sexta-feira, 30 de julho de 2021 - 02:07 h

TEMPO REAL

 

Capa / Aniversário de Volta Redonda 2021 / Câmeras de alta definição monitoram Centro e bairros

Câmeras de alta definição monitoram Centro e bairros

Matéria publicada em 17 de julho de 2021, 16:04 horas

 


Prefeitura aposta em tecnologia e investimento no social para garantir segurança da população

Ruas de Volta Redonda são monitoradas por câmeras de segurança

Voltar a ser referência na segurança pública. Esse é um dos objetivos do prefeito Antonio Francisco Neto neste primeiro ano de mandato. O chefe do Executivo aposta na tecnologia aliada a investimentos no social para tornar Volta Redonda mais segura e modelo para outras cidades. Para isso, o governo municipal prepara o lançamento do projeto “VR Mais Segura” que prevê a compra de 581 novas câmeras de monitoramento com a reativação de cabines da Polícia Militar nas principais entradas da cidade, reabriu 22 CRAS (Centros de Referência de Assistência Social) que haviam sido fechados e vem promovendo a retomada de oficinas de Inclusão Produtiva.

As 581 novas câmeras se somarão as cerca de 100 já existentes e serão capazes de monitorar a cidade 24 horas por dia. A ideia é que todas essas imagens possam ser monitoradas a partir das cabines da PM que serão reativadas. A implantação do sistema, que já ocorre no município, através do Centro Integrado de Segurança Pública (Ciosp), será feita, a princípio, em cinco das nove cabines da PM em Volta Redonda (Santa Cruz, Vila Rica/Tiradentes, Retiro, Ponte Alta e Santo Agostinho).

A expectativa é que mais de 180 mil pessoas, cerca de 60 bairros, sejam atendidas. Junto a isso, o governo municipal também quer realizar o rastreamento via GPS em tempo real das viaturas da PM e Guarda Municipal. Tudo para garantir uma maior agilidade nas respostas a crimes.
As câmeras que serão adquiridas são de alta definição e o sistema de informação será integrado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública e ficará disponível para acesso no Ciosp, Risp (Região Integrada de Segurança Pública) e 28º BPM (Batalhão da Polícia Militar). Ao todo, serão 400 câmeras fixas, 140 com movimento de rotação e outras 41 de reconhecimento de placa veicular. Este última com intuito somente de colaborar com a segurança pública, não sendo responsável por infrações de trânsito.

Ainda em conjunto com a PM, Neto se prepara para assinar um convênio para que o Proeis (Programa Estadual de Integração na Segurança) funcione no município. O acordo prevê que policiais da região poderão ser contratados para atuar durante os dias de folga. O pagamento pelos serviços ficará por conta da administração municipal.

A entrada no Proeis viabilizará a realização de outro programa da PM, o “Bairro Seguro”, que hoje é realizado somente na capital e promove um aumento no policiamento ostensivo. A previsão é que Volta Redonda receba este projeto em breve, a partir da Vila Santa Cecília. Além do Proeis, mais 30 policiais devem reforçar o policiamento em Volta Redonda até agosto, graças a um pedido do prefeito junto ao secretário estadual da PM, coronel Rogério Figueiredo de Lacerda, e o governador Cláudio Castro.

Para gerar uma maior sensação de segurança e inibir a prática de crimes, a prefeitura vem trocando a iluminação nos centros comerciais. Mais de duas mil lâmpadas de LED estão substituindo as de vapor de sódio e metálica, deixando a cidade mais iluminada. A melhoria alcançará os bairros em breve.


Entre a cruz e a cafeína, a História de Volta Redonda
‘Já temos alguns bons motivos para celebrar’
Arena Kart de Volta Redonda recebe entusiastas da velocidade
CSN investe em grafeno e inicia pesquisas para sua aplicação
Um salto da industrialização para o setor do comércio
Estrutura hospitalar é reforçada e vacina contra Covid-19 avança
Voltaço leva o nome da cidade para gramados do Brasil
Câmeras de alta definição monitoram Centro e bairros
História nas ruas do município é marcada por obras de arte
Programação dos 67 anos inclui carreata em pontos históricos
Comemorações terão lives de dois grupos em redes sociais


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document