segunda-feira, 21 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Artesãos expõem na Praça Sávio Gama em Volta Redonda

Artesãos expõem na Praça Sávio Gama em Volta Redonda

Matéria publicada em 6 de setembro de 2019, 17:09 horas

 


Cerca de 50 artesãos se reúnem na praça para comercializar suas mercadorias
(Foto: Gabriel Borges- Secom PMVR)

Volta Redonda- Artesãos de Volta Redonda vão expor seus produtos neste sábado (07), na Praça Sávio Gama, no Aterrado. A Feira de Artesanato é tradicional no local. No quinto dia útil de cada mês, cerca de 50 artesãos se reúnem na praça para comercializar suas mercadorias. Neste mês, por conta do Desfile Cívico-Militar pelo Dia da Independência, na Avenida Paulo de Frontin, o evento será realizado em dois dias. A feira funciona das 9h às 16h.

Entre os produtos oferecidos estão peças em pachwork, pinturas, madeira, material reciclado para uso pessoal e decoração, além de gastronomia. A Feira de Artesanato de Volta Redonda também é realizada, uma vez por mês, no Zoológico Municipal, na Praça Brasil e na Praça Rotary. Os artesãos cadastrados na secretaria municipal de Cultura se revezam a cada edição.

A secretária de Cultura de Volta Redonda, Aline Ribeiro, afirma que as feiras ajudam na divulgação dos produtos e promovem geração de renda para essas famílias.

– As Feiras de Artesanato são realizadas em pontos estratégicos da cidade, onde há grande circulação de pessoas, para facilitar as vendas – disse a secretária.

Fátima da Penha Carvalho, Regina Helena da Silva Pires, Isabela dos Reis e Rosenilda dos Santos fazem parte do mesmo coletivo. Juntas, elas produzem peças em crochê, tricô, bordado, pintura, costura e arte com material reciclável. – A feira no Aterrado é tradicionalmente a melhor para vendas. Acredito que a data coincida com o pagamento da maioria da população – disse Rosenilda, que trabalha com reciclados.

Amélia Rogênia Rosa, que trabalha com laços infantis em tecido, participa pela primeira vez da Feira de Artesanato.

– Me cadastrei na semana passada e tive a sorte de poder participar já nesta edição. Vendia as peças apenas para vizinhos e familiares. Com a feira posso ampliar meu público e ter mais lucro – acredita a artesã.

As amigas Denise Martins, moradora do bairro Nove de Abril, e Maria Auxiliadora Nascimento Fagundes, que mora do Eucaliptal, se encontraram no Aterrado para compromissos distintos, mas caminharam juntas pela Feira de Artesanato.

– Tem muita coisa bonita e útil. São peças únicas, exclusivas. Neste sábado, dia 07, venho prestigiar o desfile pelo Dia da Independência e aproveitar para comprar uns presentes- disse Maria Auxiliadora.

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, afirma que as feiras valorizam os artesãos da cidade.

– Assim, esses profissionais podem ocupar os espaços públicos nos principais pontos comerciais da cidade para divulgarem e comercializarem seu trabalho, gerando mais oportunidades para a categoria – disse.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document