quinta-feira, 19 de julho de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Identificado jovem assassinado em Volta Redonda

Identificado jovem assassinado em Volta Redonda

Matéria publicada em 21 de março de 2018, 08:41 horas

 


Sul Fluminense  – Foi identificado como Diego Gonçalves de Souza, de 22 anos, o jovem morto na tarde de terça-feira, com vários tiros pelo corpo. O crime foi na estrada da Fundação Beatriz Gama, no bairro Retiro, onde a vítima foi encontrada no mato próximo a uma propriedade rural.

O jovem chegou a ser socorrido no Hospital São João Batista, onde morreu quando estava sendo submetido a uma cirurgia. Ele morava no bairro Padre Josimo.

Outros homicídios 

Foi identificado também como Douglas Henrique da Silva, de 23 anos, o jovem assassinado na noite de segunda-feira, no bairro Recanto Feliz, no distrito da Califórnia, em Barra do Piraí. A vítima morava no bairro Japuiba, em Angra dos Reis, e passava uns dias na casa do pai dele.

Em Angra dos Reis, Diego Azevedo, de 34 anos, foi assassinado a tiros, na madrugada de terça-feira, dentro de casa no bairro Balneário. Policiais foram chamados no local do crime pelo cunhado da vítima. A polícia ainda não sabe quem foi o autor e nem o motivo do homicídio.

 

 

 

 

 

8 comentários

  1. Eu não tenho pena não é concordo q vivem de desculpas para ingressar no mundo do crime.
    Entram realmente pq querem.
    Moro no ilha parque e aqui tem muitos filhos de gente de bem e com situação boa, traficando, matando e etc. São a tristeza dos pais.
    Fazem porque são ruins mesmo, nasceram prontos p isso.
    São os capetas.
    Matam gente na covardia mesmo, para dizerem q são perigosos. Gostam mesmo disso.
    A justiça ainda ajuda, PM prende justiça solta. Esse mês só aqui soltaram o zoi, lelei, melzim e ainda vão soltar mais alguns essa semana. Bairro tá um inferno pq além deles serem ruins ainda tem os rivais o tempo todo adentrando o bairro a procura deles p matar.
    Quem perde com isso é o povo honesto.
    Somos chamados de sem terra e favelados até hj até pela polícia, apesar de ser um bairro plano, com praças, quadras, asfalto e casas muito melhores q em muitos bairros por aí simplesmente por conta desses vagabundos espalhados q ninguém consegue dar logo um fim.
    Vendo toda a maldade deles afirmo sim q só resolve se matar.

  2. Precisamos de coragem para ajudá-los e a seus pais.

    Ao ver um jovem na rua logo pergunto se está estudando para ter um futuro melhor. Se esperarmos os pais falarem isso, eles nunca vão ouvir, pois a maioria dos pais são analfabetos funcionais e, pior, analfabetos políticos (aqueles que são leem manchetes de jornais, isto quando leem).

  3. ze pilantra do agreste

    se forem bandidos já foram tarde

  4. Fico triste ao ver notícias como essas tendo como protagonistas Jovens que tem um fim como esse, ninguém morre dessa forma atoa, Jovens prestem a atenção no que estão fazendo e principalmente o que está acontecendo. Esse é o fim para quem está envolvido com drogas, bandidos etc.. Está aí o recado. Vale apena essa vida?

    • Não adianta meu camarada. Enquanto grande parte da mídia, principalmente uma bem conhecida, endeusar vagabundo em suas novelas, casos especiais , mine séries, com musicas de apologia ao banditismo e a violência, seja ela contra a mulher ou o cidadão. Não tem jeito.

  5. Provavelmente se encontravam na triste situação da enorme quantidade e jovens no país. Sem estudo, sem qualificação, sem educação, desempregado, com a mente vazia e vulnerável à maleficência. Pobre Brasil.

    • Vão me desculpar mas minha mãe não tem estudo, apanhou p dedel pq meu avô era ruim, nunca exerceu uma profissão que lhe deu um presente tranquilo e que guardasse o futuro (uma velhice sem preocupações com finanças)…
      Engravidou cedo, infelizmente eu não terminei os estudos tenho 26anos graças a Deus, apanhei muito do meu pai, a maioria das vezes simplesmente por ser á mais velha….fui abusada sexualmente com 6anos pelo meu tio e pude escolher a vida a qual seguir. Tive oportunidade de virar prostituta, traficante e até andarilha pq numa dessas fui expulsa de casa por causa de religião.
      Não sou nada disso graças a Deus, tenho filhos, nao trabalho pois minha filha mais nova depende de mim. Minha mãe é guerreira e nunca entrou p essa vida, meu irmão com 25 anos tbm não terminou os estudos e não entrou p essa vida… por mais carente, pobre ou sem muitos recursos não é motivo p dizer o q vc disse não… entra p essa vida quem quer, morre dessa maneira quem faz escolhas erradas.
      O povo tem q parar de colocar a culpa nos outros, pq nem tudo é governo… sim eles não prestam, mas a decisão da minha vida, do que vou fazer quem escolhe sou eu.

      Tenho casa própria com 3 quartos graças a Deus, meus pais tbm tem a deles é meu irmão tbm…. conseguimos isso com esforço trabalhando… vendendo peças íntimas em casa p ajudar o esposo que tem trabalho fixo… é triste ver essas notícias mas quem escolheu esse fim foi ele.

    • ESPAÇO DEMOCRATICO

      Respeito a sua opinião, mas tenho certeza que assim como eu, você conhece pelo menos uma pessoa que passou ou está passando por essas situações e não é ou não se transformou em um marginal!
      Infelizmente muitos alegam essas condições para entrarem no mundo do crime! Até porque tantos outros não estão nem de longe nessas situações e entram no mundo do crime!
      Isso meu amigo, infelizmente são as escolhas que cada um faz, e as consequências são essas: famílias chorando, destroçadas! Meus sentimentos a essas famílias!

Untitled Document