domingo, 25 de junho de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Dinho visita bairro 249 com diretor do Saae-VR

Dinho visita bairro 249 com diretor do Saae-VR

Matéria publicada em 18 de maio de 2017, 20:39 horas

 


dinho

Em edição do seu Projeto “Fala Cidadão”, do último dia 10 de maio, o Presidente da Câmara de Volta Redonda, Sidney Dinho (PEN),  escutou comerciantes do Bairro 249, que descreveram detalhadamente os inúmeros transtornos que acontecem no local, e principalmente em seus estabelecimentos comerciais no período de chuvas.

***

Segundo eles, quando chove tudo fica completamente alagado e as caixas de esgoto transbordam; eles acrescentaram que sofrem há anos, e mesmo com diversas solicitações aos Órgãos competentes, apenas paliativos eram realizados, mas nada de consistente para resolver o problema.

***

Diante do que foi apresentado pelos comerciantes e também por moradores do Bairro 249, precisamente na Avenida Europa, Sidney Dinho conversou com o Diretor-Executivo do SAAE/VR Leonardo de Carvalho Vidal () e marcou uma ida ao local para o dia de hoje-18 de maio, o que aconteceu por volta das 15 horas desta quinta (18), para que o Diretor do SAAE pudesse conhecer e iniciar uma analise técnica em prol dessa localidade.

***

O que ficou comprovado é que em algum ponto há uma ligação da rede pluvial com a rede de esgoto, e em busca de soluções, começará amanhã o trabalho de uma equipe, tendo em vista ser uma ligação ilegal e necessita de que providências sejam tomadas de imediato.

***

O vereador acompanhou todo o percurso feito por Leonardo, e disse que seu projeto tem dado bons frutos e o deixado muito satisfeito de poder estar mais próximo dos cidadãos, e acompanhando de perto as soluções das reivindicações e problemas que chegam ao seu conhecimento, e são resolvidas com celeridade, podendo assim retornar sempre com boas notícias aos locais da cidade de Volta Redonda por onde tem passado.

 

Notificação I

Uma das empresas responsáveis pela construção da nova sede da Câmara Municipal de Resende, a Emissão Engenharia, foi notificada pela Procuradoria Jurídica da Casa, a respeito de problemas verificados no prédio e enviou representantes a uma reunião sobre o assunto nesta quinta (18). O encontro – realizado na nova sede – contou com a presença do presidente do Legislativo Municipal, vereador Roque Cerqueira (PDT)  e integrantes da comissão fiscalizadora da obra, formada por funcionários.

 

Notificação II

Na ocasião, o próprio presidente fez questão de apontar uma série de problemas apresentados nos serviços prestados pela empresa, como entrada de água no Plenário, forro danificado, infiltrações, falta de acabamento, goteiras, vidros incompatíveis com o tamanho das janelas e rede de esgoto deficiente. O parlamentar também cobrou providências. “O prédio já está ocupado e os reparos precisam ser feitos com urgência. Da mesma forma, as pendências deixadas pela empresa, como falta de maçaneta e tranca nas portas dos banheiros, precisam ser solucionadas o quanto antes”, destacou.

 

Visita

A reunião foi seguida de uma visita às instalações da nova sede da Câmara, localizada na Praça Oliveira Botelho (Centro Histórico), na qual a comissão fiscalizadora da obra mostrou aos técnicos da empresa Emissão os serviços incompletos e os reparos a serem feitos. “A empresa se comprometeu a adotar as medidas necessárias, e a expectativa é de que, a partir das informações colhidas neste encontro, os problemas sejam sanados com o máximo de agilidade” , contou a secretária geral do Legislativo e chefe da comissão fiscalizadora, Aline Leite de Alvarenga Porto.

 

Reajuste

Os vereadores de Angra dos Reis aprovaram, na manhã da última terça-feira, dia 16, em segunda votação, o Projeto de Lei, de autoria da Mesa Diretora, que reajusta em 5% os vencimentos dos servidores públicos ativos efetivos da Câmara Municipal. O projeto ainda garante a estes servidores Abono Pecuniário, a título de auxílio alimentação, no valor de R$ 600 reais.

 

Acordo

Segundo o presidente da Casa, vereador Zé Augusto, o índice de reajuste proposto foi definido em acordo com a Associação dos Servidores do Poder Legislativo, a Aspolar, após feitos estudos necessários e verificação da compatibilidade ao orçamento do Legislativo.

Um comentário

  1. Só nos resta rir desses vereadores de VR.

    Sem noção alguma de suas funções na Casa do Povo que são entre outras obrigações CRIAR/RENOVAR leis e FISCALIZAR o executivo (prefeito). Claro eles NÃO CONHECEM a Administração Pública e NÃO ENTENDEM de Gestão Pública, né?

    O que o vereador faz é obrigação do prefeito/secretário acompanhado pelo presidente de associação de moradores, ou no bairro 249 não tem um representante dos moradores?

    Se os vereadores ficam fazendo pedidos, COMO ELES IRÃO FISCALIZAR o prefeito ????

    Vereador a cidade precisa de você dentro da CMVR, pois tem muita coisa para se fazer lá, como por exemplo:

    – Cobrar a regularização da lei dos reciclados, cujo prazo de 10/02 já estourou. Se não sabe é a LEI MUNICIPAL Nº 5.288;

    – Cobrar a audiência Pública que vendeu no último dia 01/03, cujo relatório de saúde devia ser apresentado pelo gestor do SUS. Se não sabe é a LEI COMPLEMENTAR Nº 141, DE 13 DE JANEIRO DE 2012 – Art. 36, § 5o;

    – Cobrar o resultado do levantamento do efetivo da PMVR que já venceu no último dia 06/04. Se não sabe é o DECRETO Nº 14.205, etc

    O que diz os eleitores desse vereador ????
    Vocês concordam com ele fazendo um trabalho que não é o dele?

Untitled Document