sexta-feira, 30 de julho de 2021 - 02:39 h

TEMPO REAL

 

Capa / Aniversário de Volta Redonda 2021 / Um salto da industrialização para o setor do comércio

Um salto da industrialização para o setor do comércio

Matéria publicada em 17 de julho de 2021, 16:07 horas

 


Município tem quase 10 mil estabelecimentos comerciais que empregam mais de 50% dos 90 mil trabalhadores com carteira assinada

O crescimento e fortalecimento do comércio fizeram o setor se tornar o principal empregador da cidade, sendo responsável por mais de 50% dos postos de trabalho. Só para se ter uma ideia hoje o município tem quase 10 mil estabelecimentos comerciais, que empregam mais de 50% dos 90 mil trabalhadores com carteira assinada, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Detalhe: a maioria nos segmentos do comércio de bens ou serviço, dois setores que mais movimentam a economia local e contribuem com a geração de impostos. Dos que mais cresceram, destacam-se o de alimentação e gastronomia, que ultrapassam mais de 2 mil estabelecimentos atualmente, absorvendo pelo menos 15% dessa mão de obra.

Para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Volta Redonda (CDL-VR), Gilson de Castro, o município se desenvolveu nesses 67 anos tendo como alicerce a força do comerciante que, com veia empreendedora e olhar visionário, foi além de apenas oferecer o básico.
-Se levarmos em conta que, muitos comerciantes já estavam aqui mesmo antes da Usina Presidente Vargas, e, outros foram chegando ao longo dessas décadas, o comércio se desenvolveu ao logo desse tempo, mas se expandiu muito mais depois da privatização. Não parou de crescer. Os empreendedores continuaram acreditando na cidade, gerando emprego e se mantendo otimistas mesmo diante de tanta diversidade – analisou.

Segundo a CDL, o setor vem se modernizando, atraindo novas lojas âncoras e redes, buscando oferecer produtos diversificados, serviços de qualidade e preços competitivos com qualquer capital, atraindo grandes redes e se tornando a cidade de referência em vários segmentos, se tornando o principal polo comercial da região.

Ele ressaltou que ainda são necessárias mais políticas públicas tanto em nível federal, estadual quanto municipal para continuar atraindo empresas, inclusive indústrias, e assim, aumentar a capacidade de geração de empregos, absorvendo os novos profissionais que estão chegando ao mercado de trabalho, além de se valorizar as que já existem, como a própria companhia.

Para a CDL-VR, o momento é de união para promover o crescimento de todos os segmentos, seja do comércio, indústria, serviço, tecnologia, educação, saúde e outros, para que Volta Redonda não pare de se desenvolver, principalmente, por ser uma cidade bem localizada, no eixo Rio-São Paulo, e moderna.

CDL-VR completa 52 anos focada em dar suporte às empresas

Comércio de Volta Redonda é atualmente um dos setores mais fortes na economia

Comércio de Volta Redonda é atualmente um dos setores mais fortes na economia

A CDL-VR foi fundada em setembro de 1969 por um grupo de empresários que viu a necessidade do associativismo para contribuir com a discussão de políticas públicas para o desenvolvimento econômico, melhorias de infraestrutura e atrair novas empresas. A instituição também sempre teve como base o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), principalmente num período em que a venda no crediário ou carnê era a forma de pagamento mais comum.


Entre a cruz e a cafeína, a História de Volta Redonda
‘Já temos alguns bons motivos para celebrar’
Arena Kart de Volta Redonda recebe entusiastas da velocidade
CSN investe em grafeno e inicia pesquisas para sua aplicação
Um salto da industrialização para o setor do comércio
Estrutura hospitalar é reforçada e vacina contra Covid-19 avança
Voltaço leva o nome da cidade para gramados do Brasil
Câmeras de alta definição monitoram Centro e bairros
História nas ruas do município é marcada por obras de arte
Programação dos 67 anos inclui carreata em pontos históricos
Comemorações terão lives de dois grupos em redes sociais


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document