sexta-feira, 26 de maio de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Revelações contra Temer aguçam criatividade de internautas da região

Revelações contra Temer aguçam criatividade de internautas da região

Matéria publicada em 18 de maio de 2017, 13:55 horas

 


IMG-20170518-WA0035
O assunto mais comentado por internautas da região, nas redes sociais, é a delação premiada dos irmãos Batista, donos da JBS, que envolve o presidente Michel Temer (PMDB), o senador Aécio Neves (PSDB), além de Eduardo Cunha, o deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB), e o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, entre outros nomes, que envolvem também parentes do senador Aécio, que já foi afastado do cargo pelo STF.
O assunto foi um dos mais comentados no Twitter e no Facebook. Muitos internautas fizeram piadas sobre o suposto envolvimento de Aécio Neves no esquema, que foi candidato a Presidência da República, em 2014, e pretendia pôr fim a corrupção no país, segundo os discursos durante a campanha eleitoral.
Fortes críticas também foram feitas a Temer. Internautas reforçaram o pedido de sua saída do Palácio do Planalto usando a hashtag #foratemer. Memes e vídeos bem humorados foram criados após a divulgação, feita com exclusividade pelo jornalista Lauro Jardim, colunista do Jornal, “O Globo”. No perfil oficial de Michel Temer, no Twitter ainda não ocorreu nenhum pronunciamento sobre o envolvimento do presidente na delação dos irmãos Batista.
Além da enxurrada de críticas ao presidente Temer, os internautas levantaram a bandeira de “eleições diretas já” e muitos ainda expressaram a decepção com a política brasileira.
Já a assessoria do senador Aécio Neves divulgou uma nota no Twitter: “O senador Aécio Neves está absolutamente tranquilo quanto à delação de todos os seus atos. No que se refere à relação com o senhor Joesley Batista, ela era estritamente pessoal, sem qualquer envolvimento com o setor público. O senador aguarda ter acesso ao conjunto das informações para prestar todos os esclarecimentos necessários”, finalizou a nota.
Recentemente, mais precisamente em março deste ano, o nome de Aécio Neves ganhou uma “tarja” preta, a pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), decisão feita pelo ministro Herman Benjamim, nos trechos que constam no depoimento de um dos ex-presidentes da construtora Odebrecht, em delação. Nesse depoimento, o executivo da empresa, Benedicto Júnior, disse ter repassado R$ 9 milhões para o PSDB, via caixa 2, a pedido de Aécio Neves. Essa decisão de esconder o nome do senador virou piada nas redes sociais.

tb6n5p

‘A culpa não é minha. Eu votei no Aécio’

A frase citada acima também gerou piadas nas redes sociais e ficou conhecida entre os tucanos e apoiadores de Aécio Neves, durante o processo de impeachment de Dilma Rousseff. Alguns movimentos pró-impeachment foram para as ruas vestidos com uma camisa mencionando a frase: “A culpa não é minha. Eu votei no Aécio”.

Internautas resgataram as fotos e muitos famosos como o ex-jogador de futebol Ronaldinho foram alvos de críticas por ter apoiado o tucano. O apresentador Luciano Huck, que também apoiou Aécio durante a campanha em 2014, foi alvo de ironia, além disso, muitos que tinham fotos com o senador apagaram das redes sociais.

dcfc041b76e1460c0c8c358b78d33609_you-know-nothing-acio-snow-meme-aecio_600-386

3 comentários

  1. “Bandido bom é bandido morto”
    Serve só para os PPP ou também para os colarinho branco?
    ??????

  2. Criatividade de internautas “da região”? Só se compartilhar mêmes já compartilhados milhares de vezes for criatividade…

  3. kkkkkkkkkkkk
    “…muitos que tinham fotos com o senador apagaram das redes sociais.”

    Agora eles se fingem de mortos. Não se importaram antes e ainda defendia esses POLITIQUEIROS, e agora até apagam suas postagens.

    Com a Dilma foi assim tbm. E eu aproveitei e DELETEI uns 25% que pediram a minha amizade. Só lamentei DELETAR aos que convidei

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document