quarta-feira, 21 de agosto de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Artesãos serão credenciados e ganharão local para trabalhar em Volta Redonda

Artesãos serão credenciados e ganharão local para trabalhar em Volta Redonda

Matéria publicada em 5 de junho de 2016, 16:34 horas

 


Situação de artesãos que ficam na Vila Santa Cecília é discutida em encontro na prefeitura (foto: ACS)

Situação de artesãos que ficam na Vila Santa Cecília é discutida em encontro na prefeitura (foto: ACS)

Volta Redonda –  A situação dos artesãos que ocupam o espaço público das calçadas no centro comercial da Vila Santa Cecília do município foi discutida em uma reunião realizada na sexta-feira (dia 3). Participaram do encontro representantes dos condomínios dos Edifícios Cecisa I e Cecisa II, no Largo 9 de Abril. Os comerciantes afirmaram que se sentem prejudicados pela presença dos artesãos, muitos vindos de fora do município, por causa de abordagens aos pedestres e atitudes inadequadas, segundo eles.

Entre as medidas aprovadas no encontro, está a de promover um cadastro dos artesãos pelas secretarias de Ação Comunitária, Fazenda e Cultura, credenciando-os a trabalhar em locais que serão propostos a eles, onde poderão desenvolver as suas atividades de maneira organizada, sem prejuízos de terceiro.

– O poder público se declara a favor dos artesãos do município, desde que este trabalho seja feito de forma ordeira e organizada. Nós queremos propor soluções para que eles tenham um espaço físico para a exposição dos seus produtos – disse a secretária de Cultura, Rosâne Mendonça.

– No momento que os artesãos procurarem a secretaria de Cultura ou a Fazenda, vamos fazer esse credenciamento, e propor locais onde possam trabalhar de forma organizada. Somos a favor dos artesãos e queremos encontrar uma solução boa para todos – ressaltou a secretária.

A diretora do Departamento de Atividades Econômicas e Sociais da SMF, Elisângela de Almeida, confirmou que a partir desta semana os artesãos serão notificados pela fiscalização com o apoio da Guarda Municipal, para que compareçam à Secretaria Municipal de Cultura, onde serão orientados sobre como realizar o cadastro municipal, buscando a regularização das suas atividades.

Durante a reunião foi lembrado que antigamente o comércio ambulante trazia sérios problemas a quem estava regularizado e pagava os seus impostos, ocupando irregularmente as calçadas nos centros comerciais, numa concorrência desleal. “O problema foi resolvido com o prefeito Antônio Francisco Neto construindo os mercados populares da Vila, Amaral Peixoto e Retiro, criando um espaço para que os ambulantes pudessem trabalhar legalmente, sem incomodar ninguém”, destacou Elisângela.

Participantes

A reunião na secretaria de Fazenda foi realizada a pedido de comerciantes da área, que se sentem prejudicados. Participaram ainda: o comandante da Guarda Municipal, Major Luiz Henrique Monteiro, entre outras autoridades e entidades.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. Avatar

    Já viram a ficha corrida desses hippies? Tem atentado ao pudor, posse de drogas, ameaça, tráfico de drogas, desacato, etc.
    Quer fazer arte? Então primeiro sejam educados.
    Vão fumar maconha la na casa de quem gosta deles.

    E ainda tem aqueles que vendem CD pirata à noite.

    Só metendo a porrada. Porque prender não adianta mais. Abre o olho cambada de vagabundo.

  2. Avatar

    artesão , tem , mas na maioria , são pinguços , que importunam a vila . cadastrar e veja tambem a ficha na policia , fica a dica .

  3. Avatar

    Vamos deixar os ” artesãos” na calçada da casa das pessoas que os defendem. Quem sabe mudem de ideia. Ao acordarem depararão com bafo de cachaça, marmitas reviradas, latas de cerveja e garrafas de pinga no chão, além é claro dos indivíduos bêbados importunando e o mais absurdo crianças no meio. Isso não é cultura, é vandalismo. Levem eles pra vocês e verão do que estou falando. Artesão não bebe no horário de trabalho e deixam o ambiente limpo. Vejam as senhoras e senhores que estão vendendo seus artesanatos em baixo da biblioteca. Isso sim é organização e trabalho digno. Parabéns a eles!!! Parabéns a PMVR em estipularem um lugar certo pra eles e com regras a serem seguidas.

  4. Avatar
    QUEREMOS JUSTIÇA!

    Fizeram a maior covardia com um artesão na Vila! A guarda do município não tem o menor preparo e educação. FORA NETO E SUA PANELA! Aguarde as eleições…essa DITADURA aqui em VR tem que acabar!

    • Avatar

      Concordo temos q ter o mínimo de organização ! Essas pessoas não tem o mínimo de estrutura no local !
      Com certeza ali não é o local adequado! Ótima iniciativa conjunta ! Parabéns à todos que pesam em realmente resolver este problema.

    • Avatar

      O País da desordem impera tudo que é feito para moralizar e organizar vários setores exemplo ( à guarda multando quem está irregular e reclamam do trânsito, pessoas fazendo com espaço público o que bem querem jogam lixo em qualquer lugar entre outras atitudes e reclamam da sujeira da cidade ) tudo culpa do estado e quando alguém quer moralizar e fiscalizar são vistos como ditadores ! Até o problema bater à porta dos liberais e intelectuais de plantão! Boa leva pra vc !

  5. Avatar

    Fazer espaço para eles onde o povo passa tá ! Eu adoro os brincos etc e o que fizeram com eles por causa desses comerciantes e muita injustiça ! Volta Redonda esta vivendo nos tempos da ditadura com esta guarda que o prefeito defende eu não vejo a hora de chegar a eleição para nos o povo dar uma resposta ! Que mau um cara igual vejo eles fazendo seus artesanatos pode fazer a alguém ? Agora os bandidos nos assaltam na vila na saida do banco e não aparece guarda municipal pra nada ! O que a guarda tem que fazer e pegar estes ladrões aqui na vila no fim de semana principalmente .

Untitled Document