sábado, 15 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Política / Volta Redonda terá coordenadorias regionais

Volta Redonda terá coordenadorias regionais

Matéria publicada em 10 de janeiro de 2018, 21:56 horas

 


Objetivo do projeto, criado pelo prefeito, é aproximar o poder público dos bairros; Samuca Silva descarta criação de cargos

Explica: Samuca fala sobre coordenadorias regionais

Explica: Samuca fala sobre coordenadorias regionais

Volta Redonda – A prefeitura de Volta Redonda irá criar coordenadorias regionais. A informação foi passada pelo prefeito Samuca Silva a representantes das associações de moradores, durante encontro na noite desta terça-feira, dia 9, no auditório do Palácio 17 de Julho. O objetivo é aproximar o poder público ainda mais dos bairros do município, ter representantes da prefeitura mais próximos dos bairros, para receber demandas e dar soluções com mais celeridade aos problemas.

Samuca destacou que o projeto de coordenadorias regionais será implantado de forma gradativa.

— Vamos começar criando essa coordenadoria na região do Complexo do Roma, respeitando alguns critérios. Queremos aumentar a representatividade no bairro, recebemos as demandas de forma mais ágil dos moradores e das associações — disse.

O prefeito ainda ressaltou que o projeto não vai aumentar os gastos públicos. “Não teremos mais cargos comissionados, mais funcionários, nem aumentar a estrutura pública. Vamos remanejar, através de gestão, funcionários para essa função de coordenadoria regional. Estaremos mais próximos de vocês. Começaremos no Roma e depois vamos ampliando o projeto para outras regiões da cidade”, afirmou Samuca.

Samuca também sugeriu que, os próximos encontros com as associações, sejam feitas nos bairros, através de divisão da cidade por regiões. O prefeito pediu para que a Federação das Associações de Moradores (FAM) façam um cronograma anual de encontros. “Não poderia começar esse ano sem ter encontro com vocês. Contem comigo, eu preciso que vocês nos ajudem, apontando os problemas”, acrescentou Samuca.

O encontro com as associações de moradores, que tiveram a presença de mais 40 associações, teve o objetivo de debater o Orçamento Participativo. A reunião contou com a presença de representantes da Secretaria de Planejamento, Transparência e Modernização da Gestão (Seplag).

O vice-prefeito Maycon Abrantes, que também é secretário de Ação Comunitário (Smac), lembrou que os encontros para debater a cidade junto com as associações são constantes. “E o Orçamento Participativo é uma forma decmocratica da população sugerir e apontar as necessidades dos bairros. Estamos avançando, com muito diálogo. Nossos encontros vão continuar durante todo o ano”, disse Maycon.

Já a presidente da Federação das Associações de Moradores (FAM), Fátima Martins, destacou a importância dos encontros e do Orçamento Participativo. “Quem conhece a realidade dos bairros, seus problemas e possíveis soluções são os moradores. Por isso é importante fortalecer esse instrumento. O Orçamento Participativo, feito no ano passado, foi bom. Mas queremos fortalecer ainda mais esse ano. Foi criado o Comitê Gestor do OP, que tem o objetivo de fiscalizar a implantação do Orçamento Participativo. Isso foi um grande avanço”, destacou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

6 comentários

  1. Cuidado, isso tá parecendo mais um Comitê de Campanha 2018…Chegando mês de maio vamos ficar sabendo de tudo, Volta Redonda é uma das menores cidades do estado em área territorial, desnecessário fazer isso, existem as secretarias e seus assessores para isso.

  2. kkkkk Toda semana reclamo aqui no DV, a situação caótica da Vila Santa Cecilia onde moro. Sujeira, buracos nas calçadas, e no asfalto, mato alto ao longos dos córregos, derrubada de árvores na Rua 33 para beneficiar automóveis, Varrição mal feita (tem que cobrar dessa firma). Flanelinhas estão em diversas ruas impunemente e e o Prefeito criando Coordenadorias. Não precisa disso não, é só MANDAR seu Assessor de Imprensa ler as cartas do DV.

  3. bla, bla, bla, bla

  4. Volta da Gestão Gotardo !
    Só falta isto!!!!
    Gotardo fez a mesma coisa e isto é Gestão!!!!?????
    Mais emprego para os indicados pelos amigos vereadores
    Enquanto isto o pessoal do RPA e Coopori não recebeu da PMVR até hoje
    Para comprar prédio de 11 milhões tem muito finheiro

  5. Isto é apenas criação de mais cargos, com o nosso dinheirinho, o que lembra muito o “governo” anterior.

  6. O Neto inelegível por 08 anos por não saber fazer contas públicas ADOTOU o mesmo esquema.

    Lembro que nesse setor do Roma foi nomeado um ex-vereador que tbm era motorista de ônibus (eu nunca entendi pq votaram num motorista de ônibus para vereador).

    Resultado: nem era encontrado o motorista de ônibus para trocar lâmpadas queimadas e nem era encontrado o prefeito.

    VAI VENDO aí o que dá votar em candidato CONTADOR que NÃO CONHECE a Administração Pública e NÃO ENTENDE de Gestão Pública.

Untitled Document