sábado, 25 de novembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Sala de leitura ganha nome de escritora barramansense

Sala de leitura ganha nome de escritora barramansense

Matéria publicada em 20 de outubro de 2017, 17:59 horas

 


Colégio Municipal Padre Anchieta reinaugurou sala com nome da professora Regina de Paiva Machado

Barra Mansa – A Secretaria de Educação de Barra Mansa, através do Colégio Municipal Padre Anchieta reinaugurou nesta sexta-feira (20) a Sala de Leitura. O local já era utilizado pelos alunos e passou a se chamar Regina de Paiva Machado, nome da professora e ex-diretora adjunta do colégio. A cerimônia contou com a presença do secretário de Educação, Vantoil de Souza; do diretor da unidade, Alex Teixeira; funcionários, alunos e familiares da professora homenageada.

O secretário de Educação destacou a importância da ferramenta para o desenvolvimento dos alunos. “Foi muito importante a revitalização desse espaço que guarda um dos maiores tesouros da escola e proporciona o contato dos alunos com diversos autores contribuindo para o desenvolvimento intelectual deles”, salientou Vantoil.

O diretor da unidade destacou que a sala de leitura já funcionava. “Como ela ainda não havia sido inaugurada oficialmente nós resolvemos reformá-la e homenagear a Regininha, que é escritora e fez parte da história do Colégio”, completou Alex Teixeira.

A professora Wanessa de Oliveira é responsável pela sala de leitura do colégio. Segundo ela, os alunos do 4º e 5º ano do Ensino Fundamental estudam uma vez na semana na sala especial.

– Os livros da Regina já serviram de inspiração durante as aulas onde são desenvolvidos projetos e trabalhos que incentivam a leitura pelas crianças – afirmou.

A professora Regina de Paiva, carinhosamente chamada de Regininha pelos estudantes, agradeceu a homenagem. “Esse universo da leitura sempre esteve dentro de mim, o que me influenciou a ser professora. Ao longo desses 36 anos de sala de aula, já tive muitas experiências e posso afirmar que ler aumenta nosso conhecimento e é uma ótima ferramenta de aprendizado”, completou.

A professora também é escritora e tem dois livros lançados. Um deles é  “O dia que a Dona Preguiça se mexeu”. Lançado em 2008, o livro conta com ilustrações de estudantes do Colégio Padre Anchieta.

– A ideia partiu através de uma diretora que me pediu para falar sobre as olimpíadas em 2008. A história fala sobre uma olimpíada na mata onde os animais são os jogadores – conta.

Homenagem: Local já era utilizado pelos alunos (Foto: Chico de Assis)

Homenagem: Local já era utilizado pelos alunos (Foto: Chico de Assis)

Untitled Document