segunda-feira, 24 de setembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Investigações sobre explosões, em agências bancárias, em Quatis, ficarão a cargo da PF

Investigações sobre explosões, em agências bancárias, em Quatis, ficarão a cargo da PF

Matéria publicada em 13 de janeiro de 2018, 11:08 horas

 


Quatis –  O delegado titular da 100ª DP (Porto Real), Marcelo Haddad, disse neste sábado (13), que as investigações sobre as explosões ocorridas, na madrugada do dia anterior,  nas agências do Banco do Brasil (BB), e Caixa Econômica Federal (CEF),vão ficar a cargo apenas da Polícia Federal. Nesse caso, a Polícia Civil apenas dará suporte, auxiliando às apurações da PF.

– As investigações quanto as explosões ocorridas na agência da CEF,  são de competência da PF. Já a do Banco do Brasil, da Polícia Civil. Mas os crimes serão investigados pela Justiça Federal, devido ao chamado Foro de Atração, uma vez, que os mesmos ,foram praticados nas duas agências, pela mesma quadrilha – explicou o delegado lembrando, que pela Lei, o prazo para conclusão do inquérito é de 30 dias.

Haddad não descartou a hipótese das explosões às agências bancárias de Quatis, terem sido praticadas pela mesma quadrilha, que no último dia 8 deste mês, explodiu os caixas eletrônicos do Banco Santander, no  Condomínio Vila Residencial, em Angra dos Reis.

– O modo como esses bandidos agiram em Quatis, foi bem parecido com atuação da quadrilha, em Angra dos Reis, inclusive, quando utilizam os miguelitos (pregos para furar pneus de veículos), nas estradas de acesso aos bancos.  Não acredito que os criminosos sejam de Quatis, mas sim da região Sul Fluminense – disse o policial, que não soube ainda informar o quantitativo de dinheiro levado dos cofres das agências da CEF e BB.

Moradores ainda assustados

Os moradores de Quatis amanheceram, neste sábado (13), ainda assustados com as explosões às duas agências bancárias e o tiroteio, promovido por cerca de 12 bandidos, encapuzados e armados com fuzis e submetralhadoras. Um morador que preferiu não se identificar, acredita que o atentado tenha sido uma represálias de bandidos da capital Fluminense.

Ele disse que recentemente, a Polícia Militar prendeu cinco homens, moradores no Rio de Janeiro, com armas e drogas, em Quatis, e as prisões foram postadas em rede social.

– Na minha opinião, os bandidos cariocas faziam parte dessa quadrilha que realizou as explosões,  e vieram anteriormente a Quatis, fazer um mapeamento dos locais que pretendiam assaltar – ressaltou o morador.

Untitled Document