segunda-feira, 22 de outubro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / INSS reduzirá agendamento presencial a partir do dia 21

INSS reduzirá agendamento presencial a partir do dia 21

Matéria publicada em 16 de maio de 2018, 11:38 horas

 


Atualmente, o segurado precisa agendar uma ida ao INSS para levar documentos. (crédito AB)

Brasília – A partir de segunda-feira (21), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deixará de agendar o atendimento presencial para salário-maternidade e aposentadoria por idade urbanos. Agora, o segurado deverá acessar o Meu INSS ou ligar para o 135 e, em vez de agendar uma data para ser atendido, receberá direto o número do protocolo de requerimento, eliminando a etapa do agendamento.

Atualmente, o segurado precisa agendar uma ida ao INSS para levar documentos e formalizar o pedido. Com o novo modelo, ao fazer o pedido, o cidadão acompanha o andamento pelo Meu INSS ou pelo telefone 135 e, somente se necessário, será chamado à agência. Nos casos em que as informações previdenciárias necessárias para o reconhecimento do direito já constarem nos sistemas do INSS, será possível então a concessão automática do benefício, isto é, a distância.

Segundo o INSS, com a mudança, não haverá mais falta de vaga e, caso precise ir a uma agência para apresentar algum documento, o cidadão terá a garantia de ser atendido perto da residência. O instituto diz ainda que a mudança representa o fim do tempo de espera para ser atendido.

Atualmente, o Meu INSS tem mais de 7 milhões de usuários cadastrados e é acessível pelo computador ou celular. O sistema, que está sendo aprimorado, conta com um canal que permite ao cidadão acompanhar o andamento do seu pedido sem sair de casa, consultar extratos e ter acesso a outros serviços do INSS.

O instituto vai ampliar cada vez mais a lista de serviços agendáveis. A partir do dia 24, serviços que antes eram prestados somente no atendimento espontâneo serão realizados com dia e horário marcados, bastando fazer seu agendamento pelo Meu INSS ou o telefone 135.

Veja a lista dos serviços que passarão a ser agendáveis:

Alterar meio de pagamento; Atualizar dados cadastrais do beneficiário; Atualizar dados do Imposto de Renda – Atualização de dependentes; Atualizar dados do Imposto de Renda – Declaração de Saída Definitiva do País; Atualizar dados do Imposto de Renda – Retificação de Dirf; Cadastrar Declaração de Cárcere; Cadastrar ou atualizar dependentes para salário-família; Cadastrar ou renovar procuração; Cadastrar ou renovar representante legal; Desbloqueio do benefício para empréstimo; Desistir de aposentadoria; Emitir Certidão de Inexistência de Dependentes Habilitados; Pensão por morte; Emitir Certidão para Saque de PIS/Pasep/FGTS; Reativar benefício; Reativar benefício assistencial à pessoa com deficiência, suspenso por inclusão no mercado de trabalho; Renunciar a cota de Pensão por Morte ou Auxílio-Reclusão; Solicitar Pagamento de Benefício não Recebido; Solicitar valor não recebido até a data do óbito do beneficiário;Suspender benefício assistencial à pessoa com deficiência para inclusão no mercado de trabalho


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document