segunda-feira, 22 de outubro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Região já tem cinco homicídios nos últimos quatro dias

Região já tem cinco homicídios nos últimos quatro dias

Matéria publicada em 15 de julho de 2018, 15:17 horas

 


Sul Fluminense – O Sul Fluminense teve ao menos cinco mortes por assassinato ou confronto com a polícia entre a noite de quinta-feira e a manhã de domingo. As mortes aconteceram em Resende, Volta Redonda, Angra dos reis e Paraty. O caso que mais chamou atenção foi um duplo homicídio registrado ao Resende, no bairro Paraíso.

Segundo a polícia, quatro homens encapuzados invadiram uma casa na Rua Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no Paraíso, e mataram um homem de 39 anos e seu sobrinho de 16 anos. As vítimas chegaram a ser socorridas, mas morreram no Hospital de Emergência.

Volta Redonda

Em Volta Redonda, Johnny Wallace da Silva Caldeira, de 19 anos, morreu neste sábado, no Hospital São João Batista. O jovem foi baleado na sexta-feira, no bairro Ilha Parque, e teve ferimentos na cabeça e no tórax.

Mesmo ferido, ele foi levado ainda consciente para o hospital e contou aos policiais quem era o autor dos disparos.

Antes disso, segundo a polícia, Johnny chegou a escapar de um outro atentado em fevereiro deste ano. Ainda segundo os policiais, o corpo de um irmão da vítima foi encontrado recentemente no Paraíba do Sul.

Corpo achado em Angra

A Polícia Civil de Angra dos Reis busca informações que possam levar ao assassino de Garciano Coutinho, de 36 anos, foi encontrado morto na madrugada deste sábado, na Praia das Éguas.

O corpo tinha marcas de tiros e foi levado para o Instituto Médico Legal.

Faroeste em Trindade

Policiais militares do 33º BPM (Angra dos Reis) mataram, na quinta-feira (14), um homem armado, que ameaçava moradores e turistas de Trindade. Conhecido como “Tininho”, o homem transitava pelas ruas da vila turística exibindo um revólver e avisando que estava no “controle da área”.

Os PMs foram até a vila e encontraram Tininho, que diante da ordem de parar acabou tentando sacar a arma. Os policiais atiraram e feriram Tininho, que chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. O homem estava com um revólver Taurus, calibre 38, com cinco munições intactas.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. O cara tem um irmão assassinado, um tempo depois ele próprio sofre atentado e ainda assim insiste em arriscar a sorte. Deveria ter dado linha na pipa há muito tempo. É aquele ditado: o mundo é para os espertos, seleção natural pura e simples.

Untitled Document