quarta-feira, 20 de setembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Projeto de vereadora oficializa Verde Vale como bairro

Projeto de vereadora oficializa Verde Vale como bairro

Matéria publicada em 16 de agosto de 2017, 12:22 horas

 


Volta Redonda – Embora seja bastante conhecido pelos moradores da cidade, o Verde Vale, nas proximidades do Vila Brasília, passa a ser intitulado oficialmente como bairro. A medida possibilita, entre outros benefícios, a regularização fundiária, concedendo aos moradores da localidade, titulação dos terrenos e lotes. Existente há mais de 30 anos, o Verde Vale, se torna bairro a partir de projeto de lei da vereadora Rosana Bergone (PRTB).

Na justificativa do projeto, cujo veto do prefeito foi derrubado pela Câmara Municipal, pelo menos 90 % das moradias da localidade são de alvenaria e que os investimentos, nas casas, podem ser realizados a partir da regularização dos imóveis. Outro benefício com a aprovação do projeto é a regularização dos endereços, possibilitando aos moradores receberem correspondências.

– Como os endereços não são corretos e não são reconhecidos até então, muitas correspondências nem chegavam direito – ressaltou a vereadora.

Mesmo sem o reconhecimento legal, o Verde Vale foi uma das localidades que vem recebendo diversos investimentos da prefeitura. O bairro conta com creche, duas escolas da rede municipal, CRAS (Centro de Referencia da Assistência Social), Unidade Básica de Saúde, além de um comércio bem movimentado. Outro investimento, em fase de implantação, é o projeto esportivo do governo federal, beneficiando 1,4 mil crianças e adolescentes.

 

8 comentários

  1. Bergone, conheço sua luta por essa comunidade ai e região!!! Acredito que essa é uma importante conquista para os moradores do bairro Verde Vale, só quem mora em periferia poder falar o que nos vivemos no dia a dia!!! Que você possa continuar olhando pelo menos favorecidos, fiquei sabendo de um projeto esportivo que o gabinete da Senhora está trazendo para VR, sou moradora do Santa Cruz tenta trazer para agente tbm!!!
    Abs…
    Você ainda vai longe, oro por você todos os dias!!!

    • Ore para ela e os outros 21 vereadores de VR fiscalizarem o executivo, em cumprimento ao PROMETO respeitar as leis, a Lei Orgânica Municipal, a Constituição do Estado do Rio de Janeiro e a CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL de 1988, promessa esta feita no primeiro dia como eleita.

      Só lembrando que a promessa não é só do vereador mais velho que leu para todos repetirem.

  2. Realmente tem um bom comércio: de drogas. Isso não é bairro, é favela.

  3. Que diferença isso faz

    • Pra você nenhuma né…com certeza você não mora em periferia!!!!

    • Apesar de ter esquecido do ponto de interrogação, apenas gostaria de saber. De fato, moro no aterrado, mas não vejo muita diferença das periferias, aqui como lá, é o mesmo Brasil, onde não se tem respeito pelas leis, ou pelo próximo. Ontem sábado à tarde, depois da feira, atrás do supermercado máximo, próximo a uma boate que desrespeita a lei de silêncio noturno, sem isolamento acústico é que o poder público faz vista grossa, haviam jovens consumindo cocaina na calçada. A qualquer hora do dia ou da noite, o edifício redondo, é reduto de prostituiçao com publicidade neste periódico. É só a noite cair, que as ruas do entorno, se enchem de travestis que choca as famílias.

      Apesar de sua abordagem que procura separar gregos de troianos, aqui somos todos brasileiros. Muitos não percebem, que todos sempre perdemos e ainda assim tentamos encontrar alguém para odiar.

  4. Ai Sim!!!
    Parabéns Vereadora! Conheço muito essa comunidade e sei o quanto a senhora batalha por ela! Esse “Samuquinha” veto esse projeto por que ele não se preocupa com as comunidades carentes de nossa cidade, está governando para empresários!!! Estou de olho nessa câmara e a Senhora está fazendo a diferença! Não votei na senhora mais a cada dia que passa tem ganhado o meu respeito…

  5. Muito bom! Quando vereador trabalha dentro da CMVR toda a população se beneficia.

    Bom seria se os 21 vereadores de VR FISCALIZASSE o prefeito como é sua função como manda a Lei Orgânica Municipal, a Constituição Estadual do Rio de Janeiro e a CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL de 1988. Aí sim, os benefícios seriam bem maiores, não só do povo do Vale Verde.

Untitled Document