de cada ser. Por isso, creio no amor de quem está disposto a compartilhar esse momento. Estamos aí para nos fortalecer. Para resumir, esse festival vem para dizer que tem gente aqui na região e no mundo que acredita no poder de transformação da música, do teatro, da pintura, da poesia, do alimento, da vivência, da natureza, do mundo e de cada um. Agora, é agradecer a oportunidade de a gente poder se encontrar e celebrar – disse.

Uchô Kandú: Programação do festival inclui atrações artísticas e vivências indígenas com dois representantes da etnia Puri (Fotos: Divulgação)

Uchô Kandú: Programação do festival inclui atrações artísticas e vivências indígenas com dois representantes da etnia Puri (Fotos: Divulgação)

Programação

8h30 – Abertura

9h – Vivência na horta da Associação Beneficente Arcanjo Gabriel

10h – “Roda de cura e conhecimento indígena Puri” com Dauá Puri

10h30 – Filme “Xeker Jetí – Casa dos Ancestrais”, do coletivo Tekó Porã

12h – Cerimônia “Raizes da Mantiqueira” com Lu Wakanmahni

12h30 – Almoço

 

Palco Opeh [Sol]

14h – Oficina “Poesia em Movimento” com Zelia Puri [Oficina Infantil]

15h – “Ifá, o Adivinho” do Coletivo Sala Preta [Peça Teatral]

15h30 – Apresentação de dança e percussão africana com Pedra Sonora

 

Palco Tatak [Coração]

16h30 – Gabriel Lopes e Fernando Farias

17h20 – Sabe Quando Que [Performance Musical]

18h20 – Ju Dorotea

19h20 – Perfomance com Yashmin Nunes

 

Palco Poteh Churi [Luz da Estrela]

19h40 – Cassius Clay

20h30 – Amplexos

 

DJ Uirá Leão nos intervalos

 

Serviço

O Uchô Kandú, primeiro festival de arte autoral de Penedo, acontece neste sábado, dia 20, na Associação Beneficente Arcanjo Gabriel, na Rua Peruggino, 650, bairro Jardim Martinelli, em Penedo. As atividades começam às 9h e seguem até às 23h. Mais informações pelo telefone (24) 99843-5247.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document