segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Conversando

Conversando

Matéria publicada em 9 de janeiro de 2017, 21:06 horas

 


O prefeito de Barra Mansa, Rodrigo Drable (PMDB), recebeu no final da tarde desta segunda-feira, dia 9, em seu gabinete, o novo presidente da CDL de Barra Mansa, Xisto Neto e uma parte da diretoria da entidade.

***

Na pauta, as propostas do novo governo para Barra Mansa, as ações que estão sendo feitas para aquecer a economia e recuperar a parceria entre a CDL e a prefeitura de Barra Mansa.

***

Os comerciantes aprovaram e apoiaram as medidas de austeridade adotadas pelo governo.

***

O prefeito disse que a CDL tem um papel importante na organização do comércio de Barra Mansa e quer restabelecer as parcerias para fortalecer os lojistas e criar um novo ambiente no relacionamento institucional.

Queixa    
O presidente da CDL, Xisto Neto, disse que nos últimos quatro anos a prefeitura abandonou a CDL e virou as costas para o comércio da cidade. “O natal do ano passado foi todo custeado pela CDL. Precisamos criar um calendário de eventos”, disse.

Movimento
Os diretores da CDL lembraram que o pagamento do 13º salário provocou aquecimento imediato do comércio e que, no momento em que a folha de pagamento for colocada em dia, o comércio sentirá efeito imediatamente. “Foi perceptível. O movimento aumentou bastante”, disse uma das diretoras.

Tapa-buraco
A Prefeitura de Barra Mansa realiza nesta terça-feira, dia 10, a partir das 8 horas, a operação Tapa-Buraco na Rua Tancredo de Paula Neves, no bairro Vila Nova. A ação emergencial visa minimizar os impactos no trânsito provocados pela má conservação da via pública. Por causa da intervenção o trânsito será desviado para a Rua Osório Gomes de Brito, que fluirá em mão dupla. A Coortran (Coordenadoria de Trânsito e Transporte) fará a marcação da sinalização do trânsito. Agentes da Guarda Municipal estarão no local para orientar os motoristas. A operação será realizada durante todo o dia.

Mais saúde
O prefeito Rodrigo Drable (PMDB) e o secretário de Saúde de Barra Mansa, Sérgio Gomes, se reuniram no final da tarde desta segunda-feira, dia 9, com o deputado federal Alexandre Serfiotis (PMDB). Na pauta: emendas e recursos para fazer a saúde de Barra Mansa voltar a funcionar.

Pedidos
Foram três pedidos específicos: a liberação de uma emenda pessoal no valor de R$ 2 milhões do deputado federal para compra de um “angiógrafo” (aparelho usado para realização de angiograma ou angiografia – exame radiográfico dos vasos sanguíneos); lutar junto ao Ministério da Saúde para aumentar o teto financeiro de R$ 4,5 milhões para R$ 11 milhões do Unacon (Hospital do Câncer de Barra Mansa) e uma verba de R$ 1,5 milhão para reforma e ampliação do pronto socorro no Centro.

Ajuda
O secretário de Saúde, Sérgio Gomes, explicou que o aumento do teto financeiro do Unacon será capaz de dobrar o atendimento na unidade do município.

Em caixa
O ex-prefeito de Pinheiral, professor Arimathéa Oliveira, informou que deixou recursos em caixa para cumprir os compromissos da prefeitura com os servidores contratados e os cargos comissionados.

Repatriação
De acordo com Arimathéa, o pagamento não foi possível até o encerramento do mandato, pois o Governo Federal realizou o depósito do dinheiro, referente a parcela de repatriação de dólares a que o município tinha direito no valor de R$ 720 mil reais, no dia 30 de dezembro.

Luta
O ex-prefeito destacou ainda que a luta dos municípios de todo país para receberem a repatriação ainda em 2016 foi intensa em função da profunda crise que atingiu as cidades brasileiras.

Audiência
O vereador Fábio Buchecha (PTB), 2º vice-presidente da Câmara de Volta Redonda, enviou um ofício solicitando uma audiência com o prefeito Samuca Silva (PV). O objetivo é falar sobre a situação da Creche Recanto das Crianças, que fica no Vila Rica/Três Poços. A instituição, que funciona através de convênio com o Poder Público, atende mais de 200 crianças de forma gratuita.

Garantias
Segundo Buchecha, a ideia é buscar garantias do prefeito Samuca Silva de que a parceria com a creche irá continuar. Cerca de 130 crianças – sendo 50 moradoras do Conjunto Habitacional Minha Casa Minha Vida – ficam em tempo integral na instituição. E outras 70 fazem reforço escolar em meio período.

Untitled Document