terça-feira, 25 de setembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Polícia prende suspeito de furtos em caixas eletrônicos e tráfico, em Angra dos Reis

Polícia prende suspeito de furtos em caixas eletrônicos e tráfico, em Angra dos Reis

Matéria publicada em 11 de janeiro de 2018, 12:42 horas

 


Polícia prende suspeito de participar de roubo

Polícia prende suspeito de participar de roubo a caixa eletrônico

Angra dos Reis -Policiais militares do 33º batalhão prenderam, nesta quinta-feira (11), Paulo Roberto da Cunha Rocha de Moraes, conhecido como “Pimpolho”, suspeito de comandar o tráfico de drogas no bairro Areal. Além disso, ele tinha um mandado de prisão em aberto por participação em roubos a caixas eletrônicos.

Os policiais foram até a Rua Laranjal, no Areal, para verificar um endereço onde Pimpolho estaria escondido. Ao chegarem no local indicado, o suspeito teria tentado fugir pela janela dos fundos do imóvel. No entanto, como a casa estaca cercada, Pimpolho acabou detido por um policial.

Após a detenção, os PMs realizaram uma busca no imóvel onde Pimpolho estava escondido, mas nada de ilícito foi encontrado. Por outro lado, os PMs foram checar a informação de que um veículo marca Hyundai, modelo Santa fé, estava sendo usado pelos traficantes da localidade e que estava estacionado na mesma rua da casa onde estava Pimpolho.

Dentro do carro, os policiais encontraram uma pistola marca Glock 22, 78 munições calibre.9mm, quatro munições calibre .40, sete munições calibre 556, três carregadores de pistola calibre .40, um porta carregador para pistola, dois carregadores de fuzil calibre 556. Dois coldres para pistola, três rádios transmissores marca balfeng com base para carregar, duas baterias para rádio balfeng, 13 pequenos tabletes de maconha e um pino de cocaína. Além disso, havia no veículo farto material para endolação.

3 comentários

  1. Smilodon Tacinus - O Emir Cicutiano

    Grand Theft Auto: Bay of the Kings…

  2. carlos roberto silveira

    Caixas eletrônicos a vitima da vez.

    Quando ocorre algum crime nos caixas, tem que se observar que o inicio desta festa nos crimes começa pela falta de observação da Policia federal.

    Explicando: os bancos todo ano tem que apresentar a PF um plano de segurança onde deve constar as condições de segurança, La esta escrito que no plano tem que recepcionar o artigo 111 da portaria 3233/12, de origem da Lei 7102/83.Ate aqui já se percebe que a PF não esta observando o que diz a lei. Se fosse feito não aconteceria tantos assaltos e roubos, nos caixas.

    Agora vem o pior desses acontecimentos, se acontece este crime e a lei diz que tinha que ter os segurança(chamados vigilantes), claro a seguradora não vai pagar o premio, o pior vem agora com o furto ou roubo , no local que a lei diz que tinha que ter segurança , e não tinha, este valor, será colocado no balanço anual do banco como dinheiro não recebido, quem vai pagar é o cliente, pois esses valores fazem parte do custo do banco , viu que é você que vai pagar ˜!!!, além de ser o setor que mais cresce no pais. A sua custa.

    O bom desta situação, os sindicatos desse segmento em todo o pais tem buscado as câmaras municipais, para dar mais garantias aos funcionários dos bancos e mais empregos para os vigilantes , com projetos de lei e centenas de cidades principalmente no sul , já conta com essas leis aqui no estado se são Paulo tem avançado , no Guarujá , já é lei na baixada santista o sindicato já conta com a câmara de santos que estada o projeto , São Vicente , praia grande Cubatão e outras já tem alguma conversa com diversos vereadores para propor mesmo texto: A base para o município propor lei municipal , esta no Artigo 31 da Constituição Federal, e uma decisão do min Marco Aurélio Mello do STF, e os sindicatos tem sim responsabilidade em buscar esta decisão a procurar as câmaras municipais, pois o cidadão , o trabalhador, o cliente, vivem no munícipio.

    Aqui fica nosso protesto contra a PF , que, como diz o dito popular que estão fazendo vista grossa, isto é suficiente , para alguém fazer uma denuncia ao Ministério Publico federal contra a PF .

    Carlos roberto silveira, silveira2090@gmail.com

    São Paulo. 22/10/2017

Untitled Document