>
quinta-feira, 7 de julho de 2022 - 05:22 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Apae de Volta Redonda pede ajuda financeira à prefeitura

Apae de Volta Redonda pede ajuda financeira à prefeitura

Matéria publicada em 9 de janeiro de 2017, 17:03 horas

 


Encontro foi intermediado pelo presidente da Câmara, Dinho, depois de pedido feito a seu antecessor, Edson Quinto

Encontro: Samuca e vereadores conversam com diretoria da Apae-Vr sobre ajuda financeira (Foto: Gabriel Borges - Ascom PMVR)

Encontro: Samuca e vereadores conversam com diretoria da Apae-Vr sobre ajuda financeira
(Foto: Gabriel Borges – Ascom PMVR)

 

Volta Redonda – O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva (PV), se encontrou nesta segunda-feira (9), com a nova diretoria da Apae-VR (Associação de Pai e Amigos dos Excepcionais).  Na ocasião, a direção da Apae pediu ajuda financeira ao Governo Municipal. Samuca respondeu que tem a intenção de ajudar todas as entidades do município e solicitou que a Apae-VR fizesse um pedido formal à prefeitura para ser analisado pela Procuradoria Geral do Município e, caso necessite, enviará um projeto de lei à Câmara Municipal para aprovar o repasse de recursos.

— Queremos ajudá-los. Vale lembrar que, ainda como prefeito eleito, consegui uma emenda parlamentar no valor de R$ 500 mil para a Apae. Porém, a entidade não pôde receber porque a conta do governo está negativada com a União — disse o prefeito.

O encontro foi acertado depois que a diretoria da instituição pediu ajuda ao vereador Edson Quinto(PR), então presidente da Câmara Municipal de Volta Redonda. Edson passou o assunto ao atual presidente do Legislativo, Sidney da Silva, o Dinho (PEN). Dinho intermediou o encontro de Samuca com Mário Vitor Lopes Neto, o presidente da Apae-VR, e participou da reunião, junto com o vereador Edson Quinto (PR). Além deles, participaram da reunião o vice-presidente da Apae-VR, José Carlos Pereira, e o diretor financeiro da entidade, José Alexandre Ribeiro dos Santos.

— Caso a prefeitura precise da Câmara para aprovar a liberação de recursos, vou convocar os parlamentares para sessão extraordinária. Acredito que nenhum vereador vai se opor a isso — garantiu o presidente da Casa Legislativa. O seu colega de parlamento Edson Quinto concordou e complementou: “Não há cor partidária quando se fala de Apae”.

 

Diretoria lança a Campanha ‘Embaixadores da Apae’

 

Na reunião com o prefeito, Mário Vitor informou que será lançada na semana que vem a campanha ‘Embaixadores da Apae’. A entidade escolherá 40 conhecidos moradores de Volta Redonda e, cada um deles, terá que conseguir outras 50 pessoas para doarem por mês R$ 20,00.

— Com isso, conseguiremos arrecadar R$ 40 mil por mês — contou José Alexandre Ribeiro dos Santos, diretor financeiro da Apae-VR.

Hoje, segundo ele, só com a folha de pagamento, a Apae  gasta R$ 95 mil por mês e, atualmente, há apenas R$ 12 mil no caixa. Ainda de acordo com a direção da entidade, 358 famílias são atendidas pela associação. “Nosso objetivo é que, em curto prazo, nos tornemos autossustentáveis. Por isso que topamos o desafio de administrar a Apae-VR”, finalizou o presidente da Apae.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. Uma sugestão: deixar de manter o Restaurante Popular e destinar a verba para a APAE, ainda que provisoriamente… Não é uma decisão fácil, mas neste momento de crise temos que definir prioridades, onde o cobertor curto irá cobrir…

  2. Porque não fazem uma gde festa filantrópica para arrecadar dinheiro.
    Peçam apoio dos empresários…
    Peçam mensalidades aos pais de seus alunos conforme a renda.
    E eles podem pedir aos parentes ajuda.
    A apaef está se virando.
    O problema que são várias entidades não dá para ajudar a todo mundo.
    Então aqueles que precisam ou que tem parentes que precisam tem que se conscientizar também…

    • Concordo. São muitas instituições precisando de ajuda e poucos provedores. Muitos familiares de pessoas atendidas têm condições de dar alguma contribuição mensal, mesmo que valor baixo, simbólico, mas não ajudam com nada, nem um centavo. Se fosse uma igreja não teria esse problema, pois ali dão o dízimo…

  3. Nobre Prefeito – acreditamos no Senhor – mas por favor!!! Chame a atual Diretora da APAE e converse sobre as dívidas, a possibilidade da PMVR conseguir verbas, apoie a causa – MAS…MAS deixa loinge eesta turma de mamador de fora.
    E precisa de Mario Vitor envolver – que mania que vocês governantes tem dew colocar gente para o dinheiro ir parar em outro terreiro. Cuida da APAE junto a direção e pronta.
    Turma de oportunistas.

Untitled Document