sábado, 27 de maio de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Política / América Tereza encontra entidades regionais de assistência a crianças

América Tereza encontra entidades regionais de assistência a crianças

Matéria publicada em 20 de março de 2017, 20:33 horas

 


Reunião foi para entregar aditivos que permitirão retomada de repasse de verbas estaduais

América Tereza: ‘É um trabalho que mexe com a alma da gente, lidar com crianças que precisam tanto’ (Foto: Paulo Dimas)

América Tereza: ‘É um trabalho que mexe com a alma da gente, lidar com crianças que precisam tanto’
(Foto: Paulo Dimas)

Volta Redonda – A ex-vereadora de Volta Redonda América Tereza, que atualmente é presidente da FIA (Fundação para a Infância e Adolescência), reuniu-se nesta segunda-feira (20), no Salão Nobre da Câmara Municipal de Volta Redonda, com representantes de diversas entidades da região que mantêm convênios com o governo estadual através da fundação que ela preside. Na pauta, a liberação de verbas referentes a parcelas atrasadas, por causa das dificuldades financeiras que o governo estadual vem enfrentando.

— Eu trouxe aditivos contratuais para facilitar a liberação dessas verbas em atraso. Como são muitas instituições, considerei mais prático convidar os representantes das instituições para se reunirem comigo aqui em Volta Redonda do que pedir a eles que se deslocassem para o Rio, gerando mais custos — disse América Tereza, que agradeceu ao presidente da Câmara, Sidney Dinho (PEN), por ter cedido o espaço para o encontro.

Participaram do encontro a Apadefi (Volta Redonda), Apae (Pinheiral, Três Rios, Piraí e Miguel Pereira) e Pestalozzi (Resende e Barra do Piraí). A Apae de Volta Redonda também tem créditos a receber do governo estadual, mas já assinou o aditivo.

América Tereza explicou que os atrasos começaram com as dificuldades financeiras do governo estadual.

— Em 2016, todos os convênios foram suspensos, por causa da calamidade financeira decretada no governo estadual. Aí, surgiram os atrasos que afetaram as instituições da região — conta.

Recentemente, o governo estadual começou a reavaliar os repasses. Primeiro, foram feitos aditivos para retomar os repasses, primeiro para os abrigos, que acolhem crianças e adolescentes com necessidades especiais de alta complexidade e oferecem  serviços como enfermaria, alimentação especial e acolhida.

Em seguida, vieram os núcleos que atendem a crianças e adolescentes vítimas de violência ou em situação de risco ou vulnerabilidade social grave.

Finalmente, estão sendo feitos aditivos aos convênios para entidades como as da região, que oferecem convivência diária.

América Tereza explicou que os repasses atrasados serão pagos, e no futuro os pagamentos serão feitos de acordo com os termos aditivos, que vão adaptar os convênios à realidade financeira do Estado do Rio.

— O objetivo dos termos aditivos é racionalizar os repasses, atendendo de acordo com a necessidade de cada instituição. Em geral, aditivos são para aumentar os repasses, mas estes podem até reduzir — acrescenta América Tereza.

A vereadora explicou que tem percorrido todos os abrigos do Estado do Rio, e que aguarda que a situação financeira do Estado do Rio melhore para iniciar novos projetos.

— É um trabalho que mexe com a alma da gente, lidar com crianças que precisam tanto. Não há como não se dedicar completamente — conclui a presidente da FIA.

6 comentários

  1. larga o osso. estamos cançado de conversa. o proximo e o deputado estadual. abre o olho.

  2. TEM PESSOAS QUE JÁ DEU ACORDAAAAAA GOVERNO

  3. PMDB, psdb, PT as siglas que estão destruindo o país.

  4. Como é bom ser do PMDB pode perder nas urnas, mais a vaca tem um peitão grandão e as tetas cabem todos do partido. Na próxima eleições ver se aprendem votar cambada de inocentes.

  5. cacete eu devo merecer isso

  6. Eita sorrisão…ganhar R$ no mole é bão di +

Untitled Document