sábado, 23 de junho de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Armas apreendidas como supostos milicianos serão periciadas

Armas apreendidas como supostos milicianos serão periciadas

Matéria publicada em 21 de maio de 2018, 09:21 horas

 


Armas a serem periciadas que estavam sendo utilizadas por supostos milicianos. (crédito PC)

Piraí e Rio Claro –  O delegado titular da 94ª DP (Piraí), Michel Floroschk, disse nesta segunda-feira, 21, que as armas apreendidas com quatro supostos integrantes de uma quadrilha de milicianos, serão periciadas. Os suspeitos foram presos na última quinta-feira (17), na Serra do Matoso, em Piraí.

O grupo tentou fugir pela mata, após o carro em que estavam ter rodado na pista durante perseguição policial. O veículo é um Gol branco, roubado em Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Com os suspeitos,
também foram apreendidos um revólver calibre 38; uma pistola calibre 40 e dois carregadores de .40.

As armas estavam municiadas e tinham numeração raspada. Elas serão enviadas para o Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), no Rio, onde serão periciadas.  O bando de milicianos praticava extorsões contra moradores e comerciantes da Serra do Matoso, em Piraí, e no momento em que foram presos, disseram que pertenciam à milícia de Wellington da Silva Braga, conhecido como “Ecko”, que domina a Zona Oeste do Rio.

Segundo o delegado os suspeitos costumavam cobrar entre R$ 200 e R$ 300, semanalmente, de comerciantes e moradores da Serra do Matoso. O grupo foi indiciado por organização criminosa (milícia); porte ilegal de arma de fogo de uso restrito; extorsão e receptação. Eles foram transferidos, neste final de  semana, para o Complexo Penitenciário de Gericinó, no Rio.

Untitled Document