segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Percentual de crianças vacinadas contra a gripe está abaixo da meta em Barra Mansa

Percentual de crianças vacinadas contra a gripe está abaixo da meta em Barra Mansa

Matéria publicada em 12 de junho de 2018, 11:28 horas

 


Município orienta pais a levarem filhos para vacinar contra gripe. (crédito Divulgação)

Barra Mansa – A Campanha de Vacinação contra a Influenza imunizou 78,21% do público alvo, somando pelo menos 50 mil pessoas, no município. A meta, no entanto, de acordo com o secretário municipal de saúde, Sérgio Gomes, é totalizar 90% da população alvo. As crianças estão entre os que mais preocupam profissionais de saúde. Esse grupo soma até agora 55,22% de público alvo imunizado.

A coordenadora do setor de Imunização da Secretária de Saúde, Marlene Fialho que avaliou esse que esse percentual esta baixo disse que o município vem alertando pais sobre os riscos da gripe,  durante o período de inverno, quando a incidência de vírus circulantes é maior. “A gripe, em decorrência da aglomeração de pessoas em ambientes fechados, é a que mais se registra”, disse Marlene, lembrando que mesmo a criança apresentando quadros de febrícula ou coriza não há contra indicação médica na realização da vacina, pois a dose é única maneira de assegurar prevenção e proteção aos menores.

Além da orientação o município mantem as UBS (Unidades Básicas de Saúde) abertas das 8 às 17 horas, no decorrer desta semana. No Centro do Idoso, no Ano Bom, a imunização será específica para atender a terceira idade. São asseguradas proteção contra os três subtipos do vírus de maior incidência: H1N1, H3N2 e Influenza B.

Marlene Fialho  lembrou que há ofertas de vacinas em todos os postos. “Queremos envolver toda a sociedade nesta reta final da campanha, pois embora a gripe não seja considerada uma doença grave, entre os grupos prioritários pode agravar o estado de saúde do paciente”, ressaltou.

Mais 

Os trabalhadores da saúde foram os que mais atenderam ao chamado da vacinação com 112% desse público imunizado. Logo depois vem as puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), com 95,93%; seguidas de professores das redes pública e privada de ensino, com 91,38% e de gestantes com 82,79%. Os idosos somam 82,21%.

Até o último dia 2 de junho foram registrados em todo o país 2.315 casos de infecção pelo vírus influenza, com 374 mortes. Deste total, 1.395 casos e 243 óbitos foram pelo vírus designado H1N1. Já o vírus tipo H3N2 registrou 463 casos e 70 mortes. Por fim, foram 236 registros de influenza B, com 29 óbitos, e os outros 221 de influenza A em que não foram estabelecidos os subtipos, com 32 mortes”, alertou a coordenadora.

Praticamente todas as pessoas com mais de 6 meses de vida podem ser vacinadas contra a gripe. A contraindicação fica por conta da alergia ao ovo. Como o preparo da vacina utiliza ovos de galinha, as pessoas alérgicas podem desenvolver reações.

Vacina 

Segundo o ministério, após o fim da campanha, caso ainda sobrem vacinas nos estados e municípios, a imunização poderá ser ampliada para crianças de cinco a nove anos de idade e adultos de 50 a 59 anos. A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e também é respaldada por estudos epidemiológicos e observacionais do comportamento das infecções respiratórias.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Depois não vai reclamar do governo!!!!!!!

Untitled Document