quinta-feira, 21 de junho de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Servidores do ICMbio fazem paralisações temporárias nos parque nacionais

Servidores do ICMbio fazem paralisações temporárias nos parque nacionais

Matéria publicada em 27 de maio de 2018, 16:42 horas

 


Na região, a manifestação está concentrada na entrada do Parque Nacional de Itatiaia

Itatiaia – Servidores do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) estão deste do último dia 25 fazendo paralisações temporárias com o fechamento entradas de acesso aos parques nacionais do Brasil. No Sul Fluminense, a categoria está concentrada na entrada do Parque de Itatiaia.

O objetivo do movimento é conscientizar os visitantes, e a população de modo geral, sobre a decisão do Governo Federal de ter nomeado para a presidência do ICMBio, Cairo Tavares de Souza, que era assessor parlamentar do PROS.

Os manifestantes entendem que Cairo não tem perfil técnico para assumir o cargo. Segundo os servidores, além de muito jovem, ele não teria nenhuma formação profissional ou qualquer experiência sobre meio ambiente para assumir a presidência do ICMBio.

– O indicado a presidente da instituição é diretor da Fundação Ordem Social, ligada ao PROS e sócio de uma empresa de comércio varejista de bebidas em Valparaíso de Goiás. Inacreditavelmente não consta que tenha qualquer experiência em gestão sócioambioental – diz trecho da carta aberta à sociedade, escrita pelos manifestantes.

Neste domingo, os funcionários da reserva ambiental de Itatiaia realizaram um movimento de conscientização de 11h às 12 hs, com fechamento temporário nesse período ao acesso ao parque. Foram distribuídos a  panfletos aos visitantes, e os convidando a se unirem a luta deles, e prol da proteção do patrimônio natural e promoção do desenvolvimento socioambiental.

O ICMBIo é responsável pela gestão de 333 unidades de conservação que corresponde m a 9% do território continental e 24% do território marinho, bem como a coordenação e implementação  de estratégicas para as espécies ameaçadas de extinção.

– Uma missão como esta não pode ser entregue a dirigentes sem experiências na área socioambiental, por mera conveniência política – explica outro trecho da carta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document