quinta-feira, 17 de agosto de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Irmandade avalia intervenção da Santa Casa como positiva

Irmandade avalia intervenção da Santa Casa como positiva

Matéria publicada em 17 de março de 2017, 21:14 horas

 


Camerano: ‘Nosso objetivo é o mesmo: tornar a unidade novamente referência em qualidade de atendimento’

Camerano: ‘Nosso objetivo é o mesmo: tornar a unidade novamente referência em qualidade de atendimento’

Barra do Piraí – Desde que o prefeito Mario Esteves decretou a intervenção do poder público municipal na Santa Casa de Barra do Piraí, havia um temor de que a irmandade responsável pelo hospital fosse se manifestar contrária à medida. No entanto, na noite dessa quinta-feira, dia 16, o receio acabou. Durante uma reunião da irmandade, da qual participou porque pertence ao grupo, o vice-prefeito e consultor de Saúde, João Camerano, foi convidado a falar e, através do diálogo, chegaram ao consenso de que, realmente, a intervenção foi o melhor caminho para a Santa Casa.

De acordo com João Camerano, o encontro começou com um clima tenso, como era de se esperar. Mas, ao longo de sua explanação, conta o médico, os ânimos se acalmaram.

— No início, houve o questionamento de por que a prefeitura decidiu intervir na Santa Casa. Expliquei com detalhes as circunstâncias e, no fim, todos concordamos que, de fato, o melhor para o hospital, para a cidade e para as pessoas foi a intervenção. Afinal, o nosso objetivo é o mesmo: tornar a unidade novamente referência em qualidade de atendimento, cuidando dos pacientes e salvando vidas — disse.

O vice-prefeito destacou que o mais importante da reunião foi a certeza de que irmandade e poder público municipal são parceiros, e não adversários.

— Não deve haver nenhuma animosidade no ar, porque estamos juntos. Nosso propósito é o mesmo: todos nós vestimos a camisa da Santa Casa e de Barra do Piraí. Logo, não faz sentido nos dividirmos. Queremos buscar cada vez mais a harmonia e o melhor caminho para a instituição, que é também o melhor caminho para a cidade — enfatizou.

Embora não tenha participado da reunião, Mario Esteves comemorou o entendimento com a irmandade da Santa Casa.

— Nesta sexta-feira, 17, estamos pagando a parcela do 13º salário dos funcionários do hospital, que estava atrasada. Fizemos também o repasse, no valor de R$ 426.720,28, para a Santa Casa, quitando ainda benefícios como o vale-transporte dos trabalhadores. Como é que isso pode não ser bom? Fico feliz que a irmandade tenha compreendido que o objetivo é resgatar a Santa Casa. E nós vamos resgatar, pelo bem da cidade e das pessoas — ponderou.

4 comentários

  1. Tem que ter coragem para enfrentar essa máfia de taxistas que invade o centro de Barra do Piraí, fiquei 30 minutos andando no centro procurando vaga é só tinha táxi. É uma vergonha.o povo de Barra tá com dinheiro todo mundo andando de táxi.

  2. agafjgjjkWantuil fortes Silvério

    Aí Mário Esteves, Vai mexer nessa caixa de maribondo . Que são os taxistas. Vai não, vai não!…..

  3. agafjgjjkWantuil fortes Silvério

    Na minha , Barra do Piraí é uma vergonha. Primeiro não tem hospital público do município . Até à funerária é particular + uma Vergonha, E maioria das rua ocupada por taxistas , quem são os donos dos táxis ? Não vou responder + tem políticos no meio .

  4. Ué, os antigos administradores deixam o hospital chegar a penúria. Aí o governo intervém e joga dinheiro, e eles ainda pensam em reaver o hospital? Eles vão pagar o que o hospital está recebendo pela má administração?

    Realmente, eles não têm nenhuma noção do que seja e de onde vêm os impostos, e muito menos quem são os que pagam.

    O que tem a dizer os eleitores que elegem essa gente?

Untitled Document