quinta-feira, 23 de novembro de 2017

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Governo transfere presos que gravaram vídeo sobre falta d’água

Governo transfere presos que gravaram vídeo sobre falta d’água

Matéria publicada em 10 de janeiro de 2017, 14:14 horas

 


Rio – A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) do Rio de Janeiro informou nesta terça-feira (10) que identificou os seis presos que gravaram um vídeo com celular para denunciar a falta de água na Penitenciária Lemos de Brito (Bangu 6).

Os internos foram punidos pelo uso do celular, com detenção no Regime Disciplinar Diferenciado com a transferência para a Penitenciária Laércio da Costa Pelegrino (Bangu 1), no Complexo Penitenciário de Gericinó, também conhecido como Complexo de Bangu, na zona oeste da cidade.

Em nota, a Seap informou ainda que o abastecimento de água está sendo normalizado no Complexo de Bangu.

Superlotação de presídios

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) informou ontem (9) que está acompanhando o problema de abastecimento de água no Complexo Penitenciário de Gericinó.

O MP apurou, junto à Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae), responsável pelo abastecimento do Grande Rio, e à Seap que o problema se deve ao aumento do consumo de água na região do complexo e à perda de pressão do sistema, que, segundo a Cedae, deve-se a uma tentativa de furto que provocou um vazamento na adutora da região.

De acordo com o MP, o problema é ampliado devido à superlotação do sistema penitenciário.

 

5 comentários

  1. Pobre pode ficar sem agua. Vagabundo nao.. so nesse pais.. viva os direitos humanos.

  2. rola cantina lá dentro dos barões do presidio,cigarros etc.Brasil país sujo corrupto de gente desonesta nojenta.Esses presos têm que tomar vergonha na cara e ser homem,aliás pra maioria pelotão de fuzilamento.

  3. No hospital pode entrar água a qualquer momento,la no presidio quando falta quem tem dinheiro compra na cantina la dentro quem não tem fica na falta.

  4. Eles tem que tomar é vergonha na cara,presidio é maquina de dinheiro publico no ralo com um tratamento sub-humano como vão ressocializar preso desse jeito,não tendo nem água para beber e essa historia que preso custa mais de 3,500 é lorota quem leva as coisas é a família e ainda transfere eles como forma de punição!só se é para punir a família fdp!!!

  5. E quando falta água nos hospitais?

Untitled Document