ÔĽŅ Ap√≥s an√ļncio de Trump, Hamas convoca palestinos para come√ßar terceira Intifada - Di√°rio do Vale
s√°bado, 18 de agosto de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Internacional / Ap√≥s an√ļncio de Trump, Hamas convoca palestinos para come√ßar terceira Intifada

Ap√≥s an√ļncio de Trump, Hamas convoca palestinos para come√ßar terceira Intifada

Matéria publicada em 7 de dezembro de 2017, 15:36 horas

 


Jerusal√©m – O chefe pol√≠tico do movimento islamita Hamas, Ismail Haniyeh, convocou nesta quinta-feira (7) os palestinos a come√ßar uma terceira Intifada, depois do reconhecimento na quarta-feira do presidente americano, Donald Trump, de Jerusal√©m como capital de Israel. O termo Intifada vem do √°rabe e significa levante ou revolta. Se refere √†s manifesta√ß√Ķes palestinas contra a pol√≠tica de expans√£o de Israel na regi√£o. As informa√ß√Ķes s√£o da EFE.

“Amanh√£, sexta-feira, 8 de dezembro ser√° um dia de ira e o come√ßo de uma nova Intifada chamada Liberta√ß√£o de Jerusal√©m”, disse o l√≠der islamita em entrevista coletiva na Cidade de Gaza.

Para Haniyeh, “a decis√£o de Trump marca o final de uma fase pol√≠tica e significa um ponto de inflex√£o hist√≥rica para a causa palestina”.

“Afirmamos que Jerusal√©m est√° unida, n√£o √© oriental nem ocidental, e vai continuar sendo a capital da Palestina, de toda a Palestina”, declarou o dirigente do Hamas, que enfatizou “Trump se arrepender√° da sua decis√£o”.

Haniyeh pediu uma reunião com todas as partes palestinas para discutir a situação atual e acertar as medidas políticas a serem tomadas diante dos eventos.

“Devemos tomar decis√Ķes, formular pol√≠ticas e desenvolver uma estrat√©gia para nos opor ao novo compl√ī em Jerusal√©m e na Palestina”, declarou o dirigente.

Por outro lado, segundo declarou em entrevista coletiva o primeiro-ministro palestino, Rami Hamdala, que chegou a Gaza na manh√£ de hoje, “Jerusal√©m √© a capital da Palestina”, e segundo ele, este fato √© mais importante que qualquer a√ß√£o ou decis√£o que se possa tomar a partir dos EUA.

Desde a declaração de Trump, a Organização para a Libertação da Palestina (OLP) rejeitou os EUA como mediador para o processo de paz na região.

Hamdala disse em entrevista coletiva que se opor√° √† decis√£o de Trump com uni√£o nacional. Segundo o primeiro-ministro, “a Palestina voltar√° √†s fronteiras de 1967 com Jerusal√©m como capital”.

Israel

O Ex√©rcito de Israel posicionou “uma s√©rie de batalh√Ķes” na Cisjord√Ęnia ap√≥s as declara√ß√Ķes de Trump. “O desdobramento de batalh√Ķes assim como de unidades de combate de intelig√™ncia e de defesa territorial respondem √† prepara√ß√£o do Ex√©rcito para poss√≠veis desenvolvimentos dos eventos”, diz um comunicado do Ex√©rcito.

2 coment√°rios

  1. Deixa de loucura cara, enquanto a guerra que sempre vcs começam morre um judeu em contra partida morre 200 palestino. Deseja fazer guerra faça mas que vcs vão na frente dos suicidas quem sabe assim tomam juízo.

  2. Saulo da Prefeitura

    Esse povo palestino gosta de uma guerra! Estavam doido em busca de um motivo: agora tem!

Untitled Document