domingo, 18 de fevereiro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Secretaria Estadual de Saúde esclarece dúvidas sobre febre amarela

Secretaria Estadual de Saúde esclarece dúvidas sobre febre amarela

Matéria publicada em 18 de janeiro de 2018, 12:30 horas

 


Rio e Sul Fluminense – A partir das 14h30min, desta quinta-feira (18), especialistas da Secretaria de Estado de Saúde especialistas estarão esclarecendo dúvidas de internautas sobre Febre Amarela. O bate-papo online, será transmitido ao vivo pela página do Facebook do Governo do Estado,

Os internautas poderão enviar perguntas pela rede social através da página do Governo do Rio: facebook.com/governodorio. A doença vem fazendo vítimas em diversas localidades do estado. Na Região Sul Flumienense, a cidade com maior incidência de febre amarela é Valença, onde a SES registrou 15 casos suspeitos e três confirmados, sendo que dois deles, morreram por conta da doença.

Em Volta Redonda, um homem de 32 anos, também morreu neste fim de semana, após retornar de Paraty, onde passou o réveillon. A vítima era adepta de caminhadas em matas e chegou em casa, passando mal. Por medidas de segurança a Secretaria Municipal de Saúde recolheu material para enviar ao laboratório a fim de detectar possíveis causas do óbito.

Em Barra Mansa, a assessoria de imprensa da Prefeitura, informou que a morte do jovem de 19 anos, ocorrida na UTI da Santa Casa de Misericórdia na madrugada desta quarta-feira, dia (17), está sendo investigada pelo setor de epidemiologia da Secretaria, pela Fiocruz e o Instituto Noel Nutels.

Apesar de não apresentar sintomas de febre amarela, a investigação está sendo feita devido ao surgimento de casos da doença em cidades limítrofes com Barra Mansa, como Valença. Os resultados dos exames devem ser concluídos em 15 dias.

Segundo a Secretaria de Saúde, antes de ser encaminhado para a Santa Casa, o paciente deu entrada na UPA (Unidade de Pronto Atendimento), onde foi imediatamente atendido e posteriormente transferido para a Santa Casa.

A Santa Casa encaminhou o corpo da vítima para o IML (Instituto Médico Legal), que, através de laudo apontou óbito provocado por edema pulmonar e infecção respiratória.

 

2 comentários

  1. Platão, o Filósofo

    E que tal a Secretaria vir a público informar sobre o resultado do exame da morte desses macaco, aqui na região? Até hoje só sabemos das mortes dos macacos; nada além. E se algum engraçadinho estiver matando esses animais só para desesperar ainda mais a alarmada população?

  2. Link não apresenta nenhum chat….

Untitled Document