sexta-feira, 20 de outubro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Plano de Mobilidade Urbana de Volta Redonda será concluído até o fim do ano

Plano de Mobilidade Urbana de Volta Redonda será concluído até o fim do ano

Matéria publicada em 19 de setembro de 2017, 21:42 horas

 


Volta Redonda – A Prefeitura de Volta Redonda realizou, na noite desta segunda-feira (18), o debate sobre Mobilidade Urbana com os moradores dos bairros Pedreira, Três Poços e Vila Rica (Três Poços), na Escola Municipal Profª Marizinha Félix. O objetivo é que o PlanoMob seja concluído durante a 2ª Conferência Municipal de Mobilidade Urbana, que vai acontecer em dezembro.

Segundo o secretário municipal de Planejamento, Transparência e Modernização da Gestão, Júlio Andrade, a sociedade está colaborando para a construção do plano e também terá papel fundamental na fiscalização do PlanoMob.

— Na 2ª Conferência Municipal de Mobilidade a gente vai eleger, ainda, os membros do Conselho Municipal de Mobilidade Urbana. Esse conselho terá o papel de fazer o controle social do plano. A sociedade, além de ajudar a construir o PlanoMob e vai ter papel fundamental na fiscalização de sua aplicação — comentou Júlio.

O secretário, que coordenou as discussões no bairro Três Poços, fez uma apresentação aos moradores sobre a importância do PlanoMob.

— Temos uma série de diretrizes a seguir, conforme legislação federal, entre elas que os pedestres e ciclistas têm prioridade sobre os modos motorizados. Além disso, os veículos de transporte coletivo têm prioridade sobre os veículos individuais — disse.

O prefeito Samuca Silva salientou que o PlanoMob está sendo construído com diálogo.

— Nós dividimos o município em 20 setores geográficos para fazermos os diagnósticos dos problemas locais. Depois vamos discutir com as entidades sociais, grupos de ciclistas, skate, pastorais, sindicatos, entre outros. O importante é que haja um amplo diálogo — comentou Samuca.

O presidente da Associação de Moradores do Vila Rica/Três Poços, Alcy Valente, fez questão de participar do debate.

— É muito importante a população participar desse evento, falando dos problemas que temos de ir e vir. Quero ajudar na construção do plano, mas depois também vou querer fiscalizar — destacou Alcy, que mora no bairro há 48 anos.

Já Ramires Teixeira, de 21 anos, também esteve nos debates. E ainda apresentou a preocupação com os ciclistas do bairro.

— Aqui há muitos moradores que utilizam a bicicleta para se locomover. Como temos um fluxo grande de veículos, há risco de acidente. É importante esse contato com a prefeitura para poder colocar essas preocupações — comentou o jovem.

O debate para a construção do PlanoMob está sendo organizado pelas secretarias municipais de Transporte e Mobilidade Urbana; Planejamento, Transparência e Modernização da Gestão; e pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (IPPU).

Na quarta-feira, dia 20, o poder público segue com as discussões, dessa vez com os moradores dos bairros Água Limpa, Nova Primavera, Parque do Contorno e Vista Bela. O encontro será na Escola Municipal Profª Juracy Gama, na Rua Amazonas, n º 100, no bairro Água Limpa. Já na sexta-feira, dia 22, o debate será na Escola Municipal Wladir de Souza Telles, no Conjunto Habitacional Vila Rica, com os moradores Cidade Nova, Jd. Belvedere, Jd. Tiradentes, Samoa, Vila Rica, Village Sul, Vista Verde e Res. Mata Atlântica.

4 comentários

  1. Bacana essa iniciativa. . Minha proposta ja está la. Foi votada e ja está orcada sob a responsabilidade da smtu .. agora vou acompanhar pra vê se vai sair do papel..VR está avançando no diálogo com a sociedade civil organizada incluindo de fato o controle social.. ótima iniciativa dessa gestão da seplag. Estamos de olho..Povo…participe e interaja..antes de criticar..as benfeitorias para o coletivo serão frutos de lutas.. deem as mãos e mãos a obra.

  2. “PlanoMob”: mais uma sigla criada pelo GESTOR enganador. Desse mato não sai coelho.

  3. agafjgjjkWantuil fortes Silvério

    Eu não acredito no desvio da BR 393 , pela vila rica – três poços . Primeiro há um gargalo da FOA e IML . Eu gostaria de saber com qual finalidade estão querendo desviar ? Só ser for ,para proteger o curral eleitoral de alguns políticos da região.

    • Parace que a Acciona propôs esse trecho alternativo que “nasceria” do entroncamento da RC com a 393 existente, e seguiria por uma nova ponte sobre o Rio Paraíba. Entendi, na época, que não utilizaria a estrada VR x Pinheiral para isso, seriam alguns quilômetros de estrada nova. A ideia desse novo trecho veio para evitar o problema das ocupações que ocorreram às margens da 393 (por exemplo, aquelas no Dom Bosco e Califórnia) que embora irregulares, trariam um impasse jurídico de anos. Só não fiquei sabendo a respeito as prováveis desapropriações do novo trecho (valores? impedimentos ambientais? outros)

Untitled Document