sexta-feira, 19 de outubro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Internacional / Argentinos fazem novo protesto contra reforma da previdência no Congresso

Argentinos fazem novo protesto contra reforma da previdência no Congresso

Matéria publicada em 18 de dezembro de 2017, 16:49 horas

 


Buenos Aires – Grupos de manifestantes entraram em confronto nesta segunda-feira com a polícia nos arredores do Congresso Nacional em Buenos Aires, na Argentina, lançando pedras e garrafas contra os policiais, a poucos minutos do início da sessão legislativa na qual o governo pretende aprovar uma reforma do sistema de previdência que conta com grande rejeição política e social. A informação é da EFE.

A situação deixou dois agentes feridos, segundo fontes oficiais. Para o dispositivo policial mobilizado nas proximidades da Câmara de Deputados, uma juíza reiterou hoje que deve ser aplicada a lei que proíbe o uso de armas de fogo para conter as manifestações, e insistiu que as balas de borracha só deverão ser usadas em determinadas condições e a uma distância que “evite possíveis consequências nocivas para os manifestantes”.

Além disso, a polícia de Buenos Aires, que responde ao governo local, é quem está à frente do dispositivo de segurança, e não a Gendarmaria – uma força de natureza militar que responde ao Executivo nacional. Isto depois da controvérsia gerada na quinta-feira, quando o projeto seria discutido em outra sessão, e ocorreu um enfrentamento entre gendarmes e manifestantes que deixou dezenas de feridos e vários detidos.

Clima de guerra

O Palácio Legislativo em Buenos Aires amanheceu hoje totalmente cercado, com o objetivo de evitar que os manifestantes, convocados por diversas organizações sindicais e sociais, pudessem chegar aos acessos do edifício e provocar incidentes.

“Desejo de todo coração que o que vivemos na quinta-feira passada não volte a acontecer. Que não exista a repressão indiscriminada que houve. Vai haver muito mais gente que na quinta-feira”, disse à imprensa durante esta manhã o deputado opositor Agustín Rossi, do grupo kirchnerista Frente para a Vitória, convencido de que esta reforma conta com o “descontentamento absoluto da totalidade dos argentinos”.

As mudanças que a reforma apresenta se concentram na modificação da fórmula para calcular os aumentos do montante econômico correspondente às reformas que, segundo o governo, permitirão aos aposentados ganhar mais em 2018, ao contrário da opinião da oposição e dos sindicatos, que consideram que isto constitui uma redução para os setores mais vulneráveis.

É por isso que a Confederação Geral do Trabalho (CGT), a maior central operária da Argentina, convocou hoje uma greve nacional de 24 horas em rejeição ao projeto.

“Estamos aqui porque vamos ser avós, velhos, e, se esta lei for aprovada, estaremos retrocedendo para um tempo em que as pessoas eram exploradas”, assinalou Carlos Cuevas, da Confederação de Trabalhadores da Educação, na manifestação diante do Congresso.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

22 comentários

  1. Esse árabe é um estrume de extema direita

    Argentino mais uma vez dando lição de cidadania aos macaquitos do Tio Sam. Basta observar esse árabe transloucado tentando rebater os comentários das pessoas como se fosse alguém inteligente rs país de analfabetos funcionais como no caso deste indivíduo. Nem as panelas os coxinhas conseguiram imitar com decência já que só mesmo playboyzinhos e patricinhas que nem sabem onde ficam as panelas em suas próprias casas que estavam se engajando nisso. Os Argentinos são muito mais politizados que os macaquitos do Tio Sam aqui do brasil.

    • الفتح - الوغد

      Procurei, num dicionário de português, pela palavra “transloucado”. Não encontrei… Procurei em swahili, e lá estava: “aquele que conversa com cães; que adestra animais”…

      Realmente, eu converso com cães como se homens fossem. Só ouço latidos em resposta…

    • para o extrume de extrema direita

      *no linguajar popular eu só quis dizer que é uma paca enlouquecida.

  2. OS BRASILEIROS NÃO CHEGAM AOS PÉS DOS ARGENTINOS…

    • الفتح - الوغد

      Curioso é que a renda média na Argentina não é melhor que aqui… Por quê será que há mais deles aqui que brasileiros lá?…

  3. Parabéns ao povo argentino. Consciente, corajoso,educado, de fibra.Não se presta para gado.E ainda temos que aturar um monte de idiotas torcendo contra a Argentina, principalmente no futebol, atiçados pelo grande verme babaca locutor da Globo.

    • الفتح - الوغد

      Oh sim!! Argentina é primeiro mundo, com renda per capita altíssima, pessoas educadíssimas e infraestrutura invejável… Percebe-se isso pelas transmissões de futebol, desse mesmo narrador que vc falou. Inclusive os estádios são um espetáculo, ultramodernos…

      Me poupe desse teu vira-latismo, cara!…

  4. Os Black Bocks da Argentina, ligados à partido de esquerda, tentaram impor à força suas idéias, contudo, no final, o bom senso prevaleceu e a Reforma da Previdência foi votada!
    Parabéns aos deputados da Argentina que votaram pela Reforma da Previdência, pois ajudaram aos mais necessitados, tirando privilégios da alta casta do funcionalismo público!

  5. Buenos Aires tem mais livrarias do que em todo o estado do Rio. Period.

    • الفتح - الوغد

      A Região Metropolitana de Buenos Aires tem a população do estado do Rio inteiro, logo esse dado não quer dizer muita coisa… Livros muitas vezes são alienantes, trazendo conhecimento superficial ou específico. Cultura geral é mais importante, e essa se adquire através de diferentes mídias-fonte, inclusive outras escritas (revistas, jornais, internet, etc.)…

    • Compare a taxa de analfabetismo entre os dois países.
      Brasileiro é engraçado, sofre de ciclotimia: alterna o Complexo de Vira-lata com patriotadas à la Galvão Bueno…

    • الفتح - الوغد

      Leste Europeu também cheio de doutores com livro sob o braço e chapéu estendido na mão… Observação deveras simplista que só serve para realçar minha retórica…

  6. E aqui vão esperar o forever ser arrombado pra depois ficar chorando, acordam ainda da tempo pra conter esta sanidade dos empresários gananciosos que não querem pagar sua parte a previdência.

  7. Arriba, hermanos!
    Já aqui, a boiada paneleira permanecerá inerte, mugindo baixinho, pois perderam a utilidade para os donos do berrante.

  8. agafjgjjkWantuil fortes Silvério

    Parabéns para os Argentinos.Seja no futebol, Seja para proteger seus direitos. VCS estão mostrando que são diferentes…. Aqui já estão armando para votar junto com carnaval…

  9. TEMOS QUE RECONHECER… OS ARGENTINOS SÃO MELHORES QUE OS BRASILEIROS, DISPARADO!!!!!!!!!!!!!!!

  10. Revoltado com político

    Se aqui no Brasil fosse assim esses políticos pensariam duas vezes antes de fazer oq fazem…

Untitled Document