ÔĽŅ Bala perdida atinge estudante em Angra dos Reis - Di√°rio do Vale
terça-feira, 14 de agosto de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Bala perdida atinge estudante em Angra dos Reis

Bala perdida atinge estudante em Angra dos Reis

Matéria publicada em 8 de fevereiro de 2018, 10:12 horas

 


Angra dos Reis РUm estudante,  cujo nome e idade não revelados pela polícia, foi atingido por uma bala perdida, nesta quarta-feira (07),  nas proximidades do Colégio Estadual Honório Lima, no bairro Balneário, em Angra dos Reis. O incidente ocorreu durante tiroteio entre traficantes, que teve início no Sapinhatuba, seguindo para o Morro da Glória, no Centro da cidade.

O rapaz estava em frente à escola e foi atingido com um tiro de raspão na cabeça. Ele foi socorrido no Hospital Geral da Japuíba e de acordo com boletim médico ele não corre risco de vida.  Relatos policiais informam que foram quase duas horas de intensa troca de tiros, que teve início na madrugada desta quarta-feira (07).

14¬ļ dia de tiroteio

Moradores acordaram nesta sexta-feira (08), assustados com nova troca de tiros entre traficantes de quadrilhas rivais, na Sapinhatuba I e Frade. O confronto entre bandidos  é pela disputa do controle de pontos de venda de drogas.

Segundo informa√ß√Ķes repassadas √† pol√≠cia, moradores tiveram suas casas invadidas por traficantes e ¬†foram obrigados a dar abrigo aos criminosos. A pol√≠cia realizou nova opera√ß√£o na manh√£ desta quinta-feira (07), no Sapinhatuba I.

Traficantes do Rio 

O delegado titular da 166¬™ DP (Angra dos Reis), Bruno Gilaberte, investiga a denuncia de que traficantes do Rio de Janeiro invadiram, h√° 14 dias, os bairros Sapinhatuba e Bel√©m, e que seriam respons√°veis pelos intensos tiroteios na cidade. Segundo informa√ß√Ķes da pol√≠cia, os bandidos ¬†chegaram em caminh√Ķes ba√ļs e expulsaram traficantes de fac√ß√Ķes rivais. Moradores tamb√©m teriam sido retirados de suas casas, que foram ocupadas por criminosos.

– A a√ß√£o deles foi sincronizada, ao mesmo tempo em que tomaram a Sapinhatuba, Outro grupo seguiu para o Bel√©m ‚Äď ressaltou ¬†o delegado.

Com a possível ação de traficantes da Capital na cidade da Costa Verde, o resultado tem sido de intensos tiroteios e aumento da violência, provocando até agora, 11 mortes e deixando quatro pessoas baleadas, em 13 dias de confrontos entre as quadrilhas rivais.

Duas pessoas foram v√≠timas de bala perdida, na √ļltima quarta-feira (7).¬† Um deles, um homem ferido a tiros dentro de casa, no bairro Sapinhatuba, e precisou ficar duas horas a espera de socorro que aconteceu com o fim do ¬†tiroteio que acabou com a chegada da pol√≠cia. Outra v√≠tima foi um homem de 37 anos, baleado quando estava √†s margens da BR-101 (Rodovia Rio-Santos), pr√≥ximo a Sapinhatuba.

Por conta da viol√™ncia, o retorno √†s aulas, previsto para quinta-feira ((01), foi adiado para segunda-feira (05), em tr√™s escolas da rede municipal: Princesa Izabel e Professora T√Ęnia Rita de Oliveira, ambas no Bel√©m; e Escola Municipal Ant√īnio Joaquim de Oliveira, no Sapinhatuba I. O medo da viol√™ncia tamb√©m vem afetando o turismo local. Donos de Hot√©is e Pousadas afirmam que o n√ļmero de turistas esperado esta abaixo das expectativas.

Um coment√°rio

  1. N√ÉO PODEMOS RECLAMAR, DO JEITO QUE EST√Ā ANGRA H√Ā TANTOS ANOS, ERA PARA TER UM MORTO H√Ā CADA 30 SEGUNDOS COM UMA BALA ATRAVESSADA NA CABE√áA, A CULPA √Č DO TR√ĀFICO? MAS QUEM FINANCIA ELES? ENFIM, USU√ĀRIOS.,

Untitled Document