terça-feira, 27 de outubro de 2020 - 00:47 h

TEMPO REAL

 

Capa / Boletins Covid-19 / Taxa de ocupação volta a subir em hospitais de Angra dos Reis por conta da Covid-19

Taxa de ocupação volta a subir em hospitais de Angra dos Reis por conta da Covid-19

Matéria publicada em 18 de junho de 2020, 07:48 horas

 


Angra dos Reis – A taxa de ocupação de leitos por Covid-19 voltou a subir na cidade, passando para 37.78%. No total, entre pacientes confirmados ou com suspeita de coronavírus, 58 pessoas estão internadas. O Centro de Referência para Covid-19 (Santa Casa), que conta com 120 leitos, atende a 44 pacientes no momento. Já o Hospital de Praia Brava, que passou a oferecer 15 leitos, tem sete pacientes internados. Dos 135 leitos públicos do município, 51 estão ocupados. Há ainda sete pessoas internadas em instituições privadas.

Angra dos Reis segue com 1.776 casos confirmados de coronavírus. Destes, 1.149 já estão recuperados. A cidade contabiliza ainda 66 mortes confirmadas pela doença. Duas ocorreram ontem (17), no Centro de Referência Covid-19, e foram de um homem, de 51 anos, e de uma mulher, de 47 anos, ambos com comorbidades. Além disso um óbito suspeito de uma mulher de 72 anos, que ocorreu no dia 14 de maio, no HMJ, foi confirmado. Há ainda 11 mortes sendo investigadas no município.

De acordo com o relatório de frequência de casos confirmados de Covid-19, atualizado em 16 de junho, os bairros com mais incidência do novo coronavírus são: Japuíba (165), Parque Mambucaba (164), Frade (126), Jacuecanga (99), Areal (72) e Campo Belo (72). Em toda a Ilha Grande há 108 casos confirmados.

Desde o dia 1 de janeiro a cidade soma 9.097 casos de Covid-19, sendo que 177 foram descartados, dentre eles uma morte – exame de swab negativo para Covid-19 – e 7.144 permanecem suspeitos (síndromes gripais), sendo 2.522 em isolamento domiciliar e 4.622 já recuperados. Entende-se como casos recuperados aqueles que cumpriram o período de isolamento domiciliar de 14 dias e estão sem sintomas, conforme acompanhamento da equipe de monitoramento da Secretaria de Saúde.

A Síndrome Gripal também está sendo considerada como caso suspeito de Covid-19, conforme Portaria Nº 454, de 20 de março de 2020/MS e Nota Técnica – SVS/SES-RJ Nº 09/2020, de 4 de março de 2020. O Teste Rápido de Covid-19 é um exame capaz de detectar a presença de anticorpos (IgG e IgM) por meio da coleta de uma gota de sangue. O resultado fica disponível no intervalo de 10 a 20 minutos. Os novos casos confirmados apresentam clínica compatível com a doença, vínculo epidemiológico e Teste Rápido Positivo.

A partir do Decreto Municipal Nº 11.625, de 21 de abril de 2020, fica obrigatório o uso de máscara pela população nos espaços abertos ao público, ou de uso coletivo, inclusive os comerciais. As demais medidas recomendadas pelo Ministério da Saúde, como a higienização das mãos, a etiqueta respiratória e o distanciamento social, também devem ser seguidas.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Agora é assim. Quando algum paciente com menos de 50 anos morre é pq tinha comorbidade. Sei. Os hospitais imputam comorbidades para justificar as mortes. Acredito que o vírus está matando simplesmente pq não temos imunidade. Mata mais idosos mas tb mata gente mais nova.

Untitled Document