domingo, 26 de março de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Esquema de vacinação se mantém normal apesar de morte no estado do Rio

Esquema de vacinação se mantém normal apesar de morte no estado do Rio

Matéria publicada em 17 de março de 2017, 18:39 horas

 


Imunização é indicada aos viajantes para áreas de risco como Minas Gerais, Espírito Santo e São Paulo

Secretaria estadual de Saúde informou que vai antecipar a vacinação para 24 municípios estratégicos (Foto: Wilson Dias/ABr)

Secretaria estadual de Saúde informou que vai antecipar a vacinação para 24 municípios estratégicos (Foto: Wilson Dias/ABr)

Sul Fluminense – O esquema de vacinação contra a febre amarela se mantém normal apesar do surgimento de dois casos da doença, do tipo silvestre, em Casimiro de Abreu, com uma morte. Na região, a vacinação continua sendo indicada aos viajantes para áreas de risco como Minas Gerais, Espírito Santo e São Paulo. Desde o início de fevereiro, Itatiaia, Quatis, Resende, Valença e Rio das Flores – municípios que fazem divisas com Minas Gerais – integram o chamado ‘cinturão de segurança’ que visava impedir a entrada da doença no Rio de Janeiro.

Em Quatis, por exemplo, a secretaria municipal de Saúde informou que 6.705 pessoas já foram vacinadas na cidade, restando ainda em estoque cerca de quatro mil doses. A expectativa é que mais vacinas sejam enviadas ao município, porém, segundo a coordenadora do serviço de imunização da prefeitura de Quatis, Aline Campbell, no momento há estoque necessário para imunizar todos os moradores que integram o chamado grupo prioritário da campanha de vacinação.

A vacinação em Quatis está sendo realizada nas unidades do Programa Saúde da Família dos bairros Nossa Senhora do Rosário, Mirandópolis, Jardim Independência e Jardim Pollastri. As doses são aplicadas de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h.

Vacinação em domicílio em Resende

Em Resende, a prefeitura informou que foram oferecidos aos moradores da zona rural e distritos, 150 doses por unidade de saúde destas regiões, mais do que o suficiente para atender toda a população dessas áreas. Ainda de acordo com a prefeitura, agentes da secretaria municipal de Saúde já iniciaram uma busca ativa para vacinar em domicílio todos os que ainda não se imunizaram.

Secretaria estadual amplia imunização

A secretaria estadual de Saúde informou que vai antecipar a vacinação para 24 municípios estratégicos, nas regiões Norte, Noroeste, Serrana, dos Lagos e no entorno da reserva do Poço das Antas, dando prioridade a população residente ou que trabalha em áreas de mata e zonas rurais.

Duzentas pessoas são vacinadas por semana em Barra Mansa

Já em Barra Mansa, a vacinação ocorre as terças e sextas-feiras, na sede da secretaria de Saúde, no Centro. As aplicações têm início às 7h e ocorre mediante a distribuição de 100 senhas por dia, ou seja, 200 pessoas são imunizadas contra a febre amarela por semana no município. A perspectiva do coordenador da Vigilância Epidemiológica, Eduardo Lacerda, é de que até o final de março haja um reforço no número de doses enviadas pela Secretaria Estadual de Saúde. Com isso, segundo ele, deve ser possível imunizar pelo menos 150 mil pessoas.

Eduardo Lacerda frisou ainda que a vacina contra a febre amarela não faz parte de uma campanha, mas sim de uma rotina de vacinação. A imunização deve acontecer com pelo menos 10 dias de antecedência da viagem.

Em Volta Redonda, quase 10 mil pessoas já foram vacinadas

De acordo com a superintendente de Atenção e Vigilância em Saúde de Volta Redonda, Flávia Lipke Enseñat, 9,5 mil pessoas já foram vacinadas contra febre amarela no município. Ela lembrou que desde o mês de janeiro, a procura pela vacina contra a doença aumentou e a secretaria municipal de Saúde vem realizando um planejamento estratégico para a distribuição da vacina. As doses estão centralizadas na UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do bairro Jardim Paraíba e sendo aplicadas as terças e quintas-feiras, das 8h às 17h.

– Tivemos uma procura bem grande antes do Carnaval, com aplicação de duas mil doses apenas no dia 16 de fevereiro, devido a realização de viagens para o Carnaval pela população de Volta Redonda para Minas Gerais ou cidades próximas a Minas – lembrou Flávia, destacando a prefeitura montou uma infraestrutura na entrada da UBSF, com tenda e água para a população, fazemos o acolhimento das pessoas e indicamos algumas para a fila de prioridade, destinada a crianças e idosos, além da distribuição de senhas.

A secretaria de Saúde solicitou ao Governo do Estado do Rio mais 40 mil doses da vacina, e a previsão é que a partir desta segunda-feira, dia 20, uma quantidade chegue a Volta Redonda. Flávia explicou que se a secretaria for atendida com as 40 mil doses, haverá a descentralização das vacinas e a distribuição em todas as 44 UBSF do município.

– A ideia é montar um esquema para oferecer à população 100 doses as terças e 100 doses as quintas-feiras, em cada uma das 44 UBSF de Volta Redonda – finalizou a superintendente de Atenção e Vigilância em Saúde.
A secretária de Saúde, Márcia Cury, fez questão de tranquilizar a população.

– Estamos planejando e nos organizando para atender a todos da melhor maneira possível. Mas, ressaltamos que não fazemos parte da área de risco, essas são medidas preventivas apenas. A recomendação é que sejam vacinadas apenas as pessoas que vão viajar para áreas de risco ou viagens internacionais – destacou Márcia Cury.

Meta de vacinação contra febre
amarela é cumprida em Valença

A secretaria de Saúde de Valença anunciou nesta semana que o município atingiu as metas pretendidas pelo Estado para a vacinação da população contra a febre amarela. De acordo com a Coordenação de Imunização, os grupos de risco foram imunizados e as localidades prioritárias estão com cobertura total.

A campanha começou pelos distritos, com foco principal na vacinação de pessoas das áreas rurais. A imunização começou em Santa Isabel com 1.682 doses, Parapeúna, 1.410 doses, Conservatória, 2.964 doses, Pentagna, 1.081 doses e Juparanã, 3.200 doses. Foram atendidas as localidades de Santa Terezinha, Mutirão da Conquista e o bairro São Francisco com o registro de 894 doses. Estão sendo disponibilizadas nos PSFs (Postos de Saúde da Família) das localidades doses da vacina para as pessoas que ainda não foram imunizadas.

Segundo a prefeitura, o objetivo é continuar fortalecendo o bloqueio contra a doença e com isso tranquilizar a população.

3 comentários

  1. PLATÃO, O FILÓSOFO

    Finalmente a Saúde em VR está saindo do CTI. Parabéns Samuca, parabéns Marcia Cury (muito copetente, por sinal), pelo feito na Saúde do município, isso já em tão pouc tempo de governo. Aliás, quero aqui elogiar também a ideía do muturão na Saúde que foi criado em Volta Redonda. Parabéns! Isso oferce dignidade ao cidadão. É esse o caminho. Obrigado, o município agradece. Aproveitanto essa eficiência, sugiro que voltem a criar o muturão na parte oncológica, por favor, tem muita gente sofrendo, morrendo aos poucos por aí. Vamos fazer algo por essas pessoas, vamos estender as mãos ao nosso próximo. A Vida agradece!

    • Nossa sempre teve mutirão da saúde em Volta Redonda, agora eficiência se apenas as pessoas que não são poucas pudessem usufruir dá saúde em VR, pois o hospital está super lotado coitado dos pacientes que permanecem no corredor por semanas e semanas.

  2. Muito bem explicado.
    Parabéns a reportagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document