sábado, 25 de novembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Conselho quer potencializar turismo em Resende

Conselho quer potencializar turismo em Resende

Matéria publicada em 11 de janeiro de 2017, 21:02 horas

 


Representantes do trade se reuniram com nova gestão municipal e debateram necessidades e propostas de avanços para o setor

Turismo sustentável: Secretário Raphael Gattás (à esquerda) quer dar visibilidade às atividades turísticas de Resende (Foto: Carina Rocha/Divulgação PMR)

Turismo sustentável: Secretário Raphael Gattás (à esquerda) quer dar visibilidade às atividades turísticas de Resende (Foto: Carina Rocha/Divulgação PMR)

Resende – A definição de uma identidade para o turismo de Resende foi um dos principais temas da primeira reunião do Conselho Municipal de Turismo deste ano, na manhã desta quarta-feira (11), na CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas). Outra preocupação do trade turístico é com a baixa ocupação hoteleira na região urbana da cidade, que, por muitas vezes chega a apenas 30% dos quartos.

Durante o encontro, que contou com a participação do secretário de Indústria, Comércio e Turismo, Raphael Gattás, se discutiu ainda a necessidade de se valorizar e de se resgatar a cultura e a história do município.

Para empresários do setor hoteleiro, a criação de novas agendas, ações e eventos no calendário da cidade são vitais para ampliar a demanda de visitantes. A manutenção das áreas rurais e serranas também é uma preocupação do grupo.

– Discutimos temas básicos, como a recuperação de equipamentos e o desenvolvimento de novas estratégias para seduzir os turistas. Mas também nos aprofundamos em assuntos como a consolidação da imagem do turismo de Resende, utilizando a nova gestão municipal para o desenvolvimento de uma visão mais lúdica e profissional de nossa estrutura junto aos mercados emissores – contou o presidente do Conselho, Antônio Abraão.

Em Visconde de Mauá: Pedra Selada é um dos pontos turísticos mais conhecidos na região das Agulhas Negras (Foto: Arquivo/Marcio Fabian)

Em Visconde de Mauá: Pedra Selada é um dos pontos turísticos mais conhecidos na região das Agulhas Negras (Foto: Arquivo/Marcio Fabian)

Segundo Raphael Gattás, a acessibilidade também é um fator primordial para o aumento e a qualificação dos turistas. Segundo o secretário, o desafio é equipar os roteiros com a segurança e a mobilidade necessárias, preservando os aspectos bucólicos da região.

– Resende conta com inúmeras atividades turísticas. Nossa meta é dar visibilidade a estes equipamentos, fomentando o turismo sustentável na cidade. Em momentos de pouca liberdade financeira, como este que o país atravessa, o turismo se apresenta como um dos principais motores para o desenvolvimento regional, contribuindo diretamente para a geração e empregos e renda. Com diálogo direto com o empresariado e com os profissionais do setor, através das reuniões do Conselho, teremos condições de concluir o mapa estratégico do turismo de Resende, contemplando ações e programas nas mais diversas vertentes – explicou o secretário.

Já na próxima reunião do grupo será apresentado um modelo de aplicativo interativo para potencializar o patrimônio turístico. A ferramenta trará a lista de roteiros, gastronomia, hotéis, pontos turísticos, produção de artesanato local, ofertas de atividades esportivas. Além disso, o projeto prevê a utilização de GPS, facilitando a navegação e o deslocamento de visitantes e também de resendenses interessados em conhecer as peculiaridades locais.

14 comentários

  1. junta tudo e nao da nada, a verdade é essa… matagal, mosquito, sem asfalto, nao é taaao bonito como se pinta, e ainda um preço la nas alturas… Mil vezes Campos do Jordão. Verdade tem q ser dita gente.. é por issoque nao vai pra frente, nao é la grandes coisas, apenas uma reserva protegida, e que fique assim protegida e bem guardada.

    • liberdade e propriedade

      Campos do Jordão tem infraestrutura e um centrinho extremamente careiro, mas não tem as maravilhas naturais e bem preservadas como você mesmo citou. Não existe nada igual ao Planalto no Estado do RJ. Agora restaurantes e hotéis indicados pelo guia 4rodas temos mais.

  2. liberdade e propriedade

    Rústico, o Planalto do Itatiaia fica em Resende sim, no distrito de Engenheiro Passos, olhe os mapas ou simplesmente pesquise, Prateleiras, Morro do Couto, etc. A Serrinha não há dúvidas né?

  3. liberdade e propriedade

    Rústico, o Planalto do Itatiaia fica em Resende sim, no distrito de Engenheiro Passos, olhe os mapas e wikimapia ou simplesmente pesquise, Prateleiras, Morro do Couto, etc. A Serrinha não há dúvidas né?

  4. Quem tem uma secretaria maravilhosa de turismo é Paraty, tem eventos o ano inteiro.

  5. Meu nome é Zé Pequeno!

    Sou morador de Resende apesar de não ser natural da cidade. Sempre me perguntei porque a cidade com tantas potencialidades turísticas e econômicas nunca decolou? Temos a Serrinha do Alambari, Penedo, Parque Nacional do Itatiaia, AMAN, Parque de Exposições,etc.
    A rede hoteleira é boa e atende à todos os bolsos.
    Contudo não temos uma Feira Internacional de Livros, somente temos a festa da cidade uma vez por ano, não temos nenhum festival de música, não lutamos para termos uma universidade de Medicina ou Odontologia,etc.

  6. liberdade e propriedade

    Tem que potencializar e divulgar o Planalto do Itatiaia como maravilha resendense. A Serrinha também tem potencial turístico enorme, precisa de asfalto do portal até a vila. A Estrada Parque poderia ter cobrança de pedágio revertido em manutenção e paisagismo.

Untitled Document