sexta-feira, 30 de julho de 2021 - 00:01 h

TEMPO REAL

 

Capa / Aniversário de Volta Redonda 2021 / História nas ruas do município é marcada por obras de arte

História nas ruas do município é marcada por obras de arte

Matéria publicada em 17 de julho de 2021, 16:03 horas

 


Esculturas, monumentos, praças e memoriais compõe o cenário em Volta Redonda

Monumentos em espaços públicos marcam a história de Volta Redonda. Quem anda pelas com olhar atento pelas ruas e praças pode apreciar obras de arte como estátuas, esculturas, além de memoriais. Entre eles, Chaminé do Antigo Engenho, Praça Brasil, Memorial dos Ex-Combatentes e o Pórtico dos Pioneiros. O município tem ainda bustos do Prefeito Francisco Torres, General Macedo Soares e Silva, General Sylvio Raulino de Oliveira, General Antonio de Sampaio.

Brasão da Cidade de Volta Redonda – O brasão de armas do município foi elaborado pelo poeta e escritor Guilherme de Almeida da Academia Brasileira e Paulista de Letras, segundo o historiador já falecido Alkindar Cândido Costa, no livro “Volta Redonda, Ontem e Hoje”.

O escudo português de sabre com um feixe de raios de ouro dentro de uma orla de prata. Os Tenentes, dois ciclopes com o malho sobre bigorna por terraço, tudo ao natural, é uma homenagem aos operários de Volta Redonda, os ‘obreiros de Vulcano’.

Logo na entrada de Volta Redonda monumento destaca imponência da cidade

 

Patrimônio histórico

Os bens tombados como patrimônio histórico e arquitetônico que estão devidamente identificados com placas especiais junto aos imóveis, de acordo com a Lei Municipal 2075/1985, obedecendo a legislação federal são: Chaminé da Antiga Olaria, igreja Santo Antonio, sedes das fazendas Santa Cecília e Três Poços, Colégios estaduais Manuel Marinho e Barão de Mauá, antigo Centro de Puericultura, Hotel Bela Vista, Cinema Nove de Abril, Igreja Santa Cecília, Monumento dos Ex-Combatentes, antiga sede do Tiro de Guerra, Clube Foto Filatélico e Numismático, Memorial Zumbi, estátuas e construção na Praça Brasil. Outros 24 itens estão na Relação de Bens de Interesse Histórico, identificados no Processo de Elaboração do Plano Diretor Participativo de Desenvolvimento Urbano, mas não ainda reconhecidos por lei.

Praça Brasil, na Vila Santa Cecília, concentra monumentos (Paulo Dimas)


Entre a cruz e a cafeína, a História de Volta Redonda
‘Já temos alguns bons motivos para celebrar’
Arena Kart de Volta Redonda recebe entusiastas da velocidade
CSN investe em grafeno e inicia pesquisas para sua aplicação
Um salto da industrialização para o setor do comércio
Estrutura hospitalar é reforçada e vacina contra Covid-19 avança
Voltaço leva o nome da cidade para gramados do Brasil
Câmeras de alta definição monitoram Centro e bairros
História nas ruas do município é marcada por obras de arte
Programação dos 67 anos inclui carreata em pontos históricos
Comemorações terão lives de dois grupos em redes sociais


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document