sexta-feira, 23 de outubro de 2020 - 07:30 h

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Suspeito de estelionato preso já teve 25 passagens

Suspeito de estelionato preso já teve 25 passagens

Matéria publicada em 19 de julho de 2017, 12:33 horas

 


Volta Redonda – O delegado titular da 93ª DP (Volta Redonda), Eliezer Lourenço, disse nesta quarta-feira (19), que Diogo dos Santos Siqueira, de 37 anos, já teve 25 passagens pela polícia, sendo todas elas por estelionato. Ele foi preso na segunda-feira, no bairro Niterói, onde morava.

Ele foi denunciado por duas mulheres, que disseram ter sido vítimas dele. A polícia apurou que ele se apresentava às vítimas com instrutor de curso preparatório para obtenção da carteira de motorista e intermediador de empregos, além de fazer os anúncios por meio das redes sociais.

O suspeito recebia os depósitos adiantados em conta bancária, como foi o caso de duas mulheres, que foram enganadas por ele.

Elas chegaram a pagar R$ 350 para o falso curso preparatório para motorista, e mais R$ 200 para o suposto exame para a obtenção da habilitação. O homem também chegou cobrar taxas com a promessa de arrumar emprego de secretária para uma das mulheres em uma fábrica de Porto Real ou numa concessionária no Rio.

Segundo o policial, Diogo exigia ainda R$ 84 para o exame de vista, e R$ 170 para uma suposta estadia no Rio.  Ele foi indiciado  também por posse sexual, pois duas mulheres tiveram relações sexuais com ele, mediante fraude.

Elas chegaram a ficar dois dias na casa dele.  Os policiais civis apreenderam o celular do suspeito, contendo mensagens no WhatsApp das conversas com as vítimas e cópias dos depósitos bancários.

Já o delegado adjunto Marcelo Russo, disse que Diogo foi transferido por volta das 15h, de terça-feira para Cadeia Pública de Volta Redonda (antiga casa de custódia), no bairro Roma, onde ficará à disposição da Justiça de Volta Redonda.

Russo solicitou às outras pessoas que possam ter sido vítimas do suspeito que compareçam a 93ª DP (Volta Redonda)  para fazer o reconhecimento formal.  Diogo era conhecido entre os moradores, principalmente da Rua Santo Antônio, no bairro Niterói, onde morava. Evangélico, ele costumava a fazer biscates.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

10 comentários

  1. Avatar

    Já dizia o sábio Bezerra da Silva: “Malandro é malandro e mané é mané…” Existe um procedimento administrativo para se tirar CNH, com provas teóricas e práticas intermediado por Auto-Escolas credenciadas pelo DETRAN…mas como hoje em dia as pessoas teimam em querer “atalhar”, acabam se jogando de cabeça em golpes deste tipo! Quanto à fraude sexual, tem que se ver qual foi o caso: ele disse ser solteiro (sendo casado)? Disse que faria o “serviço de despachante” mediante a concessão da relação sexual? (daí eu vejo como falta de lealdade negocial numa relação sinalagmática);
    Ou mentiu no zap-zap sobre o tamanho do “bilau”? (Aí temos um caso de “estelionato do cacete”)

  2. Avatar

    “Evangélico, ele costumava a fazer biscates.”
    E qual seriam os biscates?? Cobrar o dízimo… Organizar campanhas milagrosas….. Iludir as ovelhinhas…… Prometer lotes no condomínio celeste próximos do pai e de frente para o mar…. Convencer os fracos que quem não paga o dízimo não alcança a salvação pois ao contrário do que a Bíblia prega, Deus quer sim o dinheiro das ovelhas….

    • Avatar

      Seu comentário é pura INTOLERÃNCIA RELIGIOSA.
      Pela clareza da reportagem, ele se passava por evangélico apenas para conquistar a confiança das pessoas.
      Você está desvirtuando a matéria.
      Eu não li nada disso sobre dízimo.
      “Biscates” na linguagem popular significa pequenos e rápidos serviços sem vínculos empregatícios

    • Avatar

      Desde quando religião define o caráter?
      Católicos ou espíritas tem menos ou mais caráter que os evangélicos?

  3. Avatar

    Essa já é a 26ª passagem dele pela polícia, depois 27ª … 28ª … 30ª …

  4. Avatar

    Não perder oportunidade de querer se dar bem, aí, se transforma em vítima.

  5. Avatar
    Se depender do ciosp estamos perdidos , liguei outro dia a senhorita que me atendeu perguntou se era emergenia

    Quantas vezes mais ele vai ter que roubar de alguém para ser preso .Essas leis do Brasil

Untitled Document