segunda-feira, 22 de outubro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Cartórios atendem mais de 8,2 milhões de pessoas

Cartórios atendem mais de 8,2 milhões de pessoas

Matéria publicada em 13 de maio de 2018, 16:53 horas

 


Documento: Em todo o país, pouco mais de 85 mil pessoas solicitaram a segunda via do título de eleitor (foto: Paulo Dimas)

Brasília – Levantamento feito pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aponta que nos dois meses anteriores à data de fechamento do cadastro, na última quarta-feira (9), mais de 8,2 milhões de eleitores procuraram os cartórios eleitorais espalhados pelo país para fazer sua inscrição eleitoral, transferir ou atualizar os dados do título. Somente nos três últimos dias anteriores ao prazo-limite, foi registrado um pico de mais de 1,5 milhão de atendimentos.

Os cartórios anotaram cerca de 1,8 milhão de pedidos de novas inscrições eleitorais durante esses 60 dias. Com o título na mão, esses cidadãos estão aptos a votar nas eleições. Pela Constituição Federal, a inscrição eleitoral e o voto são obrigatórios aos brasileiros maiores de 18 anos e facultativos aos jovens de 16 e 17 anos, aos maiores de 70 anos e aos analfabetos.

Já a transferência de domicílio foi solicitada nos cartórios eleitorais brasileiros por mais de 1,5 milhão de eleitores. Essas pessoas poderão, a partir desta eleição, votar nos novos locais indicados à Justiça Eleitoral.

Os cartórios também receberam quase cinco milhões de eleitores para fazer a atualização dos dados, incluindo pedidos de alteração de informações pessoais, requerimentos para inclusão no título do nome social de travestis e transexuais, e solicitações de atendimento especial no dia da eleição para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

 

Segunda via do título

Em todo o país, pouco mais de 85 mil pessoas solicitaram a segunda via do título de eleitor. Para esse caso, o prazo ainda não acabou. O eleitor que perdeu ou extraviou o documento tem até dez dias antes do pleito para requerer a segunda via de forma gratuita. Para isso, ele deve ir ao cartório eleitoral do município, portando documento de identidade. Poderá também baixar, gratuitamente e a qualquer tempo, a via digital do título por meio aplicativo e-Título, disponível nas lojas Google Play e Apple Store.

 

e-Título

Desde o seu lançamento, quase 3 milhões de eleitores registraram suas informações no e-Título. A tecnologia é disponibilizada por meio de aplicativo para smartphones e tablets, nas plataformas iOS (iPhone) e Android. O documento digital substitui o impresso na hora de votar, desde que possua fotografia no Cadastro de Eleitores. No entanto, para utilizá-lo, é preciso que o eleitor esteja em situação regular com a Justiça Eleitoral.

O aplicativo foi atualizado esta semana e, a partir de agora, também permite ao eleitor emitir a certidão de quitação eleitoral, além da certidão de crimes eleitorais. Essas certidões passaram a ser emitidas com QR Code, o que possibilita a leitura e validação rápida de documentos pelo outros celular com e-Título.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Pelas ruas encontro muitos que são poucos esclarecidos sobre como votar. A justiça eleitoral precisa encontrar um meio de informar essa gente.

Untitled Document