segunda-feira, 23 de julho de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Mosaico / Reunião discute problemas do Parque do Contorno

Reunião discute problemas do Parque do Contorno

Matéria publicada em 3 de julho de 2018, 20:48 horas

 



Uma reunião realizada nesta terça (03) na prefeitura discutiu problemas apontados pelos moradores do Parque do Contorno, bairro que tem cinco anos, 600 casas e 39 lotes comerciais.
***
O encontro teve a participação de todos os envolvidos e responsáveis pelas ações de manutenção no bairro.
***
O objetivo do encontro foi traçar um cronograma para sanar as demandas urgentes, entre elas: circulação de ônibus, recapeamento asfáltico, automatização da água para a fase 2 e 3 do loteamento, instalação de iluminação em toda a localidade.
***
Ficou acordado que, no prazo máximo de 60 dias, todas as solicitações serão atendidas. O bairro tem cinco anos, possui 600 casas e 39 lotes comerciais.

 

Presenças
Estiveram presentes na reunião: Maycon Abrantes (vice-prefeito), Paulo Roberto (representante da Arte Verde – empresa responsável pelo loteamento), Toninho Oreste (secretário de Infraestrutura), Wellington Nascimento (secretário de Transporte e Mobilidade Urbana), Thales Custódio (presidente da Associação de Moradores) o vereados Rodrigo Furtado (PTC), que havia pedido o encontro.

Cobrança
Rodrigo ressaltou que cobrará a pronta solução dos problemas relatados dentro do prazo acordado, adiantando que acompanhará de perto o andamento dos serviços requisitados. Segundo o vereador, a intenção é oportunizar e intermediar a prestação dos serviços públicos à comunidade.

Objetivo
“Nosso objetivo é trabalhar para que todas as reivindicações, que são importantes e primordiais, sejam atendidas. Essa reunião já é uma grande conquista, pois conseguimos dirimir as dúvidas e distribuir as responsabilidades. Sinto que todos os envolvidos estão bem intencionados e dedicados a colaborar para a solução dos problemas. Não podemos permitir que a população seja prejudicada e que os serviços básicos deixem de chegar e atender os moradores. Nossa função é fiscalizar e isso será feito com seriedade e responsabilidade”, frisou Rodrigo Furtado.

Reserva
As montadoras de veículos serão obrigadas a oferecer carros reserva similares aos dos proprietários no caso de reparos feitos dentro do período de garantia que levem mais de oito dias úteis, é o que determina a Lei 8.026/18. A medida, de autoria dos deputados Dionísio Lins (PP) e Zaqueu Teixeira (PSD) valerá quando o reparo não puder ser feito por falta de peças originais ou qualquer outra impossibilidade para realizar o serviço. Clientes idosos ou com deficiência já terão direito ao veículo reserva quando o conserto demorar quatro dias úteis ou mais.

De fora
Montadoras com sede em outros estados que atuam no Rio de Janeiro também entram na regra. Em caso de descumprimento, o infrator estará sujeito às penalidades previstas pelo Código de Defesa do Consumidor.

Gelada
Outra norma promulgada pela Alerj foi a Lei 8.027/18, do deputado Paulo Ramos (PSol), que proíbe a diferenciação de preços entre bebidas geladas e em temperatura ambiente pelos supermercados e hipermercados. De acordo com os órgãos de defesa do consumidor, é crescente o número de reclamações sobre a diferença de preço entre cervejas e refrigerantes gelados e os que ficam nas prateleiras. Em caso de descumprimento da norma, o infrator poderá sofrer penalidades previstas pelo Código de Defesa do Consumidor.

Carga
Segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), 30 casos de roubos de carga são registrados, por dia, no Estado do Rio de Janeiro. Com o tema em evidência, a Alerj promulgou a Lei 8.029/18. A norma determina que bens e mercadorias apreendidos pela polícia, e que não tiverem propriedade determinada, sejam incorporados ao patrimônio do Estado do Rio. O autor do texto, deputado Carlos Osório (PSDB), ressalta que de 2011 a 2016, o custo gerado apenas com as mercadorias perdidas foi de R$ 2,1 bilhões.

6 comentários

  1. Por dentro do assunto

    Realmente o bairro é bom, mas estamos um pouco abandonados pelo poder público, desde de que a construtora nos entregou as casas (lá se vão quase 5 anos) e passou a responsabilidade do arruamento e vários lotes a prefeitura, a mesma não construiu uma praça se quer.

  2. Espero que agora a prefeitura se lembre do nosso bairro e nos traga ônibus, porque o IPTU já está sendo pago a 5 anos! Mas o ônibus nada. Nem correio temos!

  3. “Num intendi nada!” O que tem haver bebida gelada e montadoras com a reportagem? Agora estão economizando até pagina na internet!

    • Preste atenção! É a coluna “Mosaico”, que traz tópicos variados e pautados em notícias curtas. É assim em qualquer jornal, cara!…

  4. Parabens ao ilustre edil sempre ao lado do povo.

  5. Parabéns Thales

    Sempre a frente da associação pensando no nosso bem estar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document