Rio reduz ICMS do diesel mas estradas ainda estão tomadas por manifestantes - Diário do Vale
domingo, 19 de agosto de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Rio reduz ICMS do diesel mas estradas ainda estão tomadas por manifestantes

Rio reduz ICMS do diesel mas estradas ainda estão tomadas por manifestantes

Matéria publicada em 25 de maio de 2018, 07:39 horas

 


Governador reduz ICMS do diesel e greve é suspensa por dois dias. (crédito Divulgação)

Rio – Os caminhoneiros decidiram interromper a paralisação no estado por 48 horas e aguardar as negociações em Brasília. A medida foi anunciada durante reunião entre os manifestantes e o governador Luiz Fernando Pezão que se comprometeu a reduzir em quatro pontos percentuais (de 16% para 12%) a alíquota de ICMS sobre o diesel no Estado do Rio, equiparando o tributo ao praticado no Estado de São Paulo. Poucos minutos após a reunião houve acordo das entidades, que representam a classe, com o Palácio do Planalto, com a suspensão da greve por 15 dias.

O anúncio do governador foi feito em reunião com representantes dos caminhoneiros, na noite desta quinta-feira, no Palácio Guanabara. O encontro foi intermediado pelo presidente em exercício da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), e teve a presença ainda do secretário de Fazenda, Luiz Cláudio Gomes. Pezão afirmou que a redução do diesel será feita por decreto, que deve ser publicado até segunda-feira no Diário Oficial. O governo estadual também estuda mudar o recolhimento do ICMS do setor de transportes de cargas, que passaria a ser cobrado das empresas de transportes e não mais das transportadoras.

Manifestações

Apesar do anúncio da interrupção de greve, diversos estados ainda enfrentam paralisações de caminhoneiros que continuam às margens das rodovias. Ainda há presença de caminhoneiros no acostamento da BR-393 (Lúcio Meira).  Em Paraíba do Sul, no Sul Fluminense, no km 182, veículos de carga estacionados em postos de gasolina e faixa de domínio. Trânsito de outros veículos fluindo. Em Volta Redonda, no Sul Fluminense, no km 281, veículos de carga estacionados em postos de gasolina e faixa de domínio. Trânsito de outros veículos fluindo.  Em Barra do Piraí, no Sul Fluminense, no km 247, veículos de carga estacionados em postos de gasolina e faixa de domínio. Trânsito de outros veículos fluindo.

Dutra – BR 116

Em Seropédica, na Região Metropolitana, no km 204/206, presença de manifestantes no acostamento, em ambos os sentidos. Não há interdição de faixa. Em Barra Mansa, no Sul Fluminense, no km 268/269, presença de manifestantes no acostamento, sentido São Paulo. Trânsito fluindo normalmente. Ainda em Barra Mansa, no km 276/278, presença de manifestantes no acostamento, sentido Rio. Trânsito fluindo normalmente.

5 comentários

  1. tem que baixar gasolina também e ICMS das mercadorias povo nao adianta só baixar diesel tem que baixar ICMS de tudo agua energia gás GNV tudo tem impostos deve se abaixar
    tem que fecha as pistas com carros de passeios também parar mesmo o Brasil porque tem posto
    vendendo dia da liberdade sem imposto gasolina a 2.99 heim resto tudo de impostos ae 4,99 5,55 e assim por diante

  2. Verdade… Todo mundo apoia, como estamos fazendo, mas trabalhadores de outras áreas não são agraciados com baixa de nada, só aumentos… Baixou diesel, quem vai pagar ? Nós… Aumenta remédio, comida, luz, água e só levamos ! Pq não baixa gasolina e gás de cozinha ? Pq vendem gasolina para fora, países vizinhos, de fronteira, a 1/3 do preço que pagamos ? De saco cheio, isto sim… Apoiamos manifestação onde só vamos levar ferr…

  3. Engraçado é o povo preguiçoso pedindo para os caminhoneiros solicitar a baixa do combustível em geral. Kkkk
    Ninguém faz nada, correm para os postos e encham o tanque só para nao ficar sem carro e esperar os caminhoneiros brigar….
    Se tiver um pedido da população deixar o carro 2 dias em casa começam a choradeira de pessoas falando que precisam do carro, que carro no casa dela é necessidade…. só se for necessidade de conforto… kkkk

  4. E os impostos sobre a gasolina, baixaram quanto????
    A greve tem que continuar. Pressão neles, por menos corrupção e roubo nesse país. Não é o trabalhador honesto que tem que pagar pelo roubo destes bandidos engravatados. A população não tem que pagar essa conta, pra eles continuarem roubando e comprando votos de deputados. A luta tem que continuar!!!

  5. A Petrobras é um monopólio. Não pode estabelecer uma política de preço como deseja sem ter mecanismos e fator moderador determinado pelo Estado. Libera para outras petroleiras refinarem petróleo no país e aí vamos ter competição e quero ver a “nossa petroleira” bancar marra. A empresa é estatal e NÃO PODE comportar-se como privada sendo e tendo todos os privilégios de ser monopólio.

Untitled Document