domingo, 22 de julho de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Bombeiro alega ter atirado contra vítimas em legítima defesa

Bombeiro alega ter atirado contra vítimas em legítima defesa

Matéria publicada em 11 de julho de 2018, 10:03 horas

 


Vídeo mostra imagens da confusão na Ilha Grande

Angra dos Reis – O delegado titular da 166ª DP (Angra dos Reis), Bruno Gilaberte, disse que o subtenente-bombeiro, de 56 anos, preso na última sexta-feira, alegou legítima defesa. Ele foi indiciado por tentativa de homicídio, após atirar em três pessoas durante uma discussão em uma festa, na Vila do Abraão, na Ilha Grande.

As vítimas sobreviveram. O suspeito explicou que teria atirado, porque estava sendo agredido por participantes do evento, que horas antes tinham assistido, na areia da praia, nos fundo uma pousada, ao jogo de futebol Brasil e Bélgica.

O delegado analisa um vídeo onde as imagens mostram o bombeiro empurrando uma mulher, que teria discutido com a esposa dele. Ele aparece sendo agredido por várias pessoas e depois atira. A ação do bombeiro não intimida, porém, o grupo que continua com as agressões. O suspeito cai no chão, e de acordo com as imagens, continua atirando.

Um dos agressores é atingido na perna e sai mancando. Um jovem pega a arma do bombeiro,  que mesmo desacordado continua recebendo ponta pés.  Outro jovem retira do bombeiro, o que viria a ser outro revólver. A discussão continua entre o grupo.

O bombeiro e as três pessoas feridas foram socorridas no Hospital Geral da Japuiba. O delegado disse que ouviu as vítimas, que relataram ter ouvido disparos de revolver contra uma das mulheres, no entanto, esse primeiro tiro não fica evidenciado no vídeo.

– O vídeo por si só não é suficiente para comprovar nenhuma das duas versões. O bombeiro alega que agiu em legítima defesa e só atirou depois de ser agredido. De fato o vídeo mostra isso, que houve uma agressão prévia seguida de disparo de arma de fogo. Nesse ponto o vídeo corrobora com versão do bombeiro. No entanto, os feridos que foram ouvidos no hospital por policiais, alegam que antes desse momento, houve um disparo de arma de fogo contra uma das mulheres e que, por isso, houve a reação que determinou os disparos subsequentes – disse o delegado.

O policial explicou que esse primeiro tiro não fica evidenciado no vídeo. Sobre a suposta pluralidade de armas, Gilaberte disse que, em nenhum momento do inquérito, ou do auto de prisão em flagrante foi mencionada a existência de duas armas, mas apenas de um revólver.

– Realmente o vídeo dá impressão de que há mais de um instrumento lesivo utilizado naquele momento, só que a imagem é muito imprecisa, não dá para discernir direito. Por enquanto a polícia trabalha com a existência de uma arma apenas – relatou o delegado.

8 comentários

  1. O leitor Cristino Gomes da Silva Cleto deve ser um “lambe ovo” de pm kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

  2. Evidente foi legítima defesa, maldita mídia querendo incriminar o bombeiro!

  3. O cara está armado e sendo agredido
    Qual a atitude tomar,delegado? Apanhar quieto pois se reagir tudo que vier do bombeiro vai ser tentativa de homicídio?
    Temos duas versões e o vídeo pra confrontar
    Dae pelo video fica evidenciado a versão do bombeiro como verdadeira dar o delegado diz que “tem que aguardar”
    Parece que não tá querendo enchergar o óbvio
    Q foi legítima defesa
    Mesmo depois de disparar, caído ele continua sendo agredido?
    Só no Brasil que isso é tentativa de homicídio por parte de quem atirou

  4. O que é retirado da cintura dele parece ser um coldre, e não uma segunda arma.

    História bem mal contada, podemos ver o vídeo mas não ouvir e muito menos saber maiores detalhes. Olhando assim me parece que estão todos errados, um querendo ter mais razão do que o outro e tudo isso com muita cachaça na cabeça.

  5. Com arma na mão vira machão! Todo pm é assim tbm. Só ele estava armado. Não houve troca de tiros. Se tivesse se retirado do local e ignorado a situação, não teria acontecido isso. Mas com arma na cintura, acha que pode tudo!

  6. Pode soltar o bombeiro
    foi legitima defesa
    deveria ter matado os agressores

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document