quinta-feira, 20 de setembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Intervenção no Rio Slider / Revista em presídio do Rio com apoio do Exército encontra 48 celulares e drogas

Revista em presídio do Rio com apoio do Exército encontra 48 celulares e drogas

Matéria publicada em 21 de fevereiro de 2018, 19:12 horas

 


Tropas federais fizeram vistoria em presídio que teve rebelião

Tropas federais fizeram vistoria em presídio que teve rebelião


Rio –
A operação de revista na Penitenciária Milton Dias Moreira, em Japeri, realizada nesta quarta-feira (21) com apoio de tropas do Exército, encontrou 48 aparelhos celulares que eram utilizados pelos presos. Também foram encontradas cocaína e maconha. O balanço foi divulgado pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

Os militares chegaram no início da manhã ao presídio, que foi palco de rebelião no último domingo (20). Além de cães farejadores, foram usados aparelhos para detectar presença de armas enterradas. Participam 100 inspetores de segurança e administração penitenciária, 30 integrantes do Grupamento de Intervenção Tática da Seap e cerca de 250 militares do Exército.

A varredura na unidade, que fica na Baixada Fluminense, começou às 8h35 e terminou às 14h. Os presos foram retirados dos pavilhões e alas para não haver contato direto com os militares. Segundo nota da Seap, além dos celulares, foram encontrados 205 envelopes com um pó branco, 151 pacotinhos com erva picada e três tabletes pequenos com característica de maconha.

Segundo a Seap, o titular da secretaria, David Anthony Gonçalves Alves, considerou que a varredura demonstrou “capacidade de integração e cooperação entre as forças federais e estaduais, o que permite estabelecer um protocolo de atuação conjunta de forma sistemática”.

Entre domingo e segunda-feira, houve uma rebelião na Penitenciária Milton Dias Moreira, que foi controlada. Ao todo 18 pessoas chegaram a ficar reféns dos presidiários, sendo oito agentes da secretaria e dez detentos.

Um comentário

  1. O diretor desse presídio deveria ser preso.

Untitled Document