quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Febre amarela mata 21 pessoas no interior do estado

Febre amarela mata 21 pessoas no interior do estado

Matéria publicada em 21 de fevereiro de 2018, 09:18 horas

 


SES confirma mais dois casos de morte por febre amarela em Angra dos Reis

 

 

Sul Fluminense

Angra dos Reis é a cidade com o maior número de mortes por febre amarela, somando nove óbitos. Os dois últimos casos foram confirmados pela Secretaria Estadual de Saúde, na noite de hoje (21). Os casos são de dois turistas que contraíram a doença na Ilha Grande.Além desses casos, de acordo com o informe epidemiológico, Vassouras entrou nas lista das cidade com caso registrados, com um óbito.Valença continua liderando o total de casos confirmados de febre amarela, agora com 18 ao todo, sendo seis óbitos. Com isso, a doença já fez 21 vitimas no interior do estado.
Os novos dados impulsionam o totalizador da doença no estado do Rio de Janeiro, que desde janeiro deste ano registra 82 casos de febre amarela silvestre em humanos, sendo 37 mortes. Cidades do interior ainda são as responsáveis pela maioria dos casos 41 exames confirmados da doença e 21 mortes. Dados da Secretaria Municipal de Angra dos Reis informam que 98% da população da Ilha Grande foi vacinada. A campanha de imunização continua com o objetivo de vacinar moradores que residem em locais afastados.
A febre amarela surge ainda nos seguintes municípios: 11 casos, em Teresópolis, sendo seis óbitos; 7 casos, em Nova Friburgo, sendo três óbitos; Petrópolis, Miguel Pereira, Vassouras e Paraíba do Sul, seguem com um caso em cada cidade. Carmo e Maricá registram dois casos, um em cada município. Duas Barras segue com cinco pessoas com a doença e Cantagalo também registra cinco outros casos, sendo três óbitos nesta cidade. Rio das Flores aparece com três registros de febre amarela em humanos e duas mortes e Sumidouro com seis casos da doença e dois óbitos. E agora um caso confirmado em Vassouras, sendo um óbito.

Macacos

Os registros de febre amarela em macacos também vem aumentando no estado. Volta Redonda lidera o número de casos da doença, com cinco animais mortos, quatro deles, anunciados pela Secretaria Municipal de Saúde e um deles inserido no boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde. Outros nove animais mortos por conta da doença foram registrados nas seguintes cidades: Niterói, Angra dos Reis (Ilha Grande), Barra Mansa, Valença, Miguel Pereira, Duas Barras, Paraty, Engenheiro Paulo de Frontin e Araruama. A vacinação contra a febre amarela segue em todas as localidades do estado e a SES reforça a importância das pessoas que ainda não se vacinaram buscarem um posto de saúde próximo de casa para serem imunizadas.

Desde o começo do ano foram registrados 77 casos de febre amarela silvestre em humanos.

Desde o começo do ano foram registrados 77 casos de febre amarela silvestre em humanos.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Não entendo esses turistas desinformados. Hj com internet é simples verificar problemas locais, previsão do tempo e demais informações do destino turístico. P.ex. minha próxima viagem para Síria levarei colete, capacete, cantil e instruções de guerra.

Untitled Document