terça-feira, 20 de novembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Internacional / Terremoto de 6,1 graus deixa 3 mortos e mais de 200 feridos no Japão

Terremoto de 6,1 graus deixa 3 mortos e mais de 200 feridos no Japão

Matéria publicada em 18 de junho de 2018, 08:39 horas

 


Japão – Um terremoto de 6,1 graus de magnitude sacudiu nas últimas horas o oeste de Japão e causou a morte de pelo menos três pessoas, incluindo uma menina de nove anos, e mais de duzentos feridos, segundo informou o governo.

O porta-voz governamental, Yoshihide Suga, informou que pelo menos três pessoas morreram em razão do terremoto, enquanto a emissora pública “NHK” fala em mais de 230 feridos em seis cidades da região.

Os três mortos confirmados são uma menina de nove anos que morreu devido ao desmoronamento de um muro em um colégio na cidade de Takatsuki (na região de Osaka), um homem de 85 sobre quem caiu uma estante na sua casa em Ibaraki (na mesma cidade) e outro homem de 80 que ficou soterrado sob uma parede (também em Osaka).

O terremoto aconteceu às 19h58 de ontem (17) em Brasília e teve seu hipocentro a 13 quilômetros de profundidade na cidade de Osaka, na ilha de Honshu – a maior do arquipélago japonês – e a cerca de 500 quilômetros a oeste de Tóquio, informou a Agência Meteorológica do país (JMA, na sigla em inglês).

Sem alerta de tsunami

O tremor, pelo qual não foi emitido alerta de tsunami, atingiu o nível 6 na escala japonesa fechada de 7 graus (centrada no grau de agitação na superfície) em Osaka e de 5 em Kioto. A JMA avaliou em um primeiro momento a intensidade do terremoto em 5,9 graus e o seu hipocentro em dez quilômetros, mas atualizou os dados horas depois. Além disso, vários prédios nas cidades de Osaka e Takatsuki desmoronaram e pegaram fogo, segundo as imagens da “NHK”.

O tremor causou a suspensão do serviço de trem-bala na região, assim como dos serviços ferroviários locais das cidades de Osaka, Shiga, Hyogo, Kioto e Nara, que retomaram a sua atividade horas depois.

O fornecimento de energia elétrica já foi recuperado na região depois que cerca de 170 mil casas tiveram cortes de eletricidade, enquanto 110 mil não têm gás e, segundo a empresa Osaka Gas, demorarão perto de dez dias para ter o serviço restabelecido. Algumas cidades sofrem com cortes de água e também aconteceu a inundação de algumas áreas em Osaka por causa de rupturas nas tubulações.

Segundo o Ministério de Saúde, alguns hospitais da região sofreram danos nas suas infraestruturas, assim como cortes de água, paralisações nos elevadores e escassez de pessoal, já que alguns trabalhadores não puderam chegar ao trabalho devido à falta de transporte. O aeroporto de Kansai (Osaka), o mais importante do oeste do Japão, foi fechado enquanto se revisava o estado das suas pistas, enquanto no segundo maior aeroporto desta cidade foram cancelados 80 voos.

Segundo afirmou a JMA, é a primeira vez que Osaka registra um terremoto desta intensidade desde que, em 1923, estes dados começaram a ser registrados. Tremor de magnitude 5,6 sacode a Guatemala Um tremor de magnitude 5,6 na escala aberta de Richter foi registrado neste domingo na Guatemala sem que até o momento se tenha informado que tenha causado danos materiais ou pessoais.

Segundo a informação preliminar do Instituto Nacional de Sismologia, Vulcanologia, Meteorologia e Hidrologia (Insivumeh) da Guatemala, o tremor aconteceu às 20h32 (horário local, 23h32 em Brasília) e teve seu epicentro a 99,7 quilômetros ao sul de Escuintla, a 80 quilômetros de profundidade no oceano Pacífico.

Embora o tremor tenha sido reportado como sensível em diferentes partes do país, por enquanto as autoridades não têm informações de danos, embora continuem observando a situação.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document