segunda-feira, 15 de outubro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / AGU recorrerá ao STF para tentar posse de Cristiane Brasil

AGU recorrerá ao STF para tentar posse de Cristiane Brasil

Matéria publicada em 9 de janeiro de 2018, 19:01 horas

 


Cristiane Brasil está envolvida em temas polêmicos na pasta que quer assumir

Cristiane Brasil está envolvida em temas polêmicos na pasta que quer assumir


Brasília –
A Advocacia-Geral da União (AGU) vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal da decisão do desembargador Guilherme Couto de Castro, do Tribunal Regional da 2ª Região, que manteve suspensa a posse da deputada Cristiane Brasil como ministra do Trabalho.

A cerimônia estava marcada para esta terça-feira (9), às 15h, mas foi cancelada após o magistrado rejeitar um recurso apresentado pela AGU ao TRF-2. Guilherme Couto de Castro é vice-presidente da Corte e proferiu a decisão no início da tarde de hoje após o presidente, o desembargador André Fontes, se declarar suspeito por motivos de foro íntimo.

O novo recurso foi confirmado pela assessoria de imprensa da AGU às 17h30, pouco depois de o presidente Michel Temer se reunir com a deputada, o presidente do PTB e pai de Cristiane, Roberto Jefferson, além do líder do partido na Câmara, Jovair Arantes (PTB-GO). A incerteza sobre a realização da posse fez com que alguns convidados de outras cidades viessem para o Palácio do Planalto aguardar uma definição sobre a cerimônia.

A expectativa agora é de que a própria presidente da Suprema Corte, ministra Cármen Lúcia, analise o caso e avalie o pedido de suspensão da liminar do juiz Leonardo da Costa Couceiro, da 4ª Vara Federal de Niterói (RJ), que suspendeu a nomeação da deputada como ministra nessa segunda-feira (8).

Ação popular

A liminar foi concedida em resposta a uma ação popular do Movimento dos Advogados Trabalhistas Independentes. A entidade diz que a nomeação de Cristiane Brasil “ofende a moralidade administrativa”. Segundo o movimento dos advogados, a deputada “praticou pessoalmente graves violações das leis trabalhistas, flagradas e comprovadas em, pelo menos, duas demandas judiciais”.

Depois que seu nome foi anunciado como ministra do Trabalho, surgiram informações de que Cristiane tem dívidas trabalhistas com ex-funcionários. Com base nos argumentos, o juiz decidiu, preliminarmente, que conceder a liminar sem ouvir os réus se justificaria “diante da gravidade dos fatos sob análise”.

Ele destacou ter verificado “flagrante desrespeito à Constituição Federal no que se refere à moralidade administrativa”, quando se pretende nomear para o cargo de ministro do Trabalho “pessoa que já teria sido condenada em reclamações trabalhistas”.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

13 comentários

  1. A periguete dancou. “VAi MALANDRA” pagar seus debitos com a justica primeiro

  2. Já confirmado: o Temer está temendo o Roberto Jefferson, o pai da condenada pela Justiça, porque afinal ele já fez um estrago no caso Mensalão do PT (no dos Tucanos não, pois não vem ao caso diria um famoso juiz). E quem deve, teme.

  3. Observador de Crimes

    Ser “filhinho de papai” pode ser vergonhoso, mas não é crime. Criminoso é fazer assessora parlamentar pagar as dívidas trabalhistas e receber dinheiro no Caixa 2, nesse caso da Odebrecht. Além desses casos, mesmo já julgada e condenada pela Justiça do Trabalho, ainda sim ser indicada para um ministério e justamente o do trabalho. E olha que não concordo com liminares de juiz interferindo nesses casos, mas como houve um precedente do Sr. Gilmar Mendes no caso do Lula ser indicado para o ministério Dilma, exemplo que não valeu para o Moreira Franco que recebeu status de ministro do Temer quando já era suspeito de corrupção.

  4. outra vez a justiça tirou o lençol da cara e enxergou o óbvio como na soltura dos ladrões da câmara no rio , temos que repensar essa politica porca que vamos ter que votar esse ano.Nossa lista de NÃOS está na boca do pote.
    Não é esse pai o jefferson que bateu o olho numa estante, ou foi aquele EBANO do wattsap ?

  5. Mais uma no governo de bandidos golpista de Temer,onde estão os Paneleiros.? Todos envergonhados com a cabeça escondida.

    • kkkkk Se o cara defende bandido não sente vergonha, quem os tirou vão sentir vergonha? Acorda seu trouxa

    • Observador de Crimes

      “Quem os tirou vão sentir vergonha?” Já que perguntou, Sr. Carlos, vou responder: eu sentiria vergonha se ficasse calado depois de tirar só a metade dos bandidos e ficar calado diante de tanta malandragem da outra metade de bandidos que ficou no poder.

    • Paneleiros que se iludiram feito o Franguinho da Sadia, pensando que eram da elite, sifu… parabéns!

  6. Esse governo é de Temer, escolhido por Dilma-Lula, logo não podia ser um governo bom!
    Essa Cristiane Brasil foi passar o final de ano em Fernando Noronha.. e ficou no hotel da FAB! Esse é o governo herdado da Dilma Roussef… Nós merecemos isso? Não….
    Essa senhora não poderia nem ser deputada!
    Tem um outro fato: uma vez o Lula teve o ministro do trabalho, que era o Brizola Neto, que não trabalhava, e era o primeiro trabalho dele ser Ministro do Trabalho, e o nome era falso porque Brizola Neto era o nome do irmão dele… Inacreditável!!!
    Nós temos uma elite canalha!!!
    Como diria Boris Casoy: “Isso é uma vergonha!”

    • A culpa não é do endemoniado “Copia-e-Cola do Google” do tarja-preta vencido: ele votou no Aécio.

    • A culpa é de quem votou no 13 DILMA / TEMER! Tem um demoño na sua casa petista, dentro da panela! Rsrsrsrsrs

    • Outro pobretão de direita atropelando o idioma na internet. Feliz reforma trabalhista e feliz reforma previdenciária pra vc também. Pobre de direita é igual a galinha: leva no forévis e sai rindo (Rsrsrs) na internet.

  7. Nem é preciso comentar mais nada a respeito dessa indicada do PTB, o citado Movimento dos Advogados Trabalhista já explicou tudo, embora o imoral desgoverno emedebista do Temer, Padilha e Moreira não esteja nem aí. Tudo indica que vai continuar rindo da cara do povo após apelar para a senhora do voto minerva, pois tudo leva a crer que o Roberto Jefferson pode estar com historinha para contar sobre essa turma do Palácio, se a filhinha deixar de ser indicada para o ministério.

Untitled Document