sábado, 29 de janeiro de 2022 - 01:11 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Aluno que ofendeu professora em Resende é suspenso e transferido

Aluno que ofendeu professora em Resende é suspenso e transferido

Matéria publicada em 15 de fevereiro de 2019, 19:04 horas

 


Resende – O aluno que na última segunda-feira, dia 11, ofendeu e debochou da sua professora em sala de aula, no Colégio Estadual Souza Dantas, em Resende, está suspenso das atividades escolares. Além disso, ele será transferido para outra unidade. A decisão foi comunicada nesta sexta-feira (15) pela Seeduc (Secretaria de Estado de Educação), após reunião comandada pelo secretário Pedro Fernandes.

Em nota pública, a secretaria ainda apontou outras ações que serão tomadas para evitar que o mesmo problema se repita em outras escolas.

Confira a nota:

A Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) informa que não admitirá que os profissionais da Educação sejam agredidos.

Assim que tomou ciência do fato e assistiu ao vídeo em que um aluno agride verbalmente uma professora de Resende, o secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes, solicitou que a direção da escola e a Diretoria Regional relatassem o caso ao Ministério Público e ao Conselho Tutelar. Após ouvir os envolvidos e os órgãos competentes, a Seeduc decidiu suspender o aluno e transferi-lo para outra escola da rede estadual. A direção da escola continuará a ministrar palestras aos jovens para evitar acontecimentos como esse.

Na semana que vem, será realizada uma reunião com a Defensoria Pública, Ministério Público e Tribunal de Justiça para estabelecer um código de conduta com ações padronizadas para ser adotado nas escolas e evitar atos de infração ou de indisciplina.

Por fim, cabe destacar que a Secretaria de Estado de Educação não admitirá que os profissionais da rede sofram qualquer tipo de agressão e trabalhará para que esses atos não fiquem impunes.

Prestamos, mais uma vez, solidariedade com a professora e demais profissionais da escola.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. No final vão punir a professora, aguardem!

  2. “…a Seeduc decidiu suspender o aluno e transferi-lo para outra escola da rede estadual.”

    Nada mudou, e ainda atrapalhará a vida do estudante agressor que terá de se deslocar para uma escola, talvez, mais distante.

    A Seeduc mais uma vez passa a mão na cabeça do aluno. Agora o mesmo desajustado agredirá outra professora. Os professores da outra escola da rede estadual que se preparem para serem humilhados.

    VAI VENDO aí o que dá votar em candidatos que NÃO CONHECEM a Administração Pública e NÃO ENTENDEM de Gestão Pública. Um secretário estadual de educação que foi recusado pelos eleitores como candidato a governador adota simplesmente um código de ética como sinal de mudanças.

    Eu não sabia que as escolas estaduais NÃO TINHA um código de ética. Quando eu era estudante do Ensino Fundamental décadas atrás, na minha escola (que não era estadual) já tinha um código de ética, muito conhecido na época como Regras de Convivência Escolar, e uma delas era o estudante respeitar os professores. Os professores tbm tinha a sua regra: tratar os estudantes como futuros potenciais profissionais.

    Eu me sentia um verdadeiro futuro profissional quando estava dentro da minha escola.

  3. Parabens à Diretoria Regional Pedagogica, à Direção da escola e à Promoria de Justiça pela pronta atitude neste lamentável episódio e que venha o codigo de conduta

  4. Meu nome é Zé Pequeno!

    Até que enfim uma medida para reduzir o nível de stress dos profissionais de Educação.
    Se a família não ensina ao aluno regras de convívio social não cabe aos professores tal ensino.
    Isso cabe também aos maus profissionais porque também existem os mesmos nas diversas profissões.

  5. Isso mesmo. Sem educação, não deve ter recebido em casa. Lugar de desajustados é no Desipe e não numa escola.

  6. Da uma cosça nele q faranto q nunca mais ele faz isso com ninguem…

  7. Antonio Carlos Peludo

    Agora sim.

Untitled Document