quarta-feira, 15 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Alunos da rede pública de Volta Redonda vão ao Japão disputar Mundial de Robótica

Alunos da rede pública de Volta Redonda vão ao Japão disputar Mundial de Robótica

Matéria publicada em 21 de julho de 2017, 14:17 horas

 


Nesta sexta, o prefeito Samuca Silva, foi até escola se despedir dos estudantes

1f4c7002-0ce8-4063-b407-0a232e58a873

Prefeito visitou os alunos na manhã desta sexta-feira, dia 21
(Foto: Geraldo Gonçalves/ Secom)

Volta Redonda- Cinco alunos e três professores da Escola Municipal Rubens Machado, no bairro Verde Vale, estão de malas prontas para o Japão. No dia 23 (domingo), a equipe “Jaguar Baby” irá decolar rumo à Nagoya (cidade japonesa) para disputar o Campeonato Mundial de Robótica, na categoria “Dança de Robôs”.

A viagem só foi possível, graças a uma ação da Prefeitura Municipal de Volta Redonda que envolveu o apoio de empresas da cidade e região para cobrir o custo de uma semana no Japão.

Na manhã desta sexta-feira (21), o prefeito Samuca Silva, o vice Maycon Abrantes, secretários e outros integrantes do governo se juntaram aos professores, diretores, pais e moradores do bairro, para desejar uma excelente viagem à equipe. Faixas com mensagens de incentivo aos adolescentes foram deixadas nos arredores do colégio.

Samuca não mediu os elogios para desejar boa sorte a todos.

– É muito gratificante ver esses jovens estudantes da rede pública estarem literalmente indo tão longe. E olha que o Japão é bem distante. Mas quando se acredita, se dedica e sonha, “Longe é um lugar que não existe – disse, acrescentando que “estaremos bem representados. Pedi para que eles registrassem a viagem com fotos, vídeos, selfies e relatos, para que esse momento fique marcado na história da educação de nossa cidade. Independente do que acontecer, eles já são verdadeiros campeões”, disse emocionado o prefeito.

Lucas, Bianca, Lais, Thiago e Hiago que tem, em média 14 anos, terão lá na Copa do Mundo de Robôs, cinco minutos para montar e desmontar todos as máquinas. Dentro deste tempo, dois minutos serão com música, onde os alunos irão interagir com os robôs por meio de uma coreografia. Países como Espanha, Canadá e Alemanha estarão na disputa com os voltaredondenses, que também concorrerão com representantes de outras regiões do Brasil.

A professora Patrícia Osório, uma das idealizadoras do projeto, disse que a equipe foi classificada ao mundial após conquistar o Campeonato Latino-Americano no ano passado. “Conheceremos de perto como o Japão lida com a tecnologia e a robótica. Vai ser um grande desafio e aprendizado”, ressaltou. O mundial começa no dia 26 com a cerimônia de abertura. Depois, no dia 27, acontece uma entrevista técnica e uma apresentação, onde os alunos demonstrarão como montar os robôs. Já nos dias 28 e 29 ocorrem as apresentações de disputa pelo título. Por fim, no dia 30, serão divulgados os resultados com as premiações.

A diretora do Rubens Machado, Aline Lopes Rebouças Gomes, parabenizou os envolvidos e acredita que a escola conseguiu fornecer a sua função social. “A educação é isso. É um orgulho muito grande levar o nome do nosso bairro para o mundo. É uma visão positiva para a comunidade. Estamos muito felizes e orgulhosos”, elogiou.

O aluno Lucas Roberto Moreira, de 14 anos, apesar de ansioso, espera absorver o máximo possível de conhecimento e aprendizado.

“Espero que seja uma boa competição, assim como foram às outras que disputamos. Só de conhecer a cultura deles já fico contente”, enfatizou.

Já o morador da Vila Brasília, Hiago Nascimento, também de 14 anos, não vê a hora de conhecer os japoneses. “A família fica preocupada, mas os japoneses são bem educados e super inteligentes, por isso podem ficar tranquilos, que serei bem tratado. Assim como iremos aprender com eles, eles irão aprender conosco”.

Já o aluno Thiago Leite, de 13 anos, acredita no potencial da Jaguar Baby para vencer o mundial. “Vai dar tudo certo”, afirmou.

A aluna Laís Soares Lopes, de 14 anos, moradora do Mariana Torres, espera sair do Japão com uma boa colocação. “Estamos dando o nosso melhor para dar tudo certo. Não chegamos aqui à toa. Foi muito trabalho e dedicação”, contou. Por fim, a estudante Bianca Romero, de 14 anos, desde 2015 na equipe, disse que o principal objetivo dela é pegar experiência. “Já somos vencedores, mesmo se não viermos com o troféu. Estou bastante satisfeita do nosso grupo”.

O projeto, desenvolvido num dos bairros mais carentes de Volta Redonda é um orgulho para a escola, participantes e comunidade local. Implantado em 2012, ano passado o programa teve a participação de 120 alunos, divididos em seis turmas de 20, incentivando a permanência do estudante na escola. Num horário participam das aulas normalmente e, no outro, do aprendizado de robótica.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    Robô do samuca, samucop, feito no Catar kkk

  2. Avatar

    Parabéns a todos!
    Excelente exemplo a ser seguido pelas demais escolas.
    Vocês já são campeões e merecem!!
    Aproveitem ao máximo a experiência!!

  3. Avatar

    SAMUCA ESTÁ FAZENDO ISSO
    SÓ PRA DISSER QUE O GOVERNO DELE
    ESTÁ BOMBANDO, ESTÁ IGUAL O TEMER
    TODO MUNDO JÁ ESTÁ ENTENDENDO.
    ISSO É O MALABARISMO DE TODOS OS POLITICOS.
    NINGUÉM É BOBO.

  4. Avatar

    Esperando os comentários do povo que só sabe reclamar……. e ir o contra.

Untitled Document