ÔĽŅ Temer pede estudos para avaliar redu√ß√£o do g√°s de cozinha para baixa renda - Di√°rio do Vale
quinta-feira, 16 de agosto de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Temer pede estudos para avaliar redução do gás de cozinha para baixa renda

Temer pede estudos para avaliar redução do gás de cozinha para baixa renda

Matéria publicada em 9 de fevereiro de 2018, 19:04 horas

 


 Negociando: Gás de cozinha tem uma nova política de marcação de preços

Negociando: Gás de cozinha tem uma nova política de marcação de preços


Bras√≠lia –
O presidente Michel Temer determinou √† √°rea t√©cnica do governo a realiza√ß√£o de um estudo sobre a viabilidade de redu√ß√£o do pre√ßo do g√°s de cozinha para a popula√ß√£o de baixa renda. Ainda n√£o h√°, portanto, uma decis√£o a respeito do tema. As informa√ß√Ķes s√£o da assessoria de imprensa da Presid√™ncia da Rep√ļblica.

O tema foi tratado entre o presidente e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, nesta sexta-feira (9). Ao sair do minist√©rio para a reuni√£o com o presidente, no Pal√°cio do Planalto, o ministro afirmou que, at√© agora, a √ļnica coisa concreta √© a preocupa√ß√£o do governo sobre o assunto.

Mais cedo, Temer afirmou, em entrevista √† R√°dio Gua√≠ba, que governo estuda medidas para reduzir o impacto do pre√ßo do g√°s de cozinha para os mais pobres, a serem anunciadas em breve. ‚ÄúHouve aumento no botij√£o do g√°s de cozinha e estou examinando uma f√≥rmula de compensar esse aumento para os mais pobres porque √© para eles que o g√°s de cozinha tem um efeito muito grande‚ÄĚ, disse.

O governo tamb√©m tem olhado com desconfian√ßa para os aumentos da gasolina nos postos. Temer tamb√©m disse considerar uma ‚Äúagress√£o ao consumidor‚ÄĚ o fato de que as redu√ß√Ķes de pre√ßos da gasolina anunciadas pela Petrobras nas refinarias n√£o s√£o repassadas √†s bombas.

Segundo o presidente, o governo n√£o vai permitir esse comportamento e foi determinado que a Pol√≠cia Federal e o Conselho Administrativo de Defesa Econ√īmica (Cade) fiscalizem os postos.

5 coment√°rios

  1. Estamos pagando caro, muito caro a conta da recupera√ß√£o da Petrobr√°s, venho sofrendo muito com esses aumentos dos combust√≠veis, ja que uso carro para o trabalho. Esse”vampiro” j√Ę nos enfiou essa maldita reforma trabalhista as custas de muita barganha entre esses deputados vendidos e viciados no poder. Os programas sociais precisam estimular as pessoas a trabalharem e n√£o a ficar vivendo de “esmolas”.

    O povo brasileiro √© muito permissivo e pacato √† todas as arbitrariedades contra seus interresses…..Maisss aahhhh deixa pra l√°, afinal tem carnaval..

  2. Smilodon Tacinus - O Emir Cicutiano

    O aumento dos derivados de petr√≥leo t√™m o objetivo latente de recuperar a combalida Petrobr√°s. N√£o h√° outra justificativa…

  3. VAI VENDO a√≠! Aumentam 50% e para se aparecer “bonzinho com os analfabetos funcionais e analfabetos pol√≠ticos” pede redu√ß√£o para 40%. Como o aumento devia ser a reposi√ß√£o da infla√ß√£o ficando em 40% devido a redu√ß√£o, ent√£o fica bem superior.

    Vamos aguardar os ELEITORES DE BANDIDOS do PMDB virem aqui aplaudir.

    • E ainda a infla√ß√£o est√° baixa (for√ßada) mesmo com aumento absurdo do g¬īs de cozinha entre outros.

      Só bobo acredita que a inflação está baixa.

  4. Mais uma BOLSA. A bolsa g√°s. √Č por estas e outras que estes pol√≠ticos safados se mant√©m no poder. Tem que abaixar o valor para todos os usu√°rios, assim como o valor absurdo dos combust√≠veis. Como pode o Paraguai vender Gasolina pura IMPORTADA DO BRASIL a 2,60 ? Vamos trocar TODOS os Pol√≠ticos na Pr√≥xima elei√ß√£o. N√£o a RE-ELEI√á√ÉO.

Untitled Document