segunda-feira, 20 de novembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Motociclista morre em acidente na Rodovia dos Metalúrgicos

Motociclista morre em acidente na Rodovia dos Metalúrgicos

Matéria publicada em 11 de agosto de 2017, 09:09 horas

 


Vítima foi socorrida no Hospital São João Batista, mas não resistiu aos ferimentos

Volta Redonda- O motociclista Cito José da Cunha, de 50 anos, morreu na madrugada desta sexta-feira (11), no Hospital São João Batista, vítima de acidente de trânsito.

Ele pilotava uma moto no início da noite de quinta-feira (10), quando bateu num Citroen C-3 Cross, conduzido por um homem de 60 anos, que não se feriu. A colisão aconteceu na Rodovia dos Metalúrgicos, próximo ao bairro São Geraldo.
Cito da Cunha morava no bairro Retiro.

9 comentários

  1. Vou dar um pequeno exemplo , o sinal de trânsito que fica na entrada do Vilar Santa Helena no bairro São Geraldo e um Deus nos acuda , pois ninguém respeita o sentido daquele sinal , os motoristas vem pela rua 1 da São Geraldo sentido casa de pedra e simplesmente entram sem nenhum respeito às sinalizações que indica conversão para o lado oposto que é para o lado da igreja católica, eles viram na frente da gente fazendo ao contrário da placa fazendo o inverso já teve até alguns acidentes no local mais nada foi feito pura imprudência, e olha que tem câmeras da prefeitura no local e nada é feito para coibir os maus motoristas, nunca vi á guarda municipal no local , sendo que o local virou atalho pra muitos é muitos carros e motos pois virou atalho tem um fluxo enorme e merecia com toda certeza atenção da guarda municipal afim de educar os maus motoristas a não fazerem a conversão invertida para entrar no bairro pois além de placas , semáforos e várias câmeras não inibem eles , talvez com multas eles parem de fazer tal coisa, porque volta Redonda tem tantas câmeras e ninguém e multado ? Porque não tem gente tomando conta das câmeras? Seria muito útil pra população, já percebi que não existe ponto cego em nossa cidade tem muita câmera espalhada pela cidade , porque não monitorar com elas , isso pode salvar vidas , porque não multar a distância sendo que tem como filmar as placas dos carros ! O mau motorista só para quando começa a doer no bolso , quero ver se chegasse uma multa por dia na casa deles se não iriam pensar 2 vezes antes de fazer coisa errada no trânsito, mas do que jeito que está, correndo solto virou terra de ninguém,,, atenção autoridades está dada a dica é pedido de atenção

  2. Até para sair e entrar na garagem eu estou acionando o pisca alerta.
    Os condutores de 4 e 2 rodas não respeitam e não esperam a manobra. Motoqueiro não se pode prever, pois eles são rápidos e chegam num piscar de olhos. Tanto carros quanto motos se enfiam no espaço que tiver quando estamos fazendo manobras.

    Outro dia um vizinho me chamou de maluco. Respondi que o dia que ele estiver dando ré no carro sabendo que a rua está livre e se deparar com outro carro ou moto passando atrás vai mudar de ideia.

    Pelos comentários IMAGINO que o motoqueiro nem aliviou no acelerador vendo que um carro estava chegando no cruzamento. Louco! Nunca sabemos se o carro irá respeitar a sinalização de PARE.

    • Concordo plenamente , 100% dos acidentes e erro fator humano pura imprudência,se os condutores tivessem ou aplicarem só um pouquinho que aprenderam na auto escola não teria tantos acidentes! Detalhe a moto foi tão bem projetada que colocarmos ela na posição de conduzir sem subir nela e tirarmos as mãos ela cai , já diz tudo né.

    • Disse tudo! Todos os atores do trânsito são responsáveis pela segurança!

  3. Naquele ponto a pista se divide em duas pra quem desce. Uma sugestão seria usar uma apenas pra quem faz o retorno.

  4. Presidenta Aposentada

    Mais um homicídio sendo chamado de acidente. Não respeitar o PARE deveria ser: perícia, algema e cadeia. Os condutores não usam seta, retrovisor é decorativo e sinalização é só pra enfeite das vias.

  5. Presenciei o acidente o carro atravessou na frente do motociclista , esse trevo esta muito perigoso foi enfrente a obra do novo shopping, Lamentável.

Untitled Document