sábado, 16 de dezembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Nelson pede professores para a Faetec e ônibus para pequenas localidades

Nelson pede professores para a Faetec e ônibus para pequenas localidades

Matéria publicada em 1 de agosto de 2015, 16:57 horas

 


Pedindo: Nelson apresenta reivindicações de moradores ao presidente do Detro, Carlos Luiz Martins Pereira de Souza (foto: Divulgação)

Pedindo: Nelson apresenta reivindicações de moradores ao presidente do Detro, Carlos Luiz Martins Pereira de Souza (foto: Divulgação)

Volta Redonda –  O deputado estadual Nelson Gonçalves (PSD), aproveitou a última semana de recesso parlamentar do legislativo para intensificar reuniões com membros do governo estadual em busca de melhorias e investimentos para o Sul Fluminense. Um dos temas tratados pelo parlamentar foi pedido de novos professores para cursos mantidos através de convênio entre a FEVRE (Fundação Educacional de Volta Redonda) e a Faetec (Fundação Educacional de Apoio À Escola Técnica), que foi discutido com o presidente da entidade estadual, Wagner Victer.

Durante a reunião, que contou com a presença do presidente da FEVRE, professor José Luiz de Sá, Wagner Victer disse que vai se empenhar na recomposição do quadro de magistério garantindo a manutenção dos cursos. Esses profissionais, no entanto, não serão designados imediatamente. Até lá, o presidente da Fevre deverá realizar o remanejamento de pessoal, a fim de garantir a manutenção dos cursos ministrados pelo convênio.

A medida vai beneficiar a manutenção dos cursos de nível médio e pós- médio, que atendem pelo menos 800 alunos, sendo a maioria deles matriculados no curso de enfermagem, que abriga cerca de 300 estudantes. O convênio oferta ainda cursos nas áreas de Administração, Informática e Recursos Humanos, ofertados pelos colégios João XXIII e Getúlio Vargas.

– Nossa defasagem é de pelo menos 21 professores, sendo 11 deles, somente para os cursos de enfermagem, mas vamos nos apertar, redirecionar profissionais e garantir a manutenção destas aulas, até que a Faetec possa nos destinar novos professores, que esperamos para serem contratados ainda este ano – ressaltou José Luiz de Sá.

Mais

O deputado também se reuniu com o presidente do Detro (Departamento de Transportes Rodoviários), Carlos Luiz Martins Pereira de Souza. Na pauta, o pedido de melhorias no transporte coletivo em diversas localidades do Sul Fluminense, entre elas, a região de Santa Isabel do Rio Preto, em Valença, e a região de Visconde de Mauá, com seu conjunto das vilas, como Mauá, Maringá e Maromba, além dos vales das Cruzes, Alcantilado, Pavão e Grama, entre os municípios de Resende-RJ, Itatiaia-RJ e Bocaina de Minas-MG.

Durante conversa com o deputado, Carlos Luiz Martins, se comprometeu a visitar a localidade de Mauá para conversar com moradores sobre propostas de melhorias no transporte coletivo. A notícia foi comemorada pelo comerciante Cláudio Lopes, morador de Maringá.

Ele disse que a expectativa da comunidade é de destinação de ônibus mais confortáveis para o trajeto entre Resende e Maromba, onde a viagem dura em torno de duas horas. “Os ônibus atuais são de linha, sem bagageiros, sendo que a maioria dos passageiros vem com bagagens, que ficam nos corredores e a cada curva se deslocam, provocando transtornos para quem está viajando”, ressaltou Lopes, afirmando, porém, que os horários são bem definidos e atendem a comunidade.

Outra reivindicação dos moradores é de colocação de linhas circulares para atender apenas moradores que vivem nas localidades, conhecida como Vale de Mauá. Esses coletivos circulariam somente na parte alta entre as vilas como Mauá e Maringá. “As propostas são bem fundamentadas, mas precisam ser avaliadas por técnicos e, por isso, solicitei ao presidente do Detro uma visita ao local”, ressaltou Nelson Gonçalves.

3 comentários

  1. Valeu Nelson Gonçalves! Os moradores e turistas que frequentam a região de Visconde de Mauá agradecem seu empenho e ajuda para melhorar a qualidade do transporte coletivo em nossa região. Obrigado deputado!

  2. Esse nunca fez nada.

  3. Há localidades muito mais isoladas que as citadas na matéria, como São José do Turvo em Barra do Piraí e Fazenda da Grama em Rio Claro, onde praticamente não há transporte coletivo…

Untitled Document