quinta-feira, 23 de novembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Motorista é preso com 110 munições na Dutra

Motorista é preso com 110 munições na Dutra

Matéria publicada em 14 de julho de 2017, 10:55 horas

 


municao prf resende

Apreensão: Suspeito foi abordado na Dutra, no km 330, em Engenheiros Passos
(Foto: Cedida pela PRF)

Resende- Policiais rodoviários federais prenderam na quinta-feira (13), um homem, de 28 anos, que foi flagrado transportando  110 munições de vários calibres. Ele foi abordado pelos agentes quando conduzia um Fiat Strada, placa MTS -3838 (ES), na Rodovia Presidente Dutra, km 330, no distrito de Engenheiros Passos, em Resende.

No carro estavam ainda a mulher e dois filhos do motorista. Ele assumiu a propriedade do material isentando sua família de qualquer culpa. Ele alegou que adquiriu as munições, em Presidente Prudente (SP), e que seriam entregues a um amigo que mora em Vila Velha, no Espírito Santo.  O suspeito foi levado para a 89ª DP (Resende).

8 comentários

  1. Indo embora desse lugar

    Estou contigo Paulo Elias…

  2. indignado com as leis

    Paulo Elias esta completamente certo quero ver quando ele um dia prescisar ligar para o 190 e nunca atender o chamado ou simplismente ligar em horario de pico onde todas as viaturas estao no centro da cidade onde ha comerciantes que pagam pelo serviço como aconteceu comigo prescisei da pm nao me atenderam resultado roubaram meu carro na porta da minha casa e nao pude fazer nada perdi um carro de 35 mil e ate hj nao encontraram ja se passaram 4 anos se eu tivesse pelomenos um 22 ou calibre menor que exista um tiro para o alto talvez r3solveria meu problema pois pago um carro sem telo

  3. Passa na casa do TIAO no cidade nova e tambem no santo agostinho porfavor!

  4. “No carro estavam ainda a mulher e dois filhos do motorista. Ele assumiu a propriedade do material isentando sua família de qualquer culpa.”

    Ah sim, até parece que a mulher não sabia que ele mexia com vendas de munições! HAHAHA!

  5. Puxa! Esse representava riscos mesmo a sociedade! Estava com munições de calibres .22 e 36 (Gauge), puxa! Será que ele ia derrubar um helicóptero? Assaltar um carro forte? (Ironia “mode on”)

    Lamentável, viu… Pelo que pude ver (lógico, apenas superficialmente, pela notícia), um pai de família, talvez sem antecedentes, portando munições de calibres pífios, nos EUA crianças ganham um rifle .22 do pai para começar no tiro esportivo ou apenas “plinkster”. Os cartuchos em calibre 36, pelo estojo reduzido se percebe que são de chumbada (por exemplo, 2T e etc), ou seja, nem balote é, que dano ele poderia fazer com isso?

    Agora, se o cara é vagabund*, é outra história, retiro minhas palavras e parabéns pela apreensão (aliás, vagabund* é vagabund* esteja de canivete ou de bazuca, o instrumento pouco importa quando a intenção é a de delinquir), agora, cidadão de bem? Minha moral não consegue absorver legitimidade nisso. E não me venha falar em “É a lei” por que ordenamento jurídico existiu também na Alemanha nazista e existe até na Coreia do Norte e Cuba, nem por isso a lei é justa a qualquer custo.

    Esse Estatuto do Desarmamento já está fazendo hora extra, já puniu demais o cidadão pacífico/trabalhador e não surtiu efeito nenhum nos marginais. PL 3722 JÁ!

    • Cara é por isso que lá nos EUA as crianças matam seus amigos de colégio, não importa o calibre, até um 22 no peito mata!

    • Isso só mostra como o nosso povo tá tão desmoralizado, por acreditar, que calibre deveria importar a pena. Se o bom pai de família sabe que é contra lei e que pode ir para a cadeia por conta disso, pq o faz? isso só prova que não é bom pai de família assim como um péssimo exemplo também.

    • 1. Meu amigo, desde 1993 a taxa de homicídios nos EUA vem caindo ano após ano. E as vendas de armas batem recordes ano após ano. São 4,2 mortes por 100 mil habitantes (12 mil no total). Gostam de inflar os números nos EUA quando se somam os suicídios, disparos acidentais e mortes por legítima defesa. Se conhece algum amigo lá, pergunte como é morar no Texas, Colorado ou Flórida onde a qualquer momento há alguém armado do seu lado. E não tem essa de “ah, mas lá eles são civilizados”, pergunte pra qualquer um lá que trabalhou lá em subempregos (não estou falando de modo pejorativo), com certeza trabalharam com rednecks (que são a parcela da população que mais tem armas de fogo proporcionalmente) e procure sabor o quão ignorantes eles são. No Brasil mesmo até 1997 nem existiam leis que criminalizavam o porte ilegal, era apenas contravenção, compare o Brasil dessa década com a de 70, 80 e 90 e tire suas próprias conclusões.

      2. “Tiro” de qualquer coisa pode matar. Hoje existem espingardas de ar comprimido (vulgo “chumbinho”) que tem potência similares a do calibre .22. Bestas/Balestras e arcos podem ser vendidos a qualquer um com mais de 18 anos no Brasil, você conhece a letalidade dessas armas? A besta mais simples hoje vendida tem 60lb (e vão até 180lb), são necessários apenas 45lb para se abater qualquer tipo de animal no planeta. Elas são silenciosas, fáceis de operar, são legalizadas e tem precisão similar a de uma arma de fogo, e nem por isso está havendo derramamento de sangue.

      3. Você falou aí de “lei”, e eu falei antes no meu comentário sobre isso. O estatuto do desarmamento foi aprovado no auge do mensalão, com votos comprados, sem ouvirem qualquer representante ou organização vinculada ao tiro esportivo, colecionismo e caça, somente foram ouvidos e convocadas ONGs como “Sou da Paz”, “Viva Rio” e etc. Sabia?

      O desarmamento também foi amplamente rejeitado por 63% da população! Percentual no qual sequer um presidente foi eleito na história do Brasil. Num referendo que custou 500 milhões de reais e ter seu resultado esmagador rejeitado.

      Quanto ao rapaz, eu não o conheço. Como eu disse, se for bandido, ÓTIMO! Tem que ir em cana. Porém, e se for uma pessoa de bem? Pode-se até supor que ele more em um local ermo (sítio ou fazenda) tem arma em casa que era até de seu avô (e que não pode se legalizar), e as tem para se defender. Sabia que existem pessoas que moram em locais onde não há sequer sinal de celular para pedir socorro? Onde nem tem patrulhamento da polícia? E são justamente nessas áreas onde ocorrem os crimes mais bárbaros. Como se defender então?

Untitled Document