domingo, 23 de setembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Pezão autoriza convocação de PMs

Pezão autoriza convocação de PMs

Matéria publicada em 5 de julho de 2018, 23:09 horas

 


O governador Luiz Fernando Pezão assinou, nesta quinta-feira (05/07), autorização para convocação de 1.380 aprovados em concurso da Polícia Militar, realizado em 2014, para ingressarem no curso do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP).

***

Os novos PMs serão convocados por turmas, cada uma com 500 alunos, conforme colocação no concurso.

***

“Mesmo em recuperação fiscal,  precisamos fortalecer a segurança pública. Estamos vencendo todos os obstáculos e a população precisa colher esses frutos”, afirmou o governador Luiz Fernando Pezão.

 

Esforços

De acordo com o governador, o somatório de esforços entre o Governo do Estado, o governo federal e a Assembleia Legislativa (Alerj) foi fundamental para a convocação dos novos PMs. “Sem a parceria com a Alerj, não estaríamos aqui hoje contratando policiais. Não foi nada trivial aprovar o Plano de Recuperação Fiscal, são medidas duras, difíceis. Mas conseguimos colocar os salários em dia, estamos começando a fazer diversos investimentos no interior, dentro da cidade do Rio, retomando obras importantes”, destacou Pezão.

 

Previsão

A previsão é que, em 2019, após conclusão do curso, os 1.380 novos PMs já estejam atuando em diversas regiões do estado. Na seleção realizada em 2014, foram classificados 6 mil candidatos. Deste total, 1.175 ingressaram na corporação, após a conclusão do curso preparatório em 2015. Com o decreto assinado hoje, foram convocados mais 1.380 policiais militares.

 

Reserva

“Nós ainda temos policiais para serem contratados deste concurso. Se surgirem mais vagas até o final do ano, e se nós tivermos condições, vamos convocar mais policiais. Esses concursos estão autorizados de forma excepcional no Regime de Recuperação Fiscal e podemos contratar”, acrescentou o governador.

 

Concursos

O secretário de Segurança, general Richard Nunes,  enfatizou a importância dos concursos. “Precisamos restabelecer a regularidade através dos concursos anuais, isso rejuvenesce a polícia. A Polícia Militar do Rio está de parabéns pelas novas contratações, precisamos de um policiamento ostensivo, presente em todas as áreas do estado para dar a sensação de segurança que a população merece”, ressaltou o secretário.

 

Investimentos na Segurança

Nesta terça-feira (3/7), foram entregues, pelo governo do Estado,  mais 265 viaturas para reforçar a frota da Polícia Militar. Os novos veículos são do modelo Ford Ka e fazem parte do segundo lote das viaturas adquiridas, em licitação, pela administração estadual. Em 26 de abril, foi entregue o primeiro lote, também de 265 veículos. Além disso, a PM recebeu outros 50 veículos descaracterizados para serviço reservado. No total, foram entregues 580 carros, que custaram R$ 37,6 milhões aos cofres estaduais.

A PM já fez outro pregão eletrônico destinado à compra de 170 viaturas pick ups no valor  de R$ 24 milhões, que serão entregues nos próximos meses.

 

Verba

O governo estadual ainda liberou R$ 93 milhões para a recuperação e manutenção contínua de toda a frota da corporação no decorrer deste ano. Estão sendo reformados 748 veículos em 60 oficinas credenciadas em todo o estado. A recuperação e manutenção da frota também são resultado de licitação, aprovada pelo Tribunal de Contas do Estado.

 

Pagamentos

Outro investimento do Governo do Rio na área de Segurança, a retomada do pagamento do RAS – hora extra dos profissionais da Segurança – ocorreu na segunda quinzena de maio. Nesta segunda-feira (2/7) foram pagos, por meio da Secretaria de Fazenda, R$ 1,883 milhão para um total de 11.904 policiais militares, referentes ao RAS compulsório.

Nesta quinta-feira (5/7) o governo estadual anunciou que vai depositar nesta sexta-feira (6/7) R$ 3,575 milhões relativos ao RAS para 3.391 policiais civis. Em fevereiro, o governo do Rio havia quitado dívidas do RAS para a Polícia Militar e do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis) no valor de R$ 23 milhões.

3 comentários

  1. CEM Reais para votar, SEM segurança pública depois

    A PM devia é ser extinta e passar os bons policiais para a GM, PC, PF, PRF.

    E enquanto a PM estiver recebendo dos meus impostos TEM A OBRIGAÇÃO (não é favor) de atender os chamados dos cidadãos, e sem mi mi mi.

  2. TEM que colocar bastante policiais mesmo pois ele ta enchendo VOLTA REDONDA DE FAVELA ATÉ OBRA DA VILA DOS IDOSOS EM VOLTA REDONDA NO BAIRRO BELMONTE ESTA INVADIDA, SERÁ QUE ELES ESQUECERAM DA OBRA DOS IDOSOS

  3. Mais policiais porque não a justiça!

Untitled Document