quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / AGU recorrerá ao STF para tentar posse de Cristiane Brasil

AGU recorrerá ao STF para tentar posse de Cristiane Brasil

Matéria publicada em 9 de janeiro de 2018, 19:01 horas

 


Cristiane Brasil está envolvida em temas polêmicos na pasta que quer assumir

Cristiane Brasil está envolvida em temas polêmicos na pasta que quer assumir


Brasília –
A Advocacia-Geral da União (AGU) vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal da decisão do desembargador Guilherme Couto de Castro, do Tribunal Regional da 2ª Região, que manteve suspensa a posse da deputada Cristiane Brasil como ministra do Trabalho.

A cerimônia estava marcada para esta terça-feira (9), às 15h, mas foi cancelada após o magistrado rejeitar um recurso apresentado pela AGU ao TRF-2. Guilherme Couto de Castro é vice-presidente da Corte e proferiu a decisão no início da tarde de hoje após o presidente, o desembargador André Fontes, se declarar suspeito por motivos de foro íntimo.

O novo recurso foi confirmado pela assessoria de imprensa da AGU às 17h30, pouco depois de o presidente Michel Temer se reunir com a deputada, o presidente do PTB e pai de Cristiane, Roberto Jefferson, além do líder do partido na Câmara, Jovair Arantes (PTB-GO). A incerteza sobre a realização da posse fez com que alguns convidados de outras cidades viessem para o Palácio do Planalto aguardar uma definição sobre a cerimônia.

A expectativa agora é de que a própria presidente da Suprema Corte, ministra Cármen Lúcia, analise o caso e avalie o pedido de suspensão da liminar do juiz Leonardo da Costa Couceiro, da 4ª Vara Federal de Niterói (RJ), que suspendeu a nomeação da deputada como ministra nessa segunda-feira (8).

Ação popular

A liminar foi concedida em resposta a uma ação popular do Movimento dos Advogados Trabalhistas Independentes. A entidade diz que a nomeação de Cristiane Brasil “ofende a moralidade administrativa”. Segundo o movimento dos advogados, a deputada “praticou pessoalmente graves violações das leis trabalhistas, flagradas e comprovadas em, pelo menos, duas demandas judiciais”.

Depois que seu nome foi anunciado como ministra do Trabalho, surgiram informações de que Cristiane tem dívidas trabalhistas com ex-funcionários. Com base nos argumentos, o juiz decidiu, preliminarmente, que conceder a liminar sem ouvir os réus se justificaria “diante da gravidade dos fatos sob análise”.

Ele destacou ter verificado “flagrante desrespeito à Constituição Federal no que se refere à moralidade administrativa”, quando se pretende nomear para o cargo de ministro do Trabalho “pessoa que já teria sido condenada em reclamações trabalhistas”.

13 comentários

  1. A periguete dancou. “VAi MALANDRA” pagar seus debitos com a justica primeiro

  2. Já confirmado: o Temer está temendo o Roberto Jefferson, o pai da condenada pela Justiça, porque afinal ele já fez um estrago no caso Mensalão do PT (no dos Tucanos não, pois não vem ao caso diria um famoso juiz). E quem deve, teme.

  3. Observador de Crimes

    Ser “filhinho de papai” pode ser vergonhoso, mas não é crime. Criminoso é fazer assessora parlamentar pagar as dívidas trabalhistas e receber dinheiro no Caixa 2, nesse caso da Odebrecht. Além desses casos, mesmo já julgada e condenada pela Justiça do Trabalho, ainda sim ser indicada para um ministério e justamente o do trabalho. E olha que não concordo com liminares de juiz interferindo nesses casos, mas como houve um precedente do Sr. Gilmar Mendes no caso do Lula ser indicado para o ministério Dilma, exemplo que não valeu para o Moreira Franco que recebeu status de ministro do Temer quando já era suspeito de corrupção.

  4. outra vez a justiça tirou o lençol da cara e enxergou o óbvio como na soltura dos ladrões da câmara no rio , temos que repensar essa politica porca que vamos ter que votar esse ano.Nossa lista de NÃOS está na boca do pote.
    Não é esse pai o jefferson que bateu o olho numa estante, ou foi aquele EBANO do wattsap ?

  5. Mais uma no governo de bandidos golpista de Temer,onde estão os Paneleiros.? Todos envergonhados com a cabeça escondida.

    • kkkkk Se o cara defende bandido não sente vergonha, quem os tirou vão sentir vergonha? Acorda seu trouxa

    • Observador de Crimes

      “Quem os tirou vão sentir vergonha?” Já que perguntou, Sr. Carlos, vou responder: eu sentiria vergonha se ficasse calado depois de tirar só a metade dos bandidos e ficar calado diante de tanta malandragem da outra metade de bandidos que ficou no poder.

    • Paneleiros que se iludiram feito o Franguinho da Sadia, pensando que eram da elite, sifu… parabéns!

  6. Esse governo é de Temer, escolhido por Dilma-Lula, logo não podia ser um governo bom!
    Essa Cristiane Brasil foi passar o final de ano em Fernando Noronha.. e ficou no hotel da FAB! Esse é o governo herdado da Dilma Roussef… Nós merecemos isso? Não….
    Essa senhora não poderia nem ser deputada!
    Tem um outro fato: uma vez o Lula teve o ministro do trabalho, que era o Brizola Neto, que não trabalhava, e era o primeiro trabalho dele ser Ministro do Trabalho, e o nome era falso porque Brizola Neto era o nome do irmão dele… Inacreditável!!!
    Nós temos uma elite canalha!!!
    Como diria Boris Casoy: “Isso é uma vergonha!”

    • A culpa não é do endemoniado “Copia-e-Cola do Google” do tarja-preta vencido: ele votou no Aécio.

    • A culpa é de quem votou no 13 DILMA / TEMER! Tem um demoño na sua casa petista, dentro da panela! Rsrsrsrsrs

    • Outro pobretão de direita atropelando o idioma na internet. Feliz reforma trabalhista e feliz reforma previdenciária pra vc também. Pobre de direita é igual a galinha: leva no forévis e sai rindo (Rsrsrs) na internet.

  7. Nem é preciso comentar mais nada a respeito dessa indicada do PTB, o citado Movimento dos Advogados Trabalhista já explicou tudo, embora o imoral desgoverno emedebista do Temer, Padilha e Moreira não esteja nem aí. Tudo indica que vai continuar rindo da cara do povo após apelar para a senhora do voto minerva, pois tudo leva a crer que o Roberto Jefferson pode estar com historinha para contar sobre essa turma do Palácio, se a filhinha deixar de ser indicada para o ministério.

Untitled Document