segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Internacional / Ataques na região de Guta Oriental, na Síria, matam 5 e ferem 200

Ataques na região de Guta Oriental, na Síria, matam 5 e ferem 200

Matéria publicada em 21 de fevereiro de 2018, 09:43 horas

 


Síria – Pelo menos cinco pessoas morreram nesta quarta-feira (21) e duzentas ficaram feridas por conta de novos ataques aéreos – incluindo o lançamento de barris de explosivos – e de artilharia contra diferentes áreas da região de Guta Oriental, o principal feudo opositor dos arredores de Damasco, na Síria, de acordo com o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

As mortes ocorreram após o lançamento de dois barris de explosivos por parte de helicópteros contra a cidade de Kafr Batna. Houve feridos nesta região, além de Arbín, Ain Tarma e Saqba. O observatório acusou as forças aéreas síria e russa, bem como a artilharia do governo, pelos ataques.

Helicópteros jogam barris de explosivos

Os aviões de combate efetuaram dois bombardeios em Saqba, enquanto helicópteros jogaram barris contra Hazrama, Al Nashabie e Otaya, onde as tropas governamentais lançaram também 105 foguetes, disse a mesma fonte. Além disso, aviões que podem ser russos bombardearam Haza e Zamalka.

Na noite desta terça-feira (20), mais de cem foguetes atingiram Otaya, Hazrama e Al Nashabie, revelou o observatório. Desde o último domingo, pelo menos 251 pessoas morreram, entre elas, 58 menores, em ataques aéreos e da artilharia em Guta Oriental.

O coordenador para a Síria do Escritório da Organização das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários, Panvos Moumtzis, condenou os ataques contra seis hospitais em Guta Oriental.

Em comunicado divulgado, Moumtzis qualificou de “inaceitáveis” os bombardeios que ocorreram há dois dias contra cinco hospitais, entre eles, uma maternidade, e contra um sexto centro médico, nesta região controlada pelos rebeldes.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Favor corrigir…..o correto é Ghouta e não Guta !

Untitled Document