domingo, 25 de junho de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Lei de Gotardo cria centros de diagnóstico precoce de câncer

Lei de Gotardo cria centros de diagnóstico precoce de câncer

Matéria publicada em 17 de maio de 2017, 20:56 horas

 


Projeto foi aprovado pela Alerj e teve coautoria de integrantes da frente parlamentar de enfrentamento do câncer

Gotardo: ‘Diagnóstico precoce aumenta muito as possibilidades de sucesso no tratamento do câncer’

Gotardo: ‘Diagnóstico precoce aumenta muito as possibilidades de sucesso no tratamento do câncer’

Rio e Volta Redonda – A Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) provou nesta quarta (17) o projeto de lei do deputado estadual Gotardo Netto (PSL) que cria centros de diagnóstico do câncer. A iniciativa teve o apoio da Frente Parlamentar de Enfrentamento do Câncer, composta por quinze deputados. Todos eles assinaram, como coautores, o projeto de Gotardo.

De acordo com o parlamentar, que é médico, o principal benefício do projeto é permitir o diagnóstico precoce do câncer, o que aumenta em muito as possibilidades de sucesso do tratamento:

— Um câncer diagnosticado no início tem 85%  de chances ser tratado com sucesso. Essa chance diminui para cerca de 55% em diagnósticos mais tardios — afirmou Gotardo.

Ele também explicou que os centros de diagnóstico, que serão espalhados por todo o Estado do Rio, representarão oportunidades de sobrevivência para milhões de fluminenses: “O diagnóstico do câncer poderá ser feito com mais facilidade por milhões de pessoas, principalmente no interior, que não têm acesso a esses diagnósticos”, acrescentou.

O deputado também afirmou que o projeto dos centros de diagnósticos tem um custo relativamente baixo, estimado por ele em R$ 700 mil a R$ 900 mil mensais. Gotardo ainda afirmou que , do ponto de vista financeiro, esse custo será um investimento, pois casos de câncer diagnosticados precocemente, além de terem mais chances de cura, têm um processo de tratamento bem mais barato que a doença em estágio mais avançado.

— Certamente é um investimento com bom retorno financeiro, mas o retorno maior se dará na forma das muitas vidas que serão salvas — declarou.

 

Frente

 

A Frente Parlamentar do Enfrentamento ao Câncer da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), presidida pela deputada Ana Paula Rechuan (PMDB), vai discutir o Plano Estadual de Atenção Oncológica da Fundação do Câncer. A reunião será realizada nesta quinta-feira (18), às 10 horas.

Foram convidados representantes da Secretaria de Estado de Saúde (SES), do Instituto Nacional de Câncer (Inca), do Instituto Desiderata e do Instituto Ronald McDonald.

4 comentários

  1. Saulo da Prefeitura

    Uma coisa precisa ser dita: Esse projeto é legislar em causa própria!

    É maquiavélico ver como os políticos desse país usam as pessoas para seus fins de engordar ainda mais suas contas bancárias.

    Temos que nos livrar dessa corja!

    • Concordo plenamente! !!!!!!Porque então agora na região SOMENTE fará cirurgia de câncer no Hospital do PRÓPRIO DEPUTADO e numa clínica em BM?Porque nós não temos no hospital do retiro e UGHI? Cadê o prefeito de Volta redonda e secretária de saúde para organizar e rever isso?

  2. Renata Martins Sousa

    Parabéns pela iniciativa.

  3. Sei o que é perder alguém para essa doença…

Untitled Document